RE: Diamante finalizado

HOME Fóruns Caravanismo Trailers Diamante finalizado RE: Diamante finalizado

#60385

GustavoN
Bloqueado

Buenas Ed, Uma forma que pode facilitar pensarmos a respeito do problema é imaginarmos que estamos segurando um cabo de vassoura carregando um peso. Com o peso na ponta (a) é muito mais difícil de começar a movimentar a vassoura e a parar de movimentar a vassoura (!) do que se o peso está mais perto da mão (b). momento_angular_1.png Com essas imagens acima é facil pensar que o problema é o centro de massa (ou centro de gravidade), mas exatamente o mesmo problema existe se deslocarmos o peso para as pontas, e centralizarmos a mão (o nosso “eixo”): momento_angular_2.png Por isso acredito que o problema é mais corretamente descrito como inércia de rotação (ou momento angular, ou massa angular, etc). Tanto no caso (c) quanto no caso (d) o centro de massa se encontra próximo da própria mão, mas a distribuição de massa é diferente, o que modifica a inércia de rotação. A mesma lógica explica porque os bi-trens não sofrem tanto com o pêndulo: eles geralmente possuem dois pares de eixo em cada ponta, e com frequência tem uma distribuição bastante uniforme de massa (graneleiros, por exemplo). Seguindo a analogia, seria semelhante a agarrarmos a vassoura nas duas pontas (e). Essa analogia também torna fácil entender porque os 5a. roda sofrem menos com o problema do pêndulo. Se uma das mãos representa o eixo traseiro do veículo tracionador de um trailer tradicional, na verdade ela não estaria segurando o cabo de vassoura com o peso, mas sim uma extensão conectada ao cabo de vassoura, conforme caso (f). A outra mão segurando o cabo com o peso representa o eixo do próprio trailer. Um sistema onde essa extensão não existe certamente é mais estável. momento_angular_3b.png