SOS Iniciante MH

HOME Fóruns Campismo & Aventura Diversos Campismo SOS Iniciante MH

Este tópico contém respostas, possui 10 vozes e foi atualizado pela última vez por  Fred041 2 anos, 8 meses atrás.

Visualizando 10 posts - 1 até 10 (de 14 do total)
  • Autor
    Posts
  • #45868

    Gente, por lapso acabei recebendo a msg abaixo em MP, todavia creio ser direcionada a todos. Vamos dar aquela recepção de gala ao amigo e ajudá-lo em suas dúvidas. Copiada na íntegra: “Olá Pessoal Pretendo comprar um MH para viajar com minha esposa, a principio pelo Brasil e posteriormente para os países da América do Sul. Como minha experiência nesse tipo de vida foi a de acampamentos de barraca e careta/barraca nos Campings do Sul . Gostaria que alguém me orientasse sobre o tipo de MH comprar – tamanho, qualidade mecânica, aqueles que apresentam menos defeitos, os mais adequados para frios e calor intensos, etc. etc. Como disse a principio somos em 2 pessoas, mas eventualmente podemos ter a companhia de mais 1 ou 2 pessoas por período curto. Antecipo meus agradecimento a aproveito para cumprimentar todos os colegas de fórum. Frederico de Castro”

    #58319
    Mauricio
    Mauricio
    Participante

    Você teria ideia de quanto pretende investir inicialmente?

    #58321

    uhm…. este assunto está num topico que irá interessar…… http://www.portal.macamp.com.br/forum/showthread.php?tid=5146

    Marcos Pivari - CEO e Editor do MaCamp

    #58325

    Fred041
    Participante

    Tenho pesquisado na Internet – ML, OLX, e outros – e constatado que os preços variam bastante, até mesmo para veículos bastante iguais. Por exemplo as Safaris que variam de R$ 40. até R$ 60. Os maiores, usados claro, são mais caros. Esta semana foi vendido um MB 608 ótimo, em S.J.Campos, que estava anunciado por R$ 91. Mas, respondendo objetivamente, não pretendo gastar mais que R$ 100. Acho espetacular as Safaris, mas fico na dúvida de ela e adequada para se passar meses viajando. Por outro lado não gostaria daqueles enormes montados em Ônibus grandes. Fico também muito preocupado com a parte mecânica, já que são veículos com muitos anos de vida. Que marca de chassis é melhor, ou pior. Vi hoje num blog recomendando o Mercedes Benz para sair do Brasil (????). Enfim, minhas dúvidas são bastantes. Agradeço a atenção.

    #58329
    Andre Americana
    Andre Americana
    Participante

    Só quem já teve Safari (como eu) sabe como ela é pratica, tem tudo que é necessário, barata p.comprar e manter, qualquer canto tem peças. Se procura algo de baixo custo, safari e uma ótima opção.

    #58333

    tb sou fã da Safari seja bem vindo e boa sorte na escolha Frederico!

