Não tenho uma família campista.  Ao contrário de muitos que nasceram acampando desde cedo, iniciei tarde nessa vida. Meu pai só acampou em beira de rio e represa para pescar e junto com meu tio conta historias divertidíssimas.  Desde criança ouço os dois dizerem que um dia nos levariam, mas isso não aconteceu e já não acredito que vá acontecer.

Comecei acampar por influencia de um grande amigo do colégio que nem sabe disso.  Em 2003 (não tenho tanta certeza) ele acampou com alguns amigos em Extrema – MG e voltou contando historias incríveis que me fascinaram, desde os “perrengues” devido a falta de equipamentos para acampar em meio a um lugar sem estrutura nenhuma até momentos mágicos proporcionados pelo campismo, fotos maravilhosas de dar inveja em muitos de nós.

CONFIRA AQUI AS SUAS COLUNAS

Naquele dia para frente comecei a procurar informações, dicas, visitar sites de campismo e interagir com o tema. Em 2003 a internet ainda não era como hoje, não havia essa quantidade de informações, poucos sites falavam sobre o tema, não existia facebook, blogs … então as informações vinham de outros campistas através das comunidades do Orkut, no auge nessa época.

Consegui convencer minha namorada Vânia desta aventura e topamos de comprar uma barraca e marcar nosso primeiro acampamento. Começamos mal. Sem informações compramos uma barraca em um hipermercado.  Devolvemos no mesmo dia, faltavam peças dentro da sacola e era impossível monta lá.  Logo depois descobrimos um colega de faculdade que trabalhava em uma loja de artigos de pesca e camping , adquirimos assim nossa primeira barraca, uma Nautika Falcon 4 por R$ 160,00. Meu pai tinha uma caixa térmica, juntei mais um colchonete e partimos para o Atibaia Campo passar um final de semana de muita chuva e pão com mortadela.

Não dava para continuar acampando daquele jeito. Dái os investimentos começaram , um colchão inflável, depois um fogão, uma mesa, uma lanterna… acredito que nenhum campista para de comprar e se equipar mais e melhor, essa é a verdade.  Hoje temos uma boa infraestrutura para acampar, mas sempre que estamos planejando uma nova acampada compramos alguma coisa, haja lugar para guardar tudo isso em casa…

Desde 2004 acampamos em vários locais no estado de SP, alguns deles pela proximidade com nossa casa e pelo ótimo local, mais de uma vez. Conhecemos bons campings, outros nem tanto, conhecemos pessoas agradáveis, de uma historias incríveis. Passamos por poucas e boas. O mais legal de tudo isso é que aprendemos muito. Aprendemos a respeitar a natureza, fazer amizades, compartilhar.

Neste local, vamos falar um pouco sobre esse universo campista que nos rodeia e tentar explicar o porquê nós campistas somos tão fascinados por esse mundo. Não vão faltar assuntos e espero a contribuição de cada um de vocês leitores.

André Dalastra

CONFIRA AQUI AS SUAS COLUNAS

 

COMPARTILHAR

CEO e Editor do MaCamp | Campista de alma de nascimento e fomentador da prática e da filosofia. Arquiteto por formação e pesquisador do campismo brasileiro por paixão. Fundador do Portal MaCamp Campismo sonha em ajudar a desenvolver no país a prática de camping nômade e de caravanismo explorando com consciência o incrível POTENCIAL natural e climático brasileiro. “O campismo naturaliza o ser humano e ajuda a integrá-lo com a natureza.”