A barraca possui uma tipologia para quem busca 2 dormitórios separados, mas que pertencem ao mesmo conjunto. Ideal para dois casais ou casal com filhos, garantindo a privacidade e ao mesmo tempo a sensação de proteção. Ideal até mesmo para um casal apenas, utilizando o outro quarto para as bagagens. É uma barraca específica para uso familiar, já que é volumosa e pesada para carregar na trilha. A bolsa possui alças de mão e presilhas para não forçar o zíper. O Manual de instruções é feito em material que não molha e não rasga e fica costurado na bolsa para não se perder. É de médio entendimento, com ilustrações, textos e conta com identificação por cores das partes distintas do equipamento.
A bolsa contém o sobreteto, 2 dormitórios separados, varetas  e espeques com bolsa exclusiva para cada um. Também acompanha um kit de reposição dotado de um gomo de cada tipo da estrutura, um elástico interno e jogo de cordinhas e ganchinhos.

4

8

7

Possui uma certa dificuldade inicial até pegar o jeito de armar ou para os campistas inexperientes. Inicia-se a montagem pelo sobreteto, onde é preciso passar as varetas por bainhas na parte externa da cobertura. A presença de bainhas é sempre um tanto complicada, pois deve-se armar toda a vareta esticada no chão, podendo sujar as pontas e consequentemente a barraca. A passagem pela bainha também deve ser feita sempre empurrando o conjunto pelo túnel, pois se puxar os gomos se separam e “mordem” o tecido causando mais trabalho. O mesmo acontece na desmontagem. No caso da Arpenaz 4.2 não é possível a presença completa de grampos (possui somente nas extremidades) já que as varetas ficas externas ao sobreteto.

4_1

2_1

2

6

Uma grande vantagem é a possibilidade de montagem e desmontagem na chuva. Os dormitórios são totalmente independentes da cobertura e são armados posteriormente. Desta forma pode-se armar todo o sobreteto na chuva preservando os dormitórios e demais pertences secos. O campista já protegido da chuva poderá arrumar sua barraca tranquilamente.

MONTAGEM:

Após escolher o local, estica-se a cobertura no chão e passa-se as 4 varetas nas respectivas bainhas. São dois tipos diferentes de varetas identificadas por cores para apontar as posições. Após passar as varetas pelas bainhas, arma-se o arco prendendo-as nos espetos.  Armados os arcos é hora de esticar e prender o sobreteto. Inicia-se por uma das extremidades, fincando os espeques nos amarrilhos. Estes são feitos em cintas de nylon com fivela que auxilia no reaperto das extremidades e garantem boa resistência. É sempre recomendado que se arme a barraca com todas as portas e zíperes fechados, senão podem não se fechar depois por ter ficado muito esticado. Após prender os grampos nas extremidades das varetas que complementam as bainhas é hora de esticar as cordinhas para garan tir a perfeita resistência aos ventos e chuvas. São 8 cordinhas que esticam todo o conjunto e mais 2 que esticam as capas externas de ventilação dos quartos – todas com presilhas esticadoras.

1_7

7_1

2_6

2_7

3_3

Armada cobertura é hora de “pendurar” os dormitórios. Ambos independentes, devem ser esticados nas 4 extremidades do piso e presos no sobreteto e depois pendurados nas duas linhas de ganchinhos plásticos. O piso da sala também é separado, garantindo a opção de não utilizá-lo. Ele é preso nos dormitórios por velcro, 3 de cada lado, com pequenos ganchos que garantem o rebordo que evita a entrada de água da chuva. Na porta pode ser deixado plano ou também rebordado em caso de proteção. Está pronta a casa para a entrada dos equipamentos, acessórios e demais bagagens pessoais.