    #58369

    Edintruder
    Participante

    Amigo, quanto a parte mecânica eu posso te ajudar pois essa é a minha praia. Chassis básico opta por Mercedes Benz. Muita disponibilidade de peças e facilidade de manutenção. Na prática o Índice de problemas por idade é ridiculamente baixo. O que dá problemas são os periféricos que descreverei depois. Chassis: Mercedes, Volvo, Scania, Iveco e Agrale. Para veículos modernos o chassis da Iveco ou Agrale somente microônibus. Mercedes tens opção de microônibus ou ônibus. Scania e Volvo somente grandes. Se tens 300.000 para dar num MH moderno, qualquer um deles estarás muito bem servido. Evita a todo custo plataformas de Volvo com motor central. Esses são muito baratos, mas o motor central é absurdamente problemático para fazer a manutenção, pois não é qualquer oficina que tem equipamento para TIRAR esse motor. Motor: Quanto mais simples melhor será para manutenção e viagens longas. Um motor de ônibus costuma sair muito caro de manutenção, embora dure muito, um descuido na temperatura pode exigir um serviço de 20.000,00. Motores Mercedes costumam ser baratos, duráveis e rendem bem. Linha de motores mais antigos, como OM366 são os melhores em custo benefício. Uma retífica completa fica na casa de 6 a 10.000,00, enquanto um Scania ou Volvo chegam nos 20.000. Para microônibus, a mesma linha é o motor OM364 que equipam os 709 e 810. Motores muito duráveis, baratos e econômicos. Empurram um MH serra acima sem problemas, qualquer mecânico consegue mexer e um motor desses usado se encontra por 6000,00. Eu diria que é o melhor motor para ter num MH pequeno. A linha OM352 para chassis MB 1113 até 1515, são bons, mas muito fracos. Manutenção barata mas tem que andar sempre com pé colado no assoalho para conseguir andar relativamente bem. Pega um vento contra é o suficiente para penar para manter os 80km/h. Na mesma linha de motores, tem o OM314 que é o mesmo 352 porém com 4 cilindros. Equipava os 608 e bandeirantes. Muito fraco para um MH ou microônibus. Aguenta muito, raso de barato para mexer, mas é literalmente paralítico. Não consegue acompanhar o fluxo de uma rodovia com conforto. Exige muitas trocas de marchas e esticar até o limite de giro constantemente. Originalemente a comcepção do 314 e 352 eram para grupos geradores. Então, basicamente os melhores serão os 364 (4 cilindros) e 366 (6 cilindros). Encontram aspirados ou turbinados, mas a durabilidade deles é indiferente. Motores mercedes modernos da linha OM924 são fantásticos e econômicos. Motores pequenos, de 4 cilindros porém empurram MH grandes sem nenhuma dificuldade. Consegue-se viajar a 100km/h e pedem poucas reduções de marchas. Porém essa opção se encontra em ônibus relativamente novos e em MH acima dos 150.000,00. Volvo. Os modernos motores traseiros como o B8 são fantásticos. Duram uma vida toda e são fáceis de mexer. Mas estão também em MH caros. O único cuidado com os volvo são com os famigerados motores centrais. Basta olhar a grade no párachoque dianteiro para torcer o nariz. Esse motor é simples e relativamente barato, porém o problema é justamente a dificuldade de manutenção. Ele é um motor de caminhão N10, montado de lado entre o chassis. Ele possui cárter seco, daí tem um cani de antimônio que leva óleo do reservatório para a bomba de retorno. Esse tubo é baixo e exposto. Montado num chassis baixo de entre-eixos longo. Receita perfeita para arrancar esse cano fora. E isso é muito comum. Se o motorista descuidar, tranca o motor por falta de lubrificação em 5km. Prejuízo da ordem de 40.000,00!!! 20.000,00 de retífica e mais 20.000,00 de mão de obra e reboque. Somente algumas concessionárias tem os elevadores (os pois precisa de um para o ônibus e outro para baixar o motor). Imagina pagar um guincho de ônibus por 800,00 km até uma oficina… Além do tal tubo exposto, tem uma conexão de borracha da água que chega do radiador que também fica na cara do gol implorando para ser arrancada em qualquer entrada de camping ou qualquer mata-burro até o acesso do camping. Imagina ter que se arrastar debaixo de um ônibus baixo para arrumar uma mangueira dessas no meio de uma rodovia… Scania. Motores fantásticos. Em MH nem sentem o peso. Aguentam muito, e duram muito, porém retífica de um motor desses é o preço de um carro usado. O pior é que eles dão problema sem dar sinais. De uma hora para outra resolvem premiar com uma obra geral. O pior é que andam bem mas consomem bem também. É difícil que um MH desses chegue a 4km/l de diesel. Vazio ou pesado o consumo é expressivo. O melhor dele é que podes rodar a 140km/h se tiver relação de diferencial. Iveco. MH pequenos com motores iveco tem o um consumo de combustível excelente, chegando nos 8km/l sem dificuldades, mesmo mantendo velocidades na casa dos 100km/h. Andam bem, porém são motores similares às picapes médias modernas. Duram de 300.000 a 500.000 se muito bem cuidados. Trocas de óleo e filtros com maior frequência e não é qualquer oficina que mexe. Mecânica delicada, eu diria. Agrale. Usam motores MWM. Muito bons e duráveis. Motores baratos de mexer e duram muito. Pode andar com o pé embaixo que aguenta a mesma coisa que andar apenas fazendo carinho no acelerador. O consumo fica na casa dos 6 a 8 km/l. Qualquer oficina mexe. Se eu tivesse um MH pequeno, usaria essa mecânica com certeza.


