As Primeiras Aquisições
 

Sem dúvida a primeira aquisição de equipamento para se ingressar no campismo é mesmo a BARRACA. São muitos os tipos, modelos e marcas. É exatamente aí que será muito importante o processo de escolha.

Assim como todo tipo de equipamento de hobby/lazer, barraca boa não custa baratinho. Portanto seriam duas as possibilidades de não se gastar muito para experimentar a sensação de acampar:

1- Pegar uma barraca bacana emprestada com alguém.

Dê preferência para um modelo pequeno, de boa qualidade e aproveite as dicas de quem está emprestando. Procure acampar com pessoas já experientes e cuide muito bem do equipamento. No futuro você verá que a barraca é um verdadeiro “xodó” do campista.

2- Compre um modelo baratinho em um mercado.

IMPORTANTE: Saiba que esta escolha servirá apenas para um experimento e que em caso de chuvas, ventos ou aperto interno a experiência ruim se dará unicamente devido à baixa qualidade da barraca e não à realidade do campismo.

Caso já deseje adquirir a barraca definitiva fazendo o devido investimento, atente para a nossa seção de TIPOS DE BARRACAS e pesquise tanto na internet quanto em lojas físicas. Lembre-se de que caso seu tipo de acampamento ideal venha a ser de aventura, procure uma barraca compacta e leve e caso seja mais voltado para o lazer procure uma barraca que além da capacidade (lugares) das pessoas que irão habitar, sobre espaço para bagagens e outros pertences. Caso visite lojas físicas, prefira as que possuam um “show room” dos equipamentos montados para que você possa entrar, deitar e simular seu acampamento.

Se você quiser saber mais a fundo os tipos de barracas e suas peculiaridades, consulte nossa seção específica (link), mas retorne aqui para continuar seu aprendizado.

Depois da barraca resolvida, há alguns equipamentos básicos para correr atrás. O primeiro deles é o “colchão”. Este está entre aspas porque não é necessário especificamente um colchão, mas sim sobre o que você irá dormir. Este item depende principalmente na relação conforto X praticidade que seu tipo de acampamento irá resultar. As opções são desde o conhecido SACO DE DORMIR, que dispensa o uso de roupa de cama até o COLCHÃO INFLÁVEL. Neste quesito ainda tempos outros equipamentos que também serão abordados abaixo:

– SACO DE DORMIR: O saco de dormir poderá ser utilizado juntamente com os itens abaixo, mas também é usado sozinho. Este se faz muito prático, pois dispensa o uso de roupa de cama e as vezes até qualquer colchão.

– COLCHONETE: Os colchonetes são sem dúvida o mais caricato e charmoso item deste quesito, que é guardado enrolado e oferece certo conforto ao dormir. Ele pode servir de base para o saco de dormir ou usado com ou sem roupa de cama. A grande desvantagem dele é o volume que ocupa no transporte, tanto a pé quanto veicular. O colchonete é a opção mais barata para quem deseja começar.

– ISOLANTE TÉRMICO: Algumas pessoas utilizam o isolante térmico como base para o saco de dormir, principalmente alguns modelos infláveis que possuem um conforto a mais, porém ainda são itens menos macios e de igual desvantagem no quesito “volume” no transporte. Cuidado. Algumas marcas propagam que seus isolantes infláveis se tratam de colchões, mas não se engane. não se trata da mesma coisa.

– COLCHÃO INFLÁVEL: Item mais luxuoso e compacto da tralha, também se configura o mais caro. Modelos baratinhos comprados em supermercados serão ótimos itens de teste, mas em sua maioria não possuem uma grande durabilidade. Há modelos de solteiro, viúva ou de casal e até queen-size. Alguns de solteiro possuem botões para união. Há modelos com inflador incorporado, manual e até elétrico. OBS: Não conte com encher o colchão na boca…. caso opte por este item, garanta também um inflador mesmo que bem simples.

– LANTERNA: Hoje em dia há lanternas dos mais diferentes tipos e preços. As mais acessíveis e modernas são as de iluminação de LED. Lembre-se que aquelas muito baratas e com opção de recarregamento na tomada costumam ter uma bateria interna que dura pouco. Caso vá viajar para locais sem energia elétrica, prefira as que utilizam pilhas.

– LAMPIÃO: Cada vez menos usados ainda são a opção mais romântica de iluminar um acampamento. Tirando este quesito, o lampião ainda é o equipamento mais econômico quando falamos de uma iluminação mais forte e ampla. Hoje em dia, por utilizar cartucho de gás e ser mais volumoso na bagagem ele foi trocado pelas lanternas – algumas que inclusive imitam os velhos lampiões com iluminação menos focada e mais espalhada.

– FOGAREIRO: Este item poderá ser dispensado do primeiro acampamento caso haja opções de alimentação no local. De qualquer forma, o equipamento é um dos mais tradicionais do campismo dispostos em vários tipos. O mais portátil é mesmo o mini fogareiro que é rosqueado em um cartucho de gás butano bastante leve. Há modelos que inclusive dispensam o uso de fósforos.

– LONAS/TENDAS: As lonas e tendas já são equipamentos que farão parte de seus primeiros progressos no campismo e a necessidade deles dependerá das suas próprias adequações no campismo e dos espaços que você pessoalmente preferirá proteger. Para a primeira acampada aconselhamos a levar um pedaço de lona para construção (aquelas bem finas e baratinhas). Depois com calma você irá adquirir uma lona melhor. Há várias cores e a mais barata é a preta. Procure escolher uma azul, amarela ou mesmo transparente. Tendo geralmente 4m de largura no rolo, adquira ao menos 3 metros. Ela servirá para alguma URGÊNCIA como fortes chuvas, por exemplo.

Bem estes são os principais equipamentos a serem pensados e adquiridos para seu primeiro acampamento.

PRÓXIMO PASSO > Testando Alguns Equipamentos

 

COMPARTILHAR
CEO e Editor do MaCamp | Campista de alma de nascimento e fomentador da prática e da filosofia. Arquiteto por formação e pesquisador do campismo brasileiro por paixão. Fundador do Portal MaCamp Campismo sonha em ajudar a desenvolver no país a prática de camping nômade e de caravanismo explorando com consciência o incrível POTENCIAL natural e climático brasileiro. "O campismo naturaliza o ser humano e ajuda a integrá-lo com a natureza."