Ideal para camping selvagem, para quem acampa de jipe, em campings com baixa qualidade de banheiros ou até na casa da praia lotada naquele feriado prolongado, a ducha solar é uma ótima pedida. Intitulamos este tipo de ducha de “convencional”  exatamente porquê possui tipologia simples e principalmente pela necessidade de se pendurar em um local mais alto para que a água desça por gravidade.

Confeccionada em PVC não tóxico, a ducha, já cheia de água, deve ser pendurada em alguma árvore ou qualquer local exposto à luz do sol. Mesmo em dias nublados, só com o mormaço o revestimento de cor escura absorverá os raios solares e transmitirá à água em forma de calor. O aquecimento da água depende da incidência de raios solares e do tempo de exposição. Normalmente a temperatura chega a 41ºC, ideal para o banho. Em certos casos a água poderá atingir os 70ºC exigindo cuidados por parte do usuário. Geralmente o tempo de exposição varia de 1 a 3 horas para se chegar aos 40ºC.

A capacidade do tanque também varia de modelo para modelo. Há volumes de 10L a 30L. A ducha, quando levada a lugares que não dependerão de seu uso, também poderá ser usada para armazenar água potável, diminuindo os gastos com garrafas de 1,5L ou 2L.

Vazia é prática e leve, já que cabe em qualquer canto ou mochila.

O produto é composto de cordão para pendurar e de mangueira com uma ducha na ponta. É só direcionar para o corpo e tomar seu banho. Pode não parecer, mas 20L de água é suficiente para um ótimo banho.

 

COMPARTILHAR
CEO e Editor do MaCamp | Campista de alma de nascimento e fomentador da prática e da filosofia. Arquiteto por formação e pesquisador do campismo brasileiro por paixão. Fundador do Portal MaCamp Campismo sonha em ajudar a desenvolver no país a prática de camping nômade e de caravanismo explorando com consciência o incrível POTENCIAL natural e climático brasileiro. "O campismo naturaliza o ser humano e ajuda a integrá-lo com a natureza."