RE: Camping em Ouro Preto / camping de Ouro Preto / CCB de Ouro Preto

HOME Fóruns Áreas de Camping CCB – Camping Clube do Brasil Camping em Ouro Preto / camping de Ouro Preto / CCB de Ouro Preto RE: Camping em Ouro Preto / camping de Ouro Preto / CCB de Ouro Preto

#51289
Jandir de Teresopolis
Jandir de Teresopolis
Participante

Minha história com o CCB de Ouro Preto teve seu primeiro capítulo em 2002, quando lá acampei pela primeira vez. Meu “grupo campista” era composto de 10 pessoas. Minha família (eu, minha mulher na época e meus três filhos pequenos) e um casal de amigos, seus dois filhos e o namorado da filha deles. O CCB MG-01 foi uma ótima base para conhecer a região. Conheci a própria cidade de Ouro Preto, Mariana, a Mina da Passagem (na estrada que liga Ouro Preto a Mariana), o Santuário do Caraça (lugar maravilhoso que pretendia visitar desta vez e acabou que não consegui), o “falecido” CCB de Itabirito, etc… Lembro que fiquei muito impressionado com a viagem e o camping, que era, e ainda é, muito agradável. Sempre quis voltar lá, principalmente em uma semana santa, que sei que é ótima na região (quem tiver curiosidade, vá no Google, e digite “semana santa em Ouro Preto”, e entenderá o que quero dizer). Mas como pouco tempo depois acabei me separando, e as crianças eram muito pequenas, a vontade de acampar novamente em Ouro Preto melou, como qualquer outro acampamento… Dessa viagem de 2002, só me restaram 5 fotos (na separação foi o que me coube, e o que me foi permitido ter, mas deixa prá lá…) e nenhuma delas é do camping: Foto 1 – Centro Histórico de Mariana, onde aparecem ao centro o meu filho e minha filha mais nova, e nos cantos os dois filhos dos amigos que também participaram da acampada: Fotos 2 e 3 – Santuário do Caraça (lugar muito lindo e impactante – procure por “santuário do caraça” no Google, para ter uma noção do que falo): Nesta foto aqui de cima apareço com minha filha mais nova sobre os ombros. Fotos 4 e 5 – Feitas na estrada que liga Mariana ao Santuário do Caraça, quando passava aqueles trens gigantes de minério de ferro. Lembro que paramos para (não vão rir, mas acredito que muito pai “bobo” já fez parecido) contar quantos vagões tinha o trem (se não me falha a memória, este que aparece nas fotos tinha perto de cem, e era puxado por duas locomotivas…rsrsrsrsrs….): Mas vamos ao que interessa: Como está o camping do CCB MG -01, em Ouro Preto, na atualidade? Pera ai, mais alguns parênteses… Como falei em outro tópico aqui mesmo no MaCamp ( http://guiacamping.com.br/forum/showthread.php?tid=4820 ), voltei a acampar há pouquíssimo tempo, e resolvi recomeçar por dois campings que tinham me impressionado muito positivamente nas minhas acampadas de outrora, o CCB de Paraty e o CCB de Ouro Preto. A partir da acampada neste último, resolvi começar a dividir com todos que eu puder, através da internet (entenda-se MaCamp) todas as minhas experiências, como uma forma de, humildemente, dar minha contribuição para o fomento da prática do campismo (prática que eu adoro, e que acredito vai me proporcionar, e aos meus, ótimos momentos, enquanto conhecemos o Brasil e outros países da América Latina – planos, planos e mais planos…vamo que vamo…). Entendo que todos que estão lendo este tópico, devem fazer o mesmo. Sei que muita gente já faz isso, mas quem ainda não faz, por favor, não se acanhe mais… Agora, f i n a l m e n t e, vamos lá: O CCB de Ouro Preto, que fica a cerca de dois quilômetros (2 km) do centro histórico, é uma ótima opção para quem quer conhecer e aproveitar a região, como já era em 2002, e espero que continue sendo por muito tempo. O camping está bem conservado, principalmente se levarmos em consideração o momento que o campismo passa. Os banheiros estavam limpos, e tanto o masculino quanto o feminino contavam com dois chuveiros quentes cada. A área é muito grande e muito arborizada, por isso, muito aprazível. Há tomadas 110v em todo o camping, disponível para os equipamentos. Infelizmente, agora existe uma casa de forró em frente, que não existia em 2002, que atrapalha um pouco, mas não o suficiente para ter me impedido de dormir e descansar e poder aproveitar algumas das muitas atrações disponíveis na região, nos dias seguintes aos bailes (o forro não acontece todos os dias). Mais detalhes em post acima, neste mesmo tópico. Foto da casa de forró que fica em frente (a foto foi feita do portão do camping): Frequência do camping: eu pretendia acampar lá na semana santa (2014), por isso, um pouco antes liguei para lá (31) 3551-1799. Me atendeu o guarda camping Raimundo (tel. (31) 9322-4925)), que, quando perguntei se teria dificuldade em acampar lá, na data pretendida (estava com receio do camping ficar lotado, pelo que li no Google sobre a “semana santa em Ouro Preto”), deu uma risadinha, daquelas de mineiro, e disse que o camping era grande e sempre ele dava um jeito de caber todo mundo que aparecia lá… Que boa notícia, achei… Na semana santa acabei não indo, porque a meteorologia insistia em prever chuvas fortes, e achei melhor não arriscar. Acabei acampando lá no feriadão do Dia do Trabalhador (2014). Cheguei no dia 1º de maio. O camping é muito bom, como se pode ver nas fotos que se pode