Na coluna de Mário Motta do Diário Catarinense, há um alerta sobre acampamentos ilegais na praia da Lagoa da Conceição em Floripa-SC. Estivemos lá entre Natal e Réveillon e não sentimos tamanha gravidade. Parecia muito que algumas barracas serviam mesmo de apoio aos locadores de caiaques e SUP.

De qualquer jeito fica registrada a observação:

“É cada vez maior o número de barracas armadas ao longo das margens da Lagoa da Conceição. Moradores da região estão preocupados não só pela tomada dos lugares públicos como praças e jardins, pela qualidade pessoal dos acampados (não se sabe quem é, de onde vem e pelo que vem) e principalmente pela forma como se comportam lançando lixo na região, fazendo suas necessidades fisiológicas em qualquer lugar (inclusive nas águas da própria Lagoa) sem que nenhuma autoridade pública sequer solicite deles uma identificação. A Lagoa da Conceição é cada vez mais um território livre e abandonado. Um Camping a céu aberto, sem porta ou tramela. Entra quem quer e fica quanto tempo quiser… Isso pode Arnaldo?”

fonte: dc.clicrbs.com.br

 

COMPARTILHAR

CEO e Editor do MaCamp | Campista de alma de nascimento e fomentador da prática e da filosofia. Arquiteto por formação e pesquisador do campismo brasileiro por paixão. Fundador do Portal MaCamp Campismo sonha em ajudar a desenvolver no país a prática de camping nômade e de caravanismo explorando com consciência o incrível POTENCIAL natural e climático brasileiro. “O campismo naturaliza o ser humano e ajuda a integrá-lo com a natureza.”