1_9

9_1

8_1

3_4

ANÁLISE MaCamp:

A barraca se apresenta de boa qualidade. O sobre-teto possui costuras seladas com amarrilhos de boa qualidade em forma de cinta que possuem fivela para reapertos ou regulagens posteriores sem a necessidade de reposição do espeque. O encaixe das varetas nos espetos do sobreteto se dá por buchas nas extremidades, o que se apresentou um tanto apertadas e que se soltaram (algumas) durante a desmontagem. Apesar de ser possível a armação do arco por uma pessoa apenas, o ideal é montar a barraca com a ajuda de uma segunda pessoa. O Manual de Instruções não deixa claro ao campista que ignore os dois dormitórios antes da armação total da cobertura. As ilustrações são bem feitas e as identificações de cores ajudam muito na montagem. O kit de reparos acompanha gomos das varetas e elásticos que se fazem muito úteis aos campistas usualmente. A armação do dormitório é muito tranquila através dos ganchos plásticos. O piso da varanda tem a vantagem de ser de montagem opcional (separado), mas peca pela fixação aos dormitórios que se faz por 3 pedaços de velcro de cada lado. Este poderia ser contínuo, já que além de garantir uma adesão completa, seria mais resistente ao desgaste temporal do material que perde seu poder de adesão ao passar dos tempos. No fundo o rebordo é muito bem garantido por grampos coloridos e na porta pode ser escolhida a posição: plana para entrada e saída sem obstáculos ou em caso de chuva, erguendo um rebordo protegido pela porta do sobreteto. O número de cordinhas cansa, mas é necessário. Os espeques são se boa qualidade, porém curtos para uso em areia pura. São todos de fixação exclusiva, não sendo utilizados para mais de uma amarração, mas poderiam vir em um número maior para reposição ou uso em amarrações extras.

5_3

5_1

4_3

1_8

Existe uma grande vantagem de se armar e desarmar a barraca na chuva. O sobreteto pode ser montado sem que se molhe mais nenhum pertence do campista e deixando os dormitórios intactos. Depois de armado, pode-se adentrar com as mochilas ou até mesmo estacionar o porta-malas do carro na entrada da varanda da barraca jogando-se a porta da mesma sobre o capô. Nesta hora já está tudo seco lá dentro para a acomodação da tralha. Outra vantagem é que pode-se optar pela não montagem de um dos dormitórios, criando-se ali um espaço enorme para instalação de sala, cozinha e etc. A sala central mede 1,87m de altura, com dimensões de 2,10m x 1,55m medidos no local.

7_2

10_1

1

O sobreteto tem pequenos rebordos que servem como pingadeiras nos dormitórios o que garante uma proteção maior nas chuvas, principalmente quando o piso é de terra ou areia onde acaba espirrando no dormitório. Outra pingadeira interessante se encontra na ancoragem das varetas no sobreteto. Esta região costuma ser o local onde mais escorre a água caída no teto da barraca e esta pedaço de tecido ajuda a escoar para fora do equipamento. A sala possui um sistema de ventilação no teto que garante proteção contra condensação e também ótima exaustão de calor no verão. A ventilação cruzada nos dormitórios é garantida pelo mosquiteiro no fundo oposto ao mosquiteiro presente na porta mista. Esta tipologia nos dá a liberdade de definir esta barraca mais apropriada para o clima quente, já que os mosquiteiros, tanto dos quartos, quanto da sala não podem ser fechados. Portanto não é a melhor barraca para se acampar no inverno e locais muito frios. A porta do dormitório não é dupla (pano e mosquiteiro) e sim única e mista com mosquiteiro incorporado à porta na parte superior. Esta porta é de recolhimento lateral o que garante a não necessidade de se prender aberta e de não sujar fácil. Lembrando que as portas de recolhimento superior acabam tendo que ser presas quando abertas e as de recolhimento inferior se fazem de manejo mais fácil do zíper, mas acabam sujando com mais facilidade. Ainda falando da sala, possui alguns porta-trecos que facilitam muito a organização. Tanto na sala quanto nos quartos existem ganchos para pendurar iluminação e outros pertences. Faltaram as hastes (polos)  para se utilizar a porta da sala como toldo.

1_10

2_3

4_2

3_2

3_1

1_2

Os dormitórios são reduzidos para quem está acostumado com as iglus tradicionais. Com os rebordos arredondados e erguidos as dimensões originais caíram para 2,02m no comprimento e 1,30m na largura útil. A altura medida foi de 1,26m mas com a presença da sala central (1,87m), não se vê necessário ficar de pé no dormitório.

