1979-1980 em Ubatuba

HOME Fóruns Campismo & Aventura Primeiro Acampamento 1979-1980 em Ubatuba

Este tópico contém respostas, possui 7 vozes e foi atualizado pela última vez por  Helvio Dias 8 meses, 1 semana atrás.

Visualizando 10 posts - 1 até 10 (de 10 do total)
  • Autor
    Posts
  • #46225

    Roger Formiga
    Participante

    Não tenho foto dos primeiros acampamentos, mas estas são as mais antigas que tenho. Na época, fotografia era meio difícil, caro e a gente não ligava muito. [attachment=8121] Em 21/jan/1979 Praia da Fazenda Ubatuba SP O rio passava num ponto que deixava um canto de areia junto ao costão que liga com Picinguaba. Ali fazíamos camping selvagem. [attachment=8122] Também na mesma data e lugar. Eu sou o do meio, sem camisa, de cabelo comprido. Esta foto foi batida pelo Hildemar, amigo de infância e de muitos campings que faleceu bem novo. [attachment=8123] Também do mesmo camping. Aqui o Hildemar está presente, é o cara da esquerda. Eu estou no meio em cima do porta malas da Brasilia. [attachment=8124] Esta foi em janeiro de 1980 na praia de Camburi em Ubatuba SP Foi batida pelo Hildemar, eu sou o de camiseta vermelha. Acampei muito nessas praias, a de Camburi que fica quase na divisa SP/RJ era a nossa preferida por ter muitas cachoeiras, trilhas e praias desertas. Algumas vezes chegamos a ficar um mês inteiro acampados por lá. Na época não existia camping organizado, acampava-se na praia mesmo. Ali é uma vila de pescadores, comprávamos peixe, mandioca e banana com os moradores, pegávamos mariscos na costeira e frutas pela região. Tinha muito araçá, goiaba e jaca.

    #58872

    Uau…. Essas fotos são muito dez. Queria muito ter vivido esses anos áureos de acampamento

    Marcos Pivari - CEO e Editor do MaCamp

    #65219

    D+++ Roger, curto e muito esse saudosismo dos tempos dourados do campismo nacional!

    #65356

    Roger Formiga
    Participante

    Marcos, talvez tenha sido melhor você não ter vivido esses tempos. Hoje para camping e turismo é muito, mas muito melhor, sem dúvida. Naquele tempo equipamentos eram poucos e muito caros, não tinha crediário. Equipamento de camping era considerado supérfluo e era rigorosamente proibida importação. Não tinha esquema via Paraguai, só rico conseguia trazer de fora. Uma barraca de camping como a da foto acima, uma bangalô Ferpi, pesava uma tonelada. Vivíamos sob ditadura. Crise do petróleo. Os postos de gasolina só funcionavam de segunda a sexta das 6 as 18. Para viajar em fim de semana tinha que ser para lugar que desse para ir e voltar com um tanque de combustível. Adquirir carro também, tinha poucas opções, não tinha crediário. Hoje você compra equipamento de camping igual ao que existe no primeiro mundo, via internet numa decathlon ou arcoeflecha, ou vai numa loja da decathlon e tem de tudo, paga em 12 x. Os equipamentos de camping estão melhores, mais leves, mais eficientes. Hoje você usa uma lanterna de led, naquele tempo eram lampiões a gás. Combustível é caro, mas há 30 anos era mais ainda, as estradas estão melhores hoje. Carros, tem n x n opções de modelos e facilidades de aquisição. Os lugares bonitos, como os da fotos acima, Camburi e Praia da Fazenda, continuam assim, são áreas de reserva. Certo que alguns lugares tiveram ocupação muito grande e perderam a graça. As praias entre São Sebastião e Bertioga, eram acessíveis pela praia na maré baixa e por estradas de terra, eram quase desertas. A praia de Camburi em S. Sebastião só a malucada acampava lá, tinha uma “ilha” que era chamada Ilha dos Malucos. Hoje aquilo tudo virou condomínio da classe média alta. Mas temos ainda a Juréia e a Barra do Una. Então, considerando tudo, não acho que deva lamentar não ter vivido aquela época. []´s