    Continuando… MWM – Motores MWM série 10 ou série 229. Ambos são muito bons e econômicos. Qualquer pedaço de arame faz milagre na hora de aperto. Muito similares em durabilidade e consumo com os OM 364, porém o série 10 com concepção muito mais moderna. MH médios ou grandes com motores MWM não são problemas, pelo contrário, tem peças em qualquer esquina. Perdem apenas para motores Cummins e MB. Cummins. Creio que esses motores somente perdem pelo custo de manutenção para os Mercedes Bens e MWM, porém creio ser a melhor marca mundial de motores. Motores cummins usados em chassis Ford e VW duram muito. Passam de 1.500.000km se bem cuidados. Bem cuidados é com troca de óleo e temperatura correta de trabalho. Um descuido com um motor desses é um crime. Não são gastadores, aguentam mais que Scania e Volvo porém a retífica deles não é barata. porém eles não se entregam de surpresa como um scania e aceitam rpm mais altos que os volvos em caso de necessidade. Um volvo, se passar do giro pode desmontar um comando de válvulas, os concorrentes não. O cummins, mesmo dando sinais de problemas, ele te leva para casa mesmo botando água fora ou todo os anéis quebrados. Esse motor quando saiu nas F250 em 99, a própria Ford dava garantia total de 1.000.000 de km independente do tipo de uso do utilitário. Acelerar um cummins 6BT é um prazer, pois tem um ronco show de bola e te cola no banco mesmo em um ônibus. Podes viajar o Brasil todo com o pé colado no assoalho que ele aguenta tranquilo. A série Cummins 6B tem bomba injetor mecânica e os modernos 6C tem injeção eletrônica. Esses motores 6CTA estão nas Dodge Ram 2500 com 350cv e 90kgf/m de torque. Todos esses motores precisam do mesmo tipo de manutenção, troca de óleo, fluídos e filtros no período recomendado pelo fabricante. Então quando for olhar o MH para a compra, dá uma pesquisada nas peças mais comuns, como período de trocas de óleo e filtro e valores, pois variam bastante de um para o outro. Motores Iveco usam correia dentada, o que onera um pouco manutenção periódica, porém o baixo consumo pode ser fator positivo. Resumindo, MH antigos não necessariamente apresentarão problemas por idade, mas sim por deseixo de manutenção, e não precisam andar se arrastando pois existem opções de motores melhores na mesma faixa e ano. Um motor mais antigo e simples ganha em custo de operação e manutenção, então pode ser mais lento mais também é mais barato. E MH com motorzões nem sempre é uma boa opção pelos custos associados de consumo e manutenção.

    #58370

    Anônimo

    Edintruder boa tarde, gostaria que por gentileza, me desse detalhes sobre a F1000 1998 motor mwm-x10 É que acabei de saber que o INSS perdeu o recurso em Brasília, e minha aposentadoria deve sair em breve, e pretendo comprar uma pick-up carroceria longa a diesel, para puxar um trailer ou um camper, só que nunca tive carro a diesel e nem sei NADA sobre sua mecânica, mas ouço falar que a F1000 1998 motor mwm-x10 4 ou 6 cilindros, é a melhor F1000 já fabricada, tambem já ouvi falar que ela seria melhor se já viesse com o diferencial da D20. Gostaria de saber sobre custo benefício, consumo , durabilidade, custo de manutenção, dificuldade ou não de peças. desde já o meu muito obrigado, e FELIZ PASCOA para vc e toda família MaCamp.

    #58371

    Edintruder
    Participante

    Transmissão: As transmissões atuais diferem muito pouco atualmente, pois hoje é quase tudo Eaton, porém antigamente isso variou bastante. MB usa caixa MB, scania usa caixa scania e volvo usa caixa volvo. O resto é eaton. O problema delas é apenas a questão de manter o mais original possível. Um amigo meu passou trabalho até conseguir uma caixa para casar no MH dele (MB O371R). Mas as caixas mercedes são baratas, na casa dos 5 a 6.000,00. uma caixa scania vai a 12.000,00. Mantendo troca de óleo e verificação periódica do oleo em dia, nunca dará problema. Suspensão, basicamente quase tudo que temos hoje é feixe de molas, com exceção dos MB monoblocos série O300 em diante, que usam sistema Twin I Beam similares às F1000 e F4000 com molas helicoidais dianteiras. Muito macio, por sinal. De suspensão basta trocar buchas que estão prontos para outra. Problemas mais comuns em ônibus: Freios a ar… Muito bons, porém é interessante aprender tudo sobre os freios do seu MH, principalmente para encontrar vazamentos de ar, sangrar reservatórios de ar e destravar válvulas. Os problemas mais recorrentes são vazamentos e válvulas trancadas. Nada que uma manutenção preventiva não evite ou um alicate não resolva. Aprender a regular as cuícas é importante. Ficar sem freio numa serra é algo que ninguém quer passar, dessa forma freios sempre devem receber uma revisão a cada 10.000km. Muitas vezes se encontra uma cuíca se soltando apenas olhando por baixo do ônibus. Cruzetas… Cruzetas folgam com o tempo, tanto os parafusos como criam desgaste pelo uso. Então é importante mantê-las lubrificadas. Uma cruzeta se soltando no meio da estrada te deixará parado por muitas horas. Então não custa nada olhar as cruzetas e rolamento de apoio do cardam. São peças que duram muito mas também sofrem muito. Rolamentos… Rolamento com folga ou roncando nunca é bom sinal, e em carros pesados é impossível de se perceber. Então, uma revisão bianual para retirar os rolamentos e trocar a graxa é garantia de nunca ficar pelo caminho. Em carretas, esse tipo de revisão é de 6 meses a 1 ano, e mesmo carregando muito peso dificilmente estragam, mas é a sua casa que anda sobre eles, dessa forma não custa fazer esse serviço quando revisar freios ou trocar pneus. Cortar diesel… Entre problemas mecânicos, a falta de diesel é um item que aparece como comum, normalmente por descuidos. Então, tanques de metal precisam ser drenados e limpos, principalmente quando fica muito tempo parado. Filtros trocados e tubulação sempre em bom estado. Se por algum motivo a tubulação sofrer alguma avaria, o ideal é trocar a tubulação completa para evitar entradas de ar. Aprender a sangrar uma linha de diesel é muito importante para não depender de alheios para isso. Acho que é isso. Não tem muito o que relatar além dos pontos mais comuns, e o mais importante, para andar de MH não pode ter medo de sujar as mãos em imprevistos. Não precisa ser mecânico para resolver a grande maioria dos problemas “corriqueiros”, asta ser um pouco curioso e não ter medo de se sujar que dificilmente ficará pelo caminho.


