Ambientes Internos
 

Apesar de existir uma infinidade de tamanhos e variações de plantas internas, os motor homes possuem basicamente ambientes e posicionamentos bastante parecidos. Eles se dão pelo melhor aproveitamento interno e de acessos.

Os motor homes grandes, ditos “não compactos”, possuem basicamente: Dormitório fechado, banheiro com box para banho, cozinha e sala de jantar que vira cama de casal. Modelos maiores contam ainda com beliche, sala de estar (sofá) e mini sala para duas pessoas.

Nos motor homes super compactos, o dormitório fechado dá lugar ao chamado “dinete”. Este se trata do conjunto de mesa + sofás para 4 pessoas que se transforma em cama de casal. Também o banheiro é mais compacto, sendo o ambiente interno que serve o vaso sanitário e a pia, também utilizado para banho. A cozinha também está presente com pia, fogão e geladeira e em muitos deles há um dormitório extra sobre a cabine do carro, sendo este com pouca altura.

Assim como existem motor homes grandes que possuem muito mais ambientes internos, como segundo banheiro, segundo dormitório fechado e etc., existem motor homes compactos sem alguns deles, como no caso do banheiro por exemplo. Tudo depende da relação Tamanho x perfil do viajante que optará pelo modelo que mais se adequa às suas expectativas. Basicamente quanto menor o motor home mais ágil e acessível. Quanto maior, mais comodidade e autonomia.

AMBIENTES:

DINETE (Sala/Dormitório)

Existem vários tipo de dinetes, mas basicamente são dois sofás laterais com uma mesa no meio servindo 4 pessoas sentadas. Para transformá-lo em cama de casal, basta abaixar a mesa na altura dos assentos e colocar sobre ela os encostos estofados complementando o espaço vazio central. Está pronta a cama. Além do básico, existem salas em formato “U” e também sistemas hidráulicos de abaixamento da mesa. Um dinete pode ser reduxido para duas pessoas transformando-se em cama de solteiro. O dinete de casal também pode ser complementado com um beliche que fica sobre o conjunto. De forma retrátil, é “aberto” na hora de dormir e recolhido quando a mesa for utilizada.

BANHEIRO

O banheiro de um motor home possui dois tipos de configuração: Com Box e Sem Box. O modelo sem box utiliza o mesmo espaço que abriga o sanitário e o lavatório para se tomar banho. Um sistema prático, pois poucos banhos são tomados durante o dia todo, aproveitando-se o espaço do veículo. A torneira do lavatório é móvel em  forma de chuveirinho, podendo fixá-lo no alto para o banho.

O banheiro com box, possui este ambiente separado para que não se molhe o ambiente do lavabo. Possui chuveiro próprio e é fechado com cortina plástica ou portas rígidas. Há modelos cujo box está com acesso dentro do lavabo e há modelos onde lavabo e box são ambientes separados, podendo-se distribuir melhor o espaço interno do carro e permitindo o uso isolado de duas pessoas diferentes.

COZINHA

A cozinha básica de um motor home possui pia, fogão e geladeira. A diferença estará no tamanho dos equipamentos que poderão dar lugar a módulos maiores, diferentes tipos de eletrodomésticos e armários.

Nos modelos compactos utiliza-se pias reduzidas, fogareiros ou coocktops de uma ou duas bocas (sem forno) e geladeiras do tipo “frigobar”. Na medida que o espaço interno vai crescendo, pode-se ganhar cubas maiores, cuba dupla, fogões com 2, 3 ou 4 bocas com forno, geladeiras biplex, tampos maiores, armários e gavetas e até outros eletrodomésticos como microondas, lava-louças, coifa, freezer e etc.

DORMITÓRIO

Os dormitórios chamados “exclusivos” não se transformam em outro ambiente. Existem os dormitórios dos motor homes maiores, onde geralmente estão localizados ao fundo, já que se aproveita toda a largura do carro sem perder com a circulação (corredor). Existem vários tamanhos onde vão desde a cama de casal atravessada na largura do carro e encostada nos cantos, passando pelos acessos em “L” até as camas de comprido com acesso pelos 3 lados com criados mudos. Há sempre armários e guarda-roupas de acordo com o espaço e alguns possuem lavabos exclusivos ou acessos diretos para o banheiro através do box.

Outro tipo de dormitório é o suspenso. Para aproveitar o espaço sobre a cabine que geralmente é baixa, uma grande cama de casal fica com acesso por escada interna. A altura é suficiente para ficar deitado e estender os braços para cima, não sendo possível ficar sentado ou de pé. Este tipo de dormitório causa estranheza para muitas pessoas, mas na realidade se fazem muito confortáveis para dormir.

BELICHES

Sendo considerado também um ambiente “dormitório”, muitos motor homes possuem um ambiente que acomoda 2 ou 3 camas de solteiro. Existem algumas variações, como parte de suas laterais protegidas e fechadas para que se possa isolar o ambiente com portas, alguns possuem a cama superior retrátil e a inferior se transformando em saleta para 2 pessoas. Alguns possuem armários no lugar da casa supeior quando esta não se faz necessária. Os motor homes que possuem beliches se destacam, além de comportar u maior número de pessoas, por proporcionar que uma família possa deixar o dinete apenas para uso da mesa, sem a necessidade de desmontá-la. Esta ficando apenas para uma alternativa para hóspedes visitantes.

SALA DE ESTAR

Os modelos maiores, geralmente com mais de 9m de comprimento já possuem a sala de estar. Entre o Dinete e a cabine do motorista, fica um ambiente que possui um grande sofá (que geralmente se transforma em cama de casal) e do outro lado um assento ou par de poltronas servidas de uma mesa de apoio. Este ambiente fica conhecido também pela grandeza espacial e conforto dos ocupantes que pode ser ampliado ainda mais quando o motor home possui Slide Out.

  

 

 

COMPARTILHAR

CEO e Editor do MaCamp | Campista de alma de nascimento e fomentador da prática e da filosofia. Arquiteto por formação e pesquisador do campismo brasileiro por paixão. Fundador do Portal MaCamp Campismo sonha em ajudar a desenvolver no país a prática de camping nômade e de caravanismo explorando com consciência o incrível POTENCIAL natural e climático brasileiro. “O campismo naturaliza o ser humano e ajuda a integrá-lo com a natureza.”