    Alexandre, como acabei de responder ao Marcos, acho que esses tempos antigos estão mais para tempos enferrujados do que dourados. Nem fotos tinhamos como tirar e guardar…. quantos campings e viagens que não tenho nenhuma recordação a não ser na memória. Os campings mais antigos que esses acima, que fiz na região de Bertioga, praias de São Lourenço, Guaratuba, Boracéia…. Acho que realmente não foram nada dourados, hoje são melhores.

    #65766

    Roger… Me refiro à cultura, aos espaços e à vibe .

    Marcos Pivari - CEO e Editor do MaCamp

    #65769

    Pelagio
    Participante

    Verdade seja dita, o campismo na banânia só começou em meados dos 70 com o CCB. Até então só existia o camping selvagem.

    #65771

    Roger Formiga
    Participante
    macamp wrote:
    Roger… Me refiro à cultura, aos espaços e à vibe .

    Marcos, por esse lado sim, havia um movimento campista, as turmas que sempre acampavam nos mesmos lugares e já deixavam marcado num feriado o encontro no próximo.

    Pelagio wrote:
    Verdade seja dita, o campismo na banânia só começou em meados dos 70 com o CCB. Até então só existia o camping selvagem.

    E os campings organizados que foram surgindo, a maioria foi e continuam sendo muito precários.

    #65783
    Junior ABC
    Junior ABC
    Participante

    Muito bom relembrar esses acamps antigos, cheguei a acampar nos anos 80 com meus pais, pena que eles não deram sequência! Parabéns Roger Enviado do meu iPhone usando Tapatalk

    #65799
    Paulo Rogério
    Paulo Rogério
    Participante

    Bem Pessoal, Me fizeram lembrar da infancia. Na minha opnião, um dos maior incomodos que a modernidade trouxe é em relação ao excesso de barulho em alguns campins, assunto que já foi largamente debatido aqui. Antigamente, o “”barulho” era promovido por um violão, pandeiro, timba, triangulo, sanfona e o que estivesse a mão para ajudar, além dos cantores ” profissionais”. Minhas primeiras lembranças de acampamento são da Lagoa Quente em Caldas Novas, onde na época não existia o hotel, a piscina era de cimento grosso. Para resfriar a bebida após o gelo acabar, tinha um riacho próximo onde colocávamos tudo num saco desses tipo de laranja e enterrávamos por algumas horas na areia dentro do rio, não ficava gelado mas resfriava e aliviava o calor. A carne era preparada antes e colocadas em latas de 18 litros conservadas em banha de porco, pensa numa carne gostosa. A outra lembrança que tenho são as acampadas a beira do Araguaia na temporada de julho. Tradição que passa de pai para filho e algumas famílias fazem a mais de 40 anos. E por falar em Araguaia, é o tipo de acampamento que voce gasta o quanto pode, tem para todos os bolsos/gostos e é fácil escrever umas 2 ou tres páginas a respeito. Para quem pretende ir de Motor-Home ou trailer, o SESC Aruanã tem uma área para receber os equipamentos na beira do Araguaia, num lugar muito bonito de de fácil acesso, tem também a opção de hospedagem no hotel. Desculpem se fugi um pouco do tópico. Abraços, Paulo Rogério

    #95065

    Helvio Dias
    Participante

    O Roger Formiga está com toda a razão.
    Só quem montou sozinho uma bangalô Ferpi ou queimou a boca chupando gasolina de um tanque para botar em outro porque os postos fechavam fim de semana é que sabe que hoje em dia está muito melhor. Prefiro agora, rs.

Carregue no Post Images, copie o "Direct link" e utilize o botão para inserí-lo. SAIBA MAIS AQUI

Visualizando 10 posts - 1 até 10 (de 10 do total)

Você deve fazer login para responder a este tópico.