RE: Flip-Pac camper nacional para nossas picapes

HOME Fóruns Caravanismo Campers Flip-Pac camper nacional para nossas picapes RE: Flip-Pac camper nacional para nossas picapes

#48085
Odair Teixeira
Odair Teixeira
Participante

Washington e Nilton Desculpe me intrometer no tema. Fui gestor da maior fábrica de EPS da America Latina por alguns anos na área de materiais para construção civil. EPS é como se chama o poliestireno expandido ou Isopor®TM, que é marca registrada da Knauf e que foi inventado pela Basf há muitas décadas na Alemanha. Atualmente minha empresa presta consultoria em tecnologia de materiais e eficiência energética. Lido com polímeros há anos e o EPS é um deles. Além disto faço simulações através de CFD (usando elementos finitos) para projetos de isolamento térmico. Atuo ainda como consultor técnico da Associação Brasileira da Indústria Química para o comitê de EPS (ou Isopor). Depois da devida apresentação, humildemente gostaria de esclarecer: – O EPS (ou Isopor® ) ainda é o material de melhor relação custo/benefício no mundo para isolamento térmico. Existem tecnologia superiores, porém o custo é maior e dependendo da aplicação é inviável. – Existem duas categorias e EPS. Com e sem retardante à chama. Ainda existem empresas que fabricam sem retardante a chamas, ainda que a diferença de custos entre ambos seja muito pequena. – O teste é simples de fazer. Pegue um isqueiro e um pedaço de EPS. Acenda o isqueiro e encoste o EPS na chama. Afaste-o da chama qdo incediar. O fogo tem que apagar imediatamente. Se continuar queimando, não possui o aditivo retardante à chamas. – A norma brasileira de EPS é a NBR 11752. Ela divide em grupos por densidade e com e sem retardante a chamas. – Neste momento, estou conduzindo o grupo técnico para elaborar uma nova norma, mais abrangente e atual. – O EPS retardante a chama não “pega fogo”. Se a fonte de ignição for removida, ele se auto extingue. É auto extinguível. – O EPS não apodrece e nem absorve água. Não serve de alimento para nenhum ser vivo. – O EPS é 100% reciclável. A resina de poliestireno que compõe o EPS é a mesma do copinho plástico de café, da caneta bic ou da caixinha de CD. – O EPS não suja e nem contamina solo e nem água. É um termoplástico inerte. – A condutividade térmica do EPS é quase tão baixa quanto a de PU/PIR, que é mais cara. – O EPS é um excelente isolante térmico e seu fator de isolamento aumenta em função da densidade. – A permeabilidade ao vapor também é baixa. Não há condensação interna. – O EPS não prolifera fungos, cupins ou qualquer outro inseto. – Como é uma pérola de células fechadas composta de 95% de ar, é extremamente leve. – Dependendo da densidade, o EPS pode ser um material bem resistente. Poderia falar aqui sobre projetos que trabalhei onde usamos EPS, só que ficaria muito extenso e desvirtuaria o tópico. Eu estou trabalhando na patente de duas tecnologias onde o EPS é a alma da estrutura, recoberta de outros materiais. Como trabalho com compósitos (fibra de vidro, kevlar e carbono), consigo elaborar placas muito leves, resistentes (autoportantes) e com elevada performance termoacústica. Conduzi vários projetos e escrevi alguns artigos, tenho uma quantidade grande de material técnico. Se precisarem de alguma orientação deste material, fiquem a vontade. Apenas tome muito cuidado se for utilizar outra tecnologia de isolamento, já que alguns materiais liberam compostos tóxicos quando expostos ao fogo. Não acredite em milagres com isolamento de baixa espessura. Finalmente, muito cuidado com os que liberam Isocianatos, que resultam da degradação do Poliuretano. Estes compostos matam mais rápido do que o fogo. Os isocianatos vem causando tragédias em todo o mundo há anos. A da boate Kiss foi mais uma. Pesquise bem antes. Em anexo, alguma literatura técnica sobre o EPS. Abraço Odair