    Quebras… O que quebra num MH ou ônibus? Potas de direção se não forem trocadas quando diagnosticadas folgas. Ficar sem direção não é legal, mas isso dá muito sinal. Se insistir em algo ruim é acidente certo. Quantas pontas de direção já vi cair? Até hoje só 2, com caminhões parados e manobrando quando o esforço é maior. E ambos tinham muuiiiita folga… Pontas de eixo. Atolar um MH não é bom, e forçar a transmissão é ainda pior. Patinar até encostar o diferencial e algo comum, daí uando força para tentar sair do buraco, o ponto mais fraco são os eixos. Quebra mesmo, principalmente se o motor for um scania, com um torque mostro que desmancha tudo que ele forçar. Scania quebra ponta de eixo até no arrancar bruscamente. Mas entenda que esse motor (111, 113 e 113) é capaz de queimar pneus facilmente se ele trancar em algo e forçar a transmissão. Outros motores mais fracos se sente cheiro de embreagem antes de quebrar algo. Depois dos scanias aonde a causa é o alto torque, eixos MB são relativamente frágeis quando forçados nessas condições. Vai desatolar alguém? usa uma corda bem trançada e tente dar tirões leves, ou acelere bem suavemente para não dar trancos nos eixos de transmissão. Eixos Meritor usados em chassis Ford e VW são praticamente inquebráveis. Esses pode forçar que patinam e não quebram nada. Creio que esse é o ponto fraco do MB…


    Francisco wrote:
    Edintruder boa tarde, gostaria que por gentileza, me desse detalhes sobre a F1000 1998 motor mwm-x10 É que acabei de saber que o INSS perdeu o recurso em Brasília, e minha aposentadoria deve sair em breve, e pretendo comprar uma pick-up carroceria longa a diesel, para puxar um trailer ou um camper, só que nunca tive carro a diesel e nem sei NADA sobre sua mecânica, mas ouço falar que a F1000 1998 motor mwm-x10 4 ou 6 cilindros, é a melhor F1000 já fabricada, tambem já ouvi falar que ela seria melhor se já viesse com o diferencial da D20. Gostaria de saber sobre custo benefício, consumo , durabilidade, custo de manutenção, dificuldade ou não de peças. desde já o meu muito obrigado, e FELIZ PASCOA para vc e toda família MaCamp.

    Francisco, te convido então a olhar um outro fórum aonde falamos bastante sobre as F1000. http://www.4x4brasil.com.br/forum/ford/ Aqui no fórum temos o amigo Jandir que puxa um Cisne Branco com uma F1000 229 com diferencial longo. É um veículo cuja concepção era trabalho e veículo para durar. Estás no caminho certo. Esse link abaixo é da minha F1000. Abri ele um ano antes de encontrar a minha amada Femil quando ainda tinha uma Ranger. Dá uma olhada e posta as perguntas direto nesse tópico que não desvirtuamos o assunto do nosso amado Fórum Macamp! Falar sobre F1000 e mecânica para mim é sempre um prazer. http://www.4x4brasil.com.br/forum/ford/56230-troca-de-ranger-por-f1000-mwm-x10-4×4-344.html

    #58377
    Paulo Rogério
    Paulo Rogério
    Participante

    Edintruder, Obrigado pela aula! Trabalho numa transportadora e essas informações são sempre bem vindas! Abraços e Feliz Páscoa! Paulo Rogério

Carregue no Post Images, copie o "Direct link" e utilize o botão para inserí-lo. SAIBA MAIS AQUI

Visualizando 10 posts - 1 até 10 (de 14 do total)

Você deve fazer login para responder a este tópico.