Passava pouco mais de 21h de quinta-feira do feriadão de Corpus Christi quando um fusca passa pela portaria do camping. Equipado com uma barraca acoplada ao teto, a família Tanaka saiu de São Paulo logo cedo para acampar no Park Recanto Davet. Escolhido o local para estacionar, a barraca é armada com dois ou três movimentos, pois o dispositivo é próprio para tetos de diferentes modelos de carros. “O teto do fusca é arredondado, mas isso não influencia na instalação da barraca. Ela é afixada aos frisos do teto e a base é um tablado de compensado naval, que também é o piso da minha casa sobre rodas”, diz o empresário Sergio Tanaka. Ele trouxe a esposa, Elisabete e a filha Gabriela. A família também tem um motor casa Safari, mas preferiu descer com o Volks e usufruir de uma proposta mais rústica de acampar.

Estilo VQQ

A modalidade foi criada pelo paulista Jão O Bão, como é conhecido no meio campista, para reunir os amigos na propriedade no interior do estado. Segundo ele, o Vai Quem Quer não tem taxas de participação, anuidades ou responsável, pois não é exatamente um evento. A ideia é fomentar o campismo promovendo acampamentos em locais apropriados. A estrutura requerida para a acampada pode ser rústica ou não. O importante é informar um ponto de encontro e chamar o pessoal. Não há programação pré-definida, pacote ou coisas do gênero, caso contrário já é evento. O chamamento pode ser simultâneo e em variados locais. Ninguém é obrigado a consultar lideranças ou pedir autorização para uso de determinada data. Basta ir. Participa quem pode – está disponível- e simpatiza com quem teve a iniciativa do chamamento.

Reunião de grupos

Em Joinville, o VQQ contou com cerca de 56 equipamentos e 127 participantes específicos. Mas segundo o administrador do Park Recanto Davet, Norberto Davet, aproximadamente 400 pessoas entraram para participar ou visitar a reunião campista durante o feriado de Corpus Christi. “É uma iniciativa muito importante para o campismo e para quem vive disso. Nessa época do ano o movimento do camping fica parado, mas a manutenção precisa ser feita. Um evento na baixa estação vem bem a calhar e dá um fôlego para o setor”, diz Davet.

Na ocasião também foi realizada a 12ª Reunião dos Safaristas Paulistas e Amigos (Raspa). O grupo se reúne em campings paulistas, mas desta vez decidiram realizar o evento junto ao VQQ em Joinville. Setores da comunicação registraram o evento por meio da sucursal da Globo em Joinville, a RBS TV, jornais locais, Web TV Nós de Joinville, site Macamp e Jornal Nosso Bairro (JNB). Segundo a Keila Kaiser, responsável pelo chamamento, o objetivo foi alcançado. “O clima colaborou, o camping estava em perfeitas condições no que diz respeito ao funcionamento de banheiros, pontos de luz e água. Parte dos participantes são do grupo virtual Campistas e Futuros Campistas, mas a proposta é aberta a todos. O pessoal veio e manifestou o desejo de repetir a dose no ano que vem. Assim, fica marcado o próximo VQQ para o feriado de Corpus Christ em 2016 aqui no Davet”, diz ela.

James Klaus

 

COMPARTILHAR
Colunista: James Klaus

James Klaus é jornalista e pratica o campismo há mais de 30 anos. Nascido em Joinville, no estado de Santa Catarina, pesquisa o campismo no Brasil e no exterior. Realizou visitas a campings e fabricantes de equipamentos na Alemanha e também acompanha a evolução do setor no Brasil. Trabalha como redator/ apresentador na TV Babitonga (Canal 9 em Joinville) e na web TV Nós de Joinville, canal internacional especializado em campismo desde 2008. No jornalismo impresso, é colaborador da revista MotorHome e do jornal JNB, onde escreve a coluna Veículos.

james.klausmiers@gmail.com
www.nosdejoinville.com.br