visualizar adiante. Mas para minha surpresa, meu grupo ficou sozinho no camping, que é gigante, na primeira noite. Na verdade, não ficamos sozinhos porque o guarda camping reside no local com a família. No dia 2, chegou um casal de jovens, que não era sócio do CCB. Contaram que estavam viajando acampando, e tinham acabado de vir do Camping de Tiradentes (ainda pretendo acampar lá). Eles usavam apenas uma barraca pequena, daquelas tipo iglu, para dois (como é bom ser jovem!!!!). No dia 3, apareceram mais dois casais que estavam viajando juntos. Que também não eram sócios do CCB e usavam uma barraca maior, também do tipo iglu. E apareceu um trailer. No dia 4, os casais que estavam nas barracas foram embora e o pessoal do trailer, que o guarda camping comentou ser um casal que era sócio do CCB, saiu cedo para passear e até o momento que eu fui embora, no fim do dia, não tinha regressado (uma pena, queria ter conversado com eles, mas compreensível, tendo em vista as muitas possibilidades de entretenimento na região). Como se vê, a frequência lá é bem baixa, um verdadeiro desperdício… A região, no mesmo período, estava lotada. Acredito que isto se deve, primeiro, ao fato do campismo estar em baixa e, segundo, por uma fama injustificada do CCB de Ouro Preto ter dois grandes problemas: primeiro o forró, que como citado acima, e em outro post meu, neste mesmo tópico, não é esse horror todo; e segundo pelo fato de ter um presídio como vizinho. Quanto a este último, garanto que a maioria dos campistas que lá ficam saem de lá sem saber da existência dele. Estou aqui me detendo um pouco neste ponto porque li comentários na internet tocando terror a respeito. Não dá para saber que ele existe, estando-se no camping, se alguém não te disser, ou se vc não ler antes na internet. À noite, até umas 10h, ouve-se alguma conversa ao longe, nada mais, e mesmo assim se prestar bastante atenção. E não dá para saber que está vindo de um presídio. Durante o dia, ouve-se, em alguns momentos, um jogo de futebol, e nada mais. O local é para presos de baixa periculosidade (aqueles que cometeram crime passional, furtaram galinha do vizinho ou shampoo na farmácia da esquina, e não têm dinheiro para pagar bom advogado). É uma colônia industrial e agrícola, como se pode ver no site http://www.jornaloliberal.net/noticia/atividades-podem-valorizar-e-preparar-detentos-para-a-vida-apos-a-prisao/ . Preso perigoso não fica ali, porque não se sujeita a trabalhar para remir a pena (preso que trabalha é mau visto pelos outros presos – é considerado preso “otário”, “caído”, etc…). Preso perigoso em Minas vai para Tremembé. Perguntei a várias pessoas e todas me disseram que nunca houve fuga ou rebelião no local. No Google, se vc pesquisar por “presídio de ouro preto”, “fuga em presídio de ouro preto” ou “rebelião em presídio de ouro preto” vai aparecer muito resultado, mas se for nos tais sites indicados verá que estão a tratar do “presídio de Ouro Preto DO OESTE”, no Estado de Roraima, este sim um presídio conturbadíssimo, mas que fica a uns quatro mil quilômetros de distância. Além do mais, o presídio tem muros altos e guarda fortemente armada, conforme fotos abaixo, e não está localizado em Brasília, onde político ladrão (destes sim se deve ter medo – fazem muito mais mal a nós do que qualquer preso de Ouro Preto) sai todo dia, pela porta da frente para “trabalhar” (acredite, se quiser… KKKKKKKKK). No camping é mais seguro do que em qualquer rua de qualquer cidade que tenha mais de cem mil habitantes deste nosso Brasdilma. Fiquei lá tranquilo, o que não fico quando estou no Rio, Niterói, Macaé, Cabo Frio, qualquer cidade da Baixada Fluminense,, etc, etc, etc… Mais tranquilo do que quando estive em São Paulo, Campinas, Franca, Barretos, Bauru, Guaratinguetá, Salvador, Belo Horizonte, etc, etc, etc… Qualquer dúvida a respeito, podemos discorrer em próximos posts neste tópico. O camping é fácil de achar. Se vc tiver um GPS, é só digitar “Rua da Saudade Ouro Preto”. Fica na entrada da cidade, pela Estrada dos Inconfidentes (quem vem de Belo Horizonte, para chegar em Ouro Preto, passa lá). Uma dica legal é o Supermercado CooperOuro, situado a cerca de 1 km do camping (atrás do terminal turístico). Tem um pão francês maravilhoso, preços bons no geral, é muito limpo, funcionários atenciosos, estacionamento gratuito…. Todo dia acordava e ia buscar um pão francês fresquinho, presunto e queijo e a turma adorava (ia de carro, para ser mais rápido). Dicas de passeio tem aos montes no Google, mas o que eu tenho a dizer é que não se pode deixar de conhecer as igrejas e o centro histórico de Ouro Preto e Mariana, Congonhas (que fica na BR 040), a Estrada Real (que liga a BR 040 a Ouro Preto), a Mina da Passagem, o trem que liga Ouro Preto a Mariana (a viagem é uma delícia), e tantas outras coisas. A semana santa lá é considerada uma das melhores do Brasil. Farei o possível para estar lá em 2015. E também conheça o Santuário do Caraça que fica nas proximidades de Mariana. Nesta acampada não consegui ir lá, mas na próxima vez que for no CCB MG-01, não vou deixar de ir. Quanto aos preços, veja no link http://www.campingclube.com.br/tabela.htm Por favor, qualquer dúvida, estarei a disposição…