Ushuaia de Trailer-Relato

HOME Fóruns Campismo & Aventura Relatos de Viagens / Acampadas Ushuaia de Trailer-Relato

Este tópico contém respostas, possui 40 vozes e foi atualizado pela última vez por  edgard cruz 3 meses, 2 semanas atrás.

Visualizando 10 posts - 1 até 10 (de 513 do total)
  • Autor
    Posts
  • #45484
    Capt.A330
    Capt.A330
    Participante

    Buenas pessoal do MaCamp: conforme prometido, eis o relato dia a dia da Expedição Trailer Brasileiro ao Fim do Mundo. O intuito deste relato é compartilhar a expedição em forma de relato, fotos, dicas, etc. das MINHAS opiniões e experiencias PESSOAIS do mesmo, e longe de mim, ditar regras do quê e como fazer, preservando a individualidade de cada um, já que o que pode ser bom ou interessante para mim, não é para outra pessoa e vice-versa. Os preços em Pesos argentinos, converto em US$, para tentar manter os preços atualizados, em função da desv. do Peso ou Real; as distancias, em kms., e as coordenadas, as mesmas aplicáveis no Google Earth, em graus, minutos e segundos. Todo comentário, criticas e sugestões, são bem-vindas, sempre com o intuito de aprimorar este relato; também, fico a disp. de quem for para Ushuaia, e quiser mais detalhes desta viagem, que foi maravilhosa, e que demostra as qualidades do Turiscar Diamante, apelidado carinhosamente por nós como “El Guanaquito”. Apertem os cintos, e boa viagem!


    Sabado 09/03: “Buenas! Foi dada a largada! Nada segura o “Guanaquito”…nem sequer os freios…

    Saímos de Curitiba as 06.55, chegando no Camping Lagoa da Pinguela, em Osório, RS as 16.59, aprox. 612 kms. Viagem boa, 1/3 da estrada com chuva leve, poucas vezes forte, e trafego intenso até Floripa, sendo quase toda duplicada, menos três desvios de menos de 5 kms. c/u de estrada simples, com pedágio em quase 2/3 da mesma, e qualidade de boa a regular. O Camping é muito bom, com bastante sombra, e custa 18 R$ c/u (aprox.9 US$), mais o consumo de eletricidade, pois tem medidor para c/u, e as torneiras são poucas e distantes, pelo que recomendo verificar isto ao arrivar; o setor para visitantes é pequeno, então, recomendo ligar e reservar, embora estão construindo uma nova área para visitantes, já que o Camping funciona mais como um estacionamento de Trailer e MH. O site com o end.: http://pinguelaiateclube.com.br/pages/index.php?id=223 O percurso: http://goo.gl/maps/Sl9LS, No Google Maps não tem atualizado que ao chegar, você corta caminho pelo túnel, e depois pega um desvio para Capão da Canoa, via elevado, a 2 ou 3 kms. da saída do túnel. Como já publiquei as fotos, vai o

    #49457

    opa que beleza estou plugado aqui vou absorver as informações deste tópico igual uma esponja!

    #49460
    Capt.A330
    Capt.A330
    Participante

    Domingo 10/03: Saímos do Camping Lagoa da Pinguela, RS, e fomos só até Porto Alegre, pois tinha negócios pessoais para tratar; o pernoite foi num estacionamento, do “Seu” João Ritter (João Carlos Ritter Estacionamento R São Francisco, 865 Santana – Porto Alegre – RS – CEP: 90620-070 Tel: (51) 3217-0856 | Cel: (51) 9955-4151), pequeno, com luz, água e Internet, bem cêntrico (até demais, foi um sufoco entrar e sair de Palegre!) Neste percurso a estrada, muito boa, embora com pedágio :@ (aprox. 4US$) Como a viagem foi curta, não tirei fotos, pois estava muito ocupado com o transito :( (Mas bah, tchê, como que tu te abancas com esse baita bagual no centro, não desconfiavas que a grande Porto Alegre vai de Curitiba a Buenos Aires, e o que forma o Oceano Atlântico é o rio Guaíba? Te fresqueia, guri, tu e teu Guanaco faceiro!):D Almoçamos numa churrascaria a só 2 quarterões do est., muito boa, indicação do “Seu” João, e o pernoite para 3 pax e o Guanaco, foi de aprox. 25US$. Percurso de só 125 kms., feito em 3 hrs., passeando: http://goo.gl/maps/KrzQf Fim.

