Quem acompanha o mercado brasileiro de reboques, em especial as carretas barracas, sabe bem o que é carecer de inovação na hora de adquirir um modelo 0km.

Atualmente são poucas as fábricas, ainda assim, em algumas, a compra só é assegurada mediante grupos com números fechados de interessados, o que torna mais difícil a empreitada.

Pensando num modelo modesto foi que resolvi adaptar a kabana, o que proporcionou praticidade e versatilidade em viagens curtas e longas, não desestimulando o monta/desmonta no conjunto. Inicialmente com um avance de 3,30m e muitos ferros, fiz a redução para 1,85 utilizando alguns pólos de engate rápido (que se juntam a composição do dome).  A impressão que se tem é de um equipamento original face, também, ao trabalho de tapeçaria, que se ajustou a organização final da estrutura.
O resultado foi um veículo mais leve de serventia em acampamentos de fins de semana ou até mesmo em grandes temporadas de férias, alternando-se os equipamentos acessórios (caixa térmica ;geladeira / fogareiro; fogão / carrinho de apoio;  mesa de refeições, entre outros.

Alexandre Rabello

 

COMPARTILHAR