CCB: Mais de Três Décadas de Amor pelo Campismo
 
Ao chegar ao camping do Clube dos 500 tinha como objetivo entrevistar o mais antigo associado do CCB. Raphael Baraúna, torcedor do São Paulo e nascido em Salvador.
Aos 98 anos, seu Raphael inicia a entrevista afirmando com todo o seu bom humor que havia negociado um acordo com seu amigo Matuzalém. “Inicialmente tinha feito um contrato com validade até os 100 anos. Aí foi chegando perto da data e resolvi renegociar esse acordo para ser estendido por mais um bom tempo”, afirma Raphael Baraúna, o campista mais antigo entre os associados do CCB, que confessa sua paixão pelo camping do Clube dos 500. “Conheci a todas as unidades do CCB mas esse aqui é o que mais gosto e é a menina dos meus olhos e venho aqui desde 1974”, admite.Esse baiano de Salvador, que tem a memória viva muito mais ágil do que a de muitos jovens, lembra que nasceu em 12 de julho de 1915. E o prazer em acampar começou antes mesmo do início do CCB, por meio dos campings selvagens.

Casado com D. Anna há 62 anos, três filhos, ex funcionário público, fiscal de rendas, e que durante anos também curtia a atividade de rádio amador, lembra que estava em Araruama e ali se associou ao conhecer a estrutura do CCB. “Só tenho a agradecer ao CCB por ter me proporcionado a oportunidade de conhecer o Brasil nas regiões mais distantes sempre tendo por perto uma unidade onde podia pernoitar”.

Ao falar dos campings do CCB ele não poupa elogios. “A organização dos campings e a localização privilegiada de muitos deles sempre me chamou a atenção. Sempre fui muito bem recebido nos campings onde passei. Não tenho do que me queixar”. Lamenta que os filhos e netos não tenham freqüentado e tomado gosto pelos campings do CCB.

Ao lado do amigo Carvalho, Baraúna mostra com orgulho o título de sócio honorário, numa homenagem prestada pela diretoria.”Sempre desejei participar mais. Curto a natureza e no camping me sinto em casa. Fiz boas amizades em cada um deles por onde passei. As mágoas a gente guarda e ficam as lembranças boas”. Lembra da vez que vindo de Araruama durante o verão, sob forte calor e seguindo para o Clube dos 500 comentou que para espantar o calor só mesmo uma chuva.

Ao chegar veio a chuva tão esperada para refrescar na hora certa.”Como curti aquela chuva”. Lamenta que o Governo não dê ao campismo a devida importância. “Aqui no Brasil temos uma outra mentalidade ao contrário do que acontece nos Estados Unidos e Europa. O Brasil vai sediar a Copa mas parece que os nossos governantes nem ligam e o campismo poderia ser uma excelente opção de hospedagem para os torcedores”, admite. Lembra situações curiosas de suas andanças como uma noite que estava em Natal e começou a ouvir barulhos no teto do trailer. “Pensei que eram gatos e no dia seguinte me surpreendi ao constatar que eram cajus. Tínhamos parado embaixo de um cajueiro e para nossa surpresa o barulho vinha da fruta caindo no teto”.

Ao finalizar faz questão de ressaltar a importância de se manter acesa viva o amor pelo CCB. “O meu maior prazer na vida foi acampar e fazer amigos, e nisso o CCB me fez conhecer uma grande famí-lia de muitas amizades e companheirismo”.

*Esta é uma reprodução de reportagem veiculada no Jornal da associação. Não representa a opinião do Portal MaCamp que também não se responsabiliza por dados e informações erradas.

Fonte: Notícia veiculada no Jornal “O CAMPISTA” desta última edição. O Jornal na íntegra poderá ser baixado e visualizado em PDF no link: http://portal.macamp.com.br/portal-conteudo.php?varId=89


CCB no MaCamp

O Portal MaCamp não só detém do maior conteúdo de campismo do Brasil como também sobre o Camping Clube do Brasil. Confira tudo sobre a associação, campings em funcionamento, saudosos campings extintos, além de reportagens, eventos e curiosidades históricas.

Acesse o CCB no MaCamp

Curta a Fan Page do CCB no facebook


 

COMPARTILHAR

CEO e Editor do MaCamp | Campista de alma de nascimento e fomentador da prática e da filosofia. Arquiteto por formação e pesquisador do campismo brasileiro por paixão. Fundador do Portal MaCamp Campismo sonha em ajudar a desenvolver no país a prática de camping nômade e de caravanismo explorando com consciência o incrível POTENCIAL natural e climático brasileiro. “O campismo naturaliza o ser humano e ajuda a integrá-lo com a natureza.”