Equipamentos 110V ou 220V?
 

Uma questão a ser pensada no equipamento próprio de camping é a voltagem deles. O mais comum é o campista não ter dúvida em partir ou afirmar logo o 220V para dispensar o transformador. Será?

Em algumas regiões é muito verdadeira a opinião que diz que todos os campings oferecem voltagem 220V e desta forma, não haveria razão para o uso de transformadores para utilizar os equipamentos. Porém o que nem todos sabem é que diversos campings pelo Brasil disponibilizam apenas tomadas 110V. Mesmo assim, a baixa tensão pode ser um problema.

Isto pode acontecer tanto na totalidade de determinada cidade (por somente haver opção 110V na rede pública) ou então em caráter individual onde o camping opta por tal voltagem. A cidade de Paraty, por exemplo possui a maioria dos campings em 220V, porém dois deles em 110V. Já em Minas Gerais há cidades em que todos são 110V, como é o caso de Capitólio e Delfinópolis. Assim como estes, há inúmeros campings que apenas oferecem 110V em suas tomadas.

O uso de transformador para seus equipamentos 110V em um camping 220V pode ser vantajoso em alguns casos. O primeiro é que geralmente os campings possuem redes elétricas frágeis e insuficientes, levando à voltagem ficar muito baixa ou oscilante quando muito frequentado. Quem nunca passou pela tradicional “hora do banho”, onde a voltagem fica tão fraca que mal acende a lâmpada, não dá partida no frigobar e as vezes até as lâmpadas econômicas não chegam a ligar.

Outra vantagem é poder fazer uso de transformadores reguláveis ou até mesmo os estabilizadores automáticos. Desta forma, fica bem mais fácil transformar voltagens que podem variar de 160V a 250V em 110V para o devido uso:

Transformadores Reguláveis: Tratam-se de equipamentos idênticos aos convencionais, só que de maior tamanho, onde diversos fios saem de seu enrolamento. Estes fios apresentam saídas de diferentes valores voltaicos e que são escolhidos em um seletor manual. Desta forma pode-se regular a voltagem de saída de acordo com a variação da entrada. Podemos dizer que se trata de um estabilizador manual. A grande vantagem deste tipo de equipamento é que funciona com todos os tipos de equipamentos, desde que respeitada a potência. A Desvantagem é que se a voltagem externa subir e não for regulado manualmente os equipamentos poderão queimar. Este efeito geralmente acontece nos campings durante a madrugada: Na “hora do banho” a voltagem que é de 220V cai para uns 180V. Você regula a saída para 110V. De madrugada quando todos os chuveiros estão desligados e as luzes apagadas a voltagem retorna aos 230V, aumentando a saída.

Estabilizadores Automáticos: Tratam-se de aparelhos que fazem todo este trabalho de regulação de voltagem de forma automática. No caso mais completo, temos o chamado “estabilizador full range” onde a entrada pode ser de 85V até 260V e sempre terá uma saída por volta dos 115V. Este aparelho é mais caro, mas vale o conforto. A grande vantagem está em Não se preocupar com a voltagem do camping e sequer com sua condição atual. A desvantagem está na impossibilidade do uso de equipamentos que usam fortes motores (como ar condicionado, por exemplo) ou mesmo aparelhos que usam resistência forte, como aquecedores, torradeiras e fornos elétricos, já que este tipo de aparelho, nas versões mais popularizadas, tem limitações de potência (por volta de 1500VA a 2000VA). (referência de compra)

No caso da opção da tralha em 220V e o uso de transformador de 110V para 220V nos campings que são minoria, o único entrave é a capacidade do conjunto em relação à rede. No caso, redes 110V sofrem muito mais variação e oscilação do que 220V, já que é o dobro da amperagem que se trabalha. Isto significa que a variação se tornará muito maior em 110V. No momento que se tentar transformar aquela voltagem em 220V, o transformador esquentando irá consumir ainda mais energia da rede, causando um impacto maior que o dobro de que se fosse uma rede 220V. Do mais, ainda é uma opção do campista.

Na barraca ou no trailer esta questão é de ser analisada. Ponderar os prós e contras e adequar seu equipamento para esta realidade.

Aproveitando este artigo, deixamos registrado que a afirmação de que “equipamentos 220V são mais econômicos que os 110V” é totalmente falsa. Isso porque apesar dos 220V consumirem a metade da corrente (Amperes), a unidade de medida de energia no relógio se dá pela POTÊNCIA (em Watts), que nada mais é do que a multiplicação da corrente (A) vezes a tensão (V). NEste caso, tanto faz se é um equipamento 220V de 5A ou de um !!V de 10A. PAra o uso dos campings (ou até mesmo em casa) a grande vantagem do 220V está na bitola (grossura) do fio. Em 220V pode-se usar a metade da grossura do fio, gerando mais economia em sua implantaçÃo ou maior segurança no caso da instalação de uma fiação preparada para uso em 110V. No caso dos campings que geralmente possuem a instalação de rede mal dimensionadas, o uso do 220V se faz muito mais seguro.

LEIA TAMBÉM:

– Extensão Elétrica: Saiba usar

Como funciona a Parte Elétrica de Trailers e Motor Homes

– Esquema Elétrico em RV`s

 

COMPARTILHAR
CEO e Editor do MaCamp | Campista de alma de nascimento e fomentador da prática e da filosofia. Arquiteto por formação e pesquisador do campismo brasileiro por paixão. Fundador do Portal MaCamp Campismo sonha em ajudar a desenvolver no país a prática de camping nômade e de caravanismo explorando com consciência o incrível POTENCIAL natural e climático brasileiro. "O campismo naturaliza o ser humano e ajuda a integrá-lo com a natureza."