Condensação Equipamento
 
Fenômeno da Condensação em Barracas e Trailers

Um efeito que causa estranhamento em todas as pessoas que passam por isso pela primeira vez. Certa manhã você acorda com uma goteira no teto de sua barraca. Será que furou? Nos trailers e outros veículos de recreação isto se torna ainda mais presente. Geralmente nas clarabóias e janelas a água chega a pingar principalmente no frio. É o fenômeno da condensação.

Não vamos entrar aqui em detalhes técnicos sobre a formação da condensação. Apenas que este é um fenômeno no qual a água passa do estado de vapor para o líquido. E por mais que pareça que a água de fora está penetrando na barraca ou no trailer, pode acreditar que não. Esta água já estava lá dentro há muito tempo e mais, grande parte dela estava dentro de você.

O efeito é fácil de entender. Sabe quando um copo ou garrafa de água está gelada e forma água na parte externa mesmo estando fechada? Pois é a água presente em estado de vapor no ar externo que entra em contato com a temperatura fria e se CONDENSA. Por isso o fenômeno acontece em noites frias ou locais de temperaturas baixíssimas. O mesmo pode acontecer em dias de chuva no verão e isto se dá apenas pelo fato da água da chuva estar muito mais fria do que o ambiente interno.

Nos trailers, os locais que mais acontecem este fenômeno são as clarabóias e as janelas. E por quê? Porque o trailer é todo revestido de material isolante térmico fazendo com que a temperatura externa não se choque com a interna. Mas nas janelas e clarabóias isto geralmente não acontece, existindo um forte choque de temperaturas baixíssimas até mesmo de geada na parte de fora, contrastando com a temperatura interna que pode estar por volta dos 25 graus. Para aumentar o efeito deste fenômeno a nossa respiração libera ainda mais vapor no ar cuja parte mais quente sobe e vai se condensar. Por este motivo o fenômeno acontece em menor proporção quando não há ocupantes no trailer. Mas lembre-se que ainda há umidade no ar mesmo assim o que não anula o efeito.

Nas barracas acontece exatamente a mesma coisa. Tanto que as partes que mais ocorrem a condensação são a estrutura (principalmente quando interna) e os tecidos mais impermeáveis. No caso da barraca, além da umidade da respiração existe a umidade que sobe do solo. Por isso o fenômeno ocorre mesmo estando a barraca com uma temperatura muito mais baixa do que o interior de um trailer. No caso dos tecidos, os “nylons” possuem além de uma impermeabilização maior, um coeficiente térmico com menos isolação. Por isso é que a água além de se condensar mais facilmente nos nylons do que nos tecidos mais porosos, estes também acabam absorvendo aquela parte condensada, ficando menos perceptível.

Não há muitas saídas em termos de solução. As barracas apresentam em suas composições alguns coeficientes de condensação, porém são muito pouco praticados em um país tropical como o nosso. No geral, quanto mais tecidos impermeáveis tiverem na parte interna do dormitório mais condensação terá, principalmente nas barracas super simples que possuem apenas um pano. A distância entre o pano de dentro e o de fora (sobreteto) também influi neste quesito. Por último, você poderá diminuir o efeito prolongando com uma cordinha as amarras que prendem o sobreteto ao solo, nos locais onde não há a fixação do mesmo junto à estrutura da barraca. Desta forma você aumentará a circulação do ar na zona neutra, além de afastar um pouco o sobreteto do solo que evapora muita umidade. No caso dos trailers a solução seria mesmo isolar termicamente as partes condensadoras. As clarabóias são mais fáceis, pois a maioria não é translúcida e poderiam ser artesanalmente compostas de um recheio isolante. No caso das janelas a coisa fica um pouco mais complicada por conta da transparência necessária. Há janelas importadas da Europa e EUA que possuem duas camadas de acrílico micro separadas por material isolante. Enfim, nada que um paninho não seque logo que você levantar da cama. Não esqueça de que a condensação promove o acúmulo de água nos panos da barracas, colchão e saco de dormir que necessitam dos mesmos cuidados gerais para sua guarda. No caso dos trailers acontece o mesmo, sendo esta umidade absorvida pelos estofados, cortinas e madeiras dos móveis podendo resultar em mofo.

Marcos Pivari                                                                      

 

COMPARTILHAR

CEO e Editor do MaCamp | Campista de alma de nascimento e fomentador da prática e da filosofia. Arquiteto por formação e pesquisador do campismo brasileiro por paixão. Fundador do Portal MaCamp Campismo sonha em ajudar a desenvolver no país a prática de camping nômade e de caravanismo explorando com consciência o incrível POTENCIAL natural e climático brasileiro. “O campismo naturaliza o ser humano e ajuda a integrá-lo com a natureza.”