10

9

1_5

1_3

A barraca em si é bem pesada, inviabilizando o uso sem carro ou em caminhadas mais longas. Seus 11kg precisam ser carregados por alças de mão. Não há alças de costas e nem de ombro.

3

2_8

1_4

1_1

Durante a avaliação desta barraca não foi possível sua submissão a ventos e chuva. Um pequeno teste nada técnico com uma mangueira demonstrou boa selagem e impermeabilização. O mesmo ocorreu com a aplicação de uma força maior nas amarras e pontos de ancoragem simulando os pontos críticos em caso de vento.

2_5

5



Marca



Quechua


Marca exclusiva da rede decathlon



Modelo



Arpenaz 4.2

 



Tipologia



Derivado Iglu

 


País
de Origem


 

 



Pessoas Declarado


4
Pessoas

 



Pessoas confortável com malas


4
Pessoas


Bagagem pode fugar na “sala”



Dimensões Internas declaradas (Dormit.)


2,10m
x 1,40m


H= –

 



Dimensões Internas Reais (Dormitório)


2,02m
x 1,30m


H=
1,26


Diminui com o rebordo do piso erguido.



Dimensões externas


 

 



Ventilação Dormitório


Porta
+ lateral

Sem
capa/fechamento e sem abertura.


Peso


11kg

 



Dimensão Bolsa


60cm
x


25cm
x 25cm


Possui apenas alças de mão (não pode ser colocada nas costas)



Avancê



FECHADO com Piso


“Tipo sala”



Dimensões Avancê


2,10m
x 1,55m (h=1,87)


Medidos na avaliação



Hastes de Avancê


Não

Não
possui polos para utilizar porta do avancê como toldo



Ventilação Avancê


Sim


Superior (com auxiliar anti-condensação)


Vigia
Avancê


Sim

Nos
fundos com capa de comando interno


Tipo
de Sobreteto



Completo


Recobre o rebordo do piso do dormitório. Possui pingadeiras.



Material Sobreteto



Poliéster PU


(declarado pela fábrica)



Quantidade de espeques


16

6 no
sobreteto + 10 nas cordinhas



Espeques Compartilhados


Não

Não
é preciso utilizar um espeque para dois ou mais pontos de amarração)



Espeques a mais


Não

 



Amarras


8 com
presilha + 2

8
para estrutura e mais 2 para capa de ventilação externa.


Tipo
de uso



Familiar


Pesada para caminhada


Piso
Dormitório



Polietileno

 



Lateral Dormitório



Poliéster Respirável + Mosquiteiro

 



Mosquiteiro



No-see-um

 


Tipo
Porta Dormitório


Mista
/ Lateral


Porta única combinada com mosquiteiro / recolhimento lateral.


Clima



Quente/ameno


Possui mosquiteiros permanentes no dormitório que não fecham.



Coluna D’Água



200mm/h


padrÃo quechua



Estrutura


Fibra
de Vidro

11mm
e 9,5mm



Ancoragem da Barraca na estrutura



Baínha + grampos no sobreteto


Estrutura fica presa ao sobreteto. Possui baínhas que exigem a
passagem da vareta. Possui grampos apenas nas extremidades.



Garantia


2
anos


marca


Kit
reparo / Reposição


SIM


Acompanha 2 gomos de varetas, cordinhas e elásticos reserva



Facilidade na chuva


SIM


Tanto na montagem quanto na desmontagem. Dosmitórios independentes
de montagem posterior ao sobreteto



Manual de Instruções


SIM /
Preso / Impermeável


Possui manual de médio entendimento, impermeável e preso à bolsa da
barraca.



Costuras


Dupla
e selada total

 

 


 
 
 

 

COMPARTILHAR
CEO e Editor do MaCamp | Campista de alma de nascimento e fomentador da prática e da filosofia. Arquiteto por formação e pesquisador do campismo brasileiro por paixão. Fundador do Portal MaCamp Campismo sonha em ajudar a desenvolver no país a prática de camping nômade e de caravanismo explorando com consciência o incrível POTENCIAL natural e climático brasileiro. "O campismo naturaliza o ser humano e ajuda a integrá-lo com a natureza."