Após, fomos a pé caminhar um pouco até a Academia Nacional de Música. Uma construção muito bonita também. A esta altura já estávamos inseridos na vida dos parisienses. E seguimos caminhando passando pelo Olympia, Igreja Santa Madalena, restaurante Maxim´s, Praça Concórdia (fontes e obelisco) e avenida Champs-Élysées… Ufa! Ali fizemos uma paradinha para comer um crepe e tomar uma água. Dá um cansaço, mas é a melhor forma de se conhecer esses locais com um tempinho para a apreciação. Principalmente, se o tempo de estada é curto. Seguimos caminhando pela avenida até o Arco do Triunfo. Pena estar meio nublado naquele momento. Queríamos pegar o por do sol diante do arco. Passamos também pelo Grand Palais com o seu majestoso teto de vidro, pelas lojas de grifes famosas e pelo Lido. Quando estávamos quase diante do Arco do Triunfo estava noite e queríamos ir até ele, bem próximo. Mas, a quantidade de carros que passavam, por ser estar num entroncamento de várias avenidas, causou-nos uma grande dificuldade para atravessarmos até lá. Ufa! Conseguimos e saímos vivos da empreitada. Bah! Ao chegar do outro lado percebemos que o correto seria termos entrado num túnel subterrâneo que daria o acesso até o arco, em segurança. Pensamos que fosse entrada do metrô. “Choses dans la vie!”. Estávamos em dúvida se subiríamos nele ou não. Na dúvida, sempre vamos! Que show! Ficamos lá em cima, por mais de uma hora. Vislumbrando a Paris de noite. E com uma vista privilegiada para a Torre Eiffel com seus efeitos de luzes. Eu não queria mais ir embora dali. Mas, cansados, cedemos, e voltamos a nossa casa-móvel.

 

Deusdeth Waltrick Ramos

 

CEO e Editor do MaCamp | Campista de alma de nascimento e fomentador da prática e da filosofia. Arquiteto por formação e pesquisador do campismo brasileiro por paixão. Fundador do Portal MaCamp Campismo sonha em ajudar a desenvolver no país a prática de camping nômade e de caravanismo explorando com consciência o incrível POTENCIAL natural e climático brasileiro. "O campismo naturaliza o ser humano e ajuda a integrá-lo com a natureza."