O velho colchonete, item dos mais folclóricos na tralha campista, pode significar absolutamente dispensável para alguns campistas familiares ou de aventura, frente aos confortáveis colchões infláveis ou aos modernos isolantes auto-infláveis aventureiros. Apesar disso, é o equipamento dos mais acessíveis de toda a gama e ainda conta com uma imbatível vantagem sobre seus “concorrentes”: Nunca falha. Quanto mais confortável, mais volumoso para carregar enrolado e portando sua receita final é sempre este equilíbrio que busca atender aos dois momentos.

Qualquer colchonete tradicional é dotado de um tecido leve que tenha uma certa resistência e principalmente garanta conforto. Normalmente é encontrado nas mais simples seções de camping de supermercados ou lojas do ramo de lazer e possuem preços bem baratos. O recheio é de uma fibra ou espuma que garante leveza, compacidade e um certo conforto para amenizar a dureza e relevo do solo. É enrolável e com tiras que permitem a amarração do conjunto em um volume pronto para o transporte.

O colchonete tradicional apresenta conforto mediano que é tradicional neste tipo de equipamento. Obviamente não tem a maciez de um colchão inflável e nem de um colchão tradicional.  Costuma pesra em torno de 1kg em um rolo de próximos 60cm de comprimento e 25cm de raio. Oferece em média de 1,80m a 1,90m de comprimento com 50cm a 60cm de largura.

Para aumentar a praticidade no transporte, pode ser enrolado dobrado nos 30cm de largura, resultando em um rolo mais curto e bem mais grosso. Esta opção pode ser boa para amarrar o colchonete sob a mochila com o auxílio de aranhas elásticas ou cordinhas.

 

COMPARTILHAR
CEO e Editor do MaCamp | Campista de alma de nascimento e fomentador da prática e da filosofia. Arquiteto por formação e pesquisador do campismo brasileiro por paixão. Fundador do Portal MaCamp Campismo sonha em ajudar a desenvolver no país a prática de camping nômade e de caravanismo explorando com consciência o incrível POTENCIAL natural e climático brasileiro. "O campismo naturaliza o ser humano e ajuda a integrá-lo com a natureza."