Antenas
 

Apesar de muitos campistas desejarem “esquecer de tudo” nos momentos de folgas e viagens a televisão ainda é um acessório muito querido pela maioria. Há caravanistas que não ficam em paz se não estiver entrando o sinal de audio e video dentro de sua “casa sobre rodas”.

Antigamente só havia duas possibilidades de receber um sinal de TV pelo país. Os sinais abertos recebidos pelos aparelhos de TV necessitam de transmissão local e, dependendo do tipo de freqüência, havia dois tipos de antena: A de VHF, de formato radial (bilateral) recebiam os canais 2 ao 13 e as UHF, de formato circular ou direcional recebiam os canais 14 ao 83.

Para os locais sem tais transmissões restava o sinal da parabólica vindo diretamente do satélite que poderia ser captado de qualquer local aberto, porém o tamanho das antenas limitava seu uso nos equipamentos. As antenas parabólicas eram restritas aos equipamentos “roda quadrada” ou alguns poucos motor-homes que a possuíam no teto,alguns deles com grandes engenhocas que eletricamente recolhiam e apontavam o equipamento.

Com o avanço da tecnologia vieram os sistemas digitais. O primeiro sistema a chegar foi o que utilizava a antena mini-parabólica, muito mais leve e reduzida que a convencional e que trazia também canais fechados comuns de “TV a cabo”. O sistema comumente conhecido como “o da sky” hoje é dividido com outras operadoras, como Oi, Embratel, Telefônica e outras. Daí vieram antenas específicas para este sistema que poderiam ser fixas no teto do trailer e facilmente recolhidas através de uma manivela.

Depois disso chegou também o sistema Digital Brasileiro de TV, com início de atividades nas grandes Capitais e que vai se expandindo pelo Brasil aos poucos. O sistema de TV Digital, também conhecido como HDTV que traz imagens em alta definição possui uma imagem perfeita e sem interferências, mas necessita de um sinal pleno não dando ao telespectador a velha alternativa de acompanhar algum programa imperdível em uma imagem e som de baixa qualidade. Um mistério deste sistema no campismo é que apesar de uma qualidade infinitamente superior o seu sinal tem menor alcance sendo uma incógnita se a freqüência chegará nos locais mais remotos que são o foco dos campistas aventureiros. Como informação a mais, este sistema utiliza antena das mesmas características das antigas UHF.

Agora que você já sabe o básico sobre sistemas de TV e antenas, confira no menu a esquerda os tipos e modelos presentes no mercado que podem ser utilizados nos veículos de recreação.

 

COMPARTILHAR

CEO e Editor do MaCamp | Campista de alma de nascimento e fomentador da prática e da filosofia. Arquiteto por formação e pesquisador do campismo brasileiro por paixão. Fundador do Portal MaCamp Campismo sonha em ajudar a desenvolver no país a prática de camping nômade e de caravanismo explorando com consciência o incrível POTENCIAL natural e climático brasileiro. “O campismo naturaliza o ser humano e ajuda a integrá-lo com a natureza.”

  • Marco Schwantes

    Caros Campintas,

    Qual a operadora de TV por assinatura tem sinal na Argentina e Chile incluindo a região da Patagônia ?