    #49458
    Capt.A330
    Capt.A330
    Participante

    11/03; Lembrando, no RS, Uruguay e Argentina, a volt. é 220v, a ter em conta com os transformadores. Saímos cedo de PAlegre, 07:05, embora com transito meio caótico, e entramos na BR 290, boa, mas com pedágio, via pontes do Guaíba (aquele que forma o Atlântico! :P): Custos do pedágio: 11/03/2013-07:20:56 CONCESSIONARIA DA RODOVIA OSOR ELDORADO DO SUL – PORTO ALEGRE/ INTERIOR 8 17,00 11/03/2013-07:40:34 METROVIAS S/A CONCESSIONARIA D ELDORADO DO SUL – KM 129,5 DESCEDENTE 8 14,00 11/03/2013-08:55:05 METROVIAS S/A CONCESSIONARIA D PANTANO GRANDE – KM 224,3 ASCENDENTE 8 14,00 Abastecemos sempre que possível, no caminho, na estrada sempre nas cidades ou suas redondezas, pois é lá que os locais também abastecem, o que faz que os postos cuidem melhor do comb., pois caso contrario, os hab. do lugar reclamam e dá policia, portanto, os postos se cuidam mais do que na estrada no meio do nada, e que você vai descobrir o comb. adulterado muitos kms. depois, e provavelmente não vai voltar para reclamar! A BR 290, onde não é com pedágio, está de boa à regular, e é bastante deserta, com longas distancias entre cidades, embora não faltem postos. Em Uruguaiana, viramos à esquerda, pela BR 472, (regular) em direção de Barra do Quaraí, distante 73 kms., e que é a fronteira com o Uruguay. Eu tinha pensado sair por Uruguaiana-Paso de los Libres, mas um amigo de Curitiba que tem MH, me recomendou ir por lá para conhecer estos lugares que eu não conhecia. Recomendo abastecer em Uruguaiana, pois em Barra é mais caro, e no Uruguay, mais ainda. Na saída do Brasil, não existe tramite algum, e na entrada do Uruguay, os tramites são rápidos; aviso, não se pode entrar no Uruguay com frutas, verduras ou carnes cruas (mas bah, tchê, nem para o churrasco???), embora eu declarasse que tínhamos umas poucas frutas, para consumo pessoal, e eles não criaram caso. Esta foi uma das etapas mais longas, com 712 kms., e embora pensávamos dormir num posto, nos recomendaram na Aduana, ir dormir num parque na cidadezinha, e o guarda noturno, nos permitiu usar a eletricidade (220V), com tomada num poste de lado da rua, e dormimos tranquilos, na beira do rio Uruguay, vendo as luzes de Monte Caseros, Argentina, bem na frente. Embora fosse un lugar seguro, era um pouco barulhento, até perto das 23 hrs., quando tudo ficou quieto, excepto por uma chuva gostosa que batia no teto do Guanaco, e ninava à gente:P. O percurso: (lembro que se aprox. bem, pode-se ver os lugares exatos de partida e chegada no Google Maps) http://goo.gl/maps/59rPV http://goo.gl/maps/a1nnq , Foto1- BR 290, perto de Alegrete (Não me perguntes onde fica o Alegrete!):D:D:D http://letras.mus.br/os-fagundes/174085/ http://www.youtube.com/watch?v=uxkFt1WjkcE Foto2 e 3- Ponte Internacional sobre o Rio Quaraí, que divide Brasil e Uruguay. Foto4-Ingressando na Republica Oriental del Uruguay (Bella Union) Guanaquito Internacional! :)

    #49464
    Odair Teixeira
    Odair Teixeira
    Participante

    Lendo, deixando a pagina aberta e apertando F5 de tempos em tempos..

    #49465

    Anônimo

    (Mas bah, tchê, como que tu te abancas com esse baita bagual no centro, não desconfiavas que a grande Porto Alegre vai de Curitiba a Buenos Aires, e o que forma o Oceano Atlântico é o rio Guaíba? Te fresqueia, guri, tu e teu Guanaco faceiro!) Mas Chêêê!!!, que barbaridaaaaade! quero morrer amigo de vocês.:D Quando li esta frase me lembrei do Guri de Uruguaiana,:ideia: aí você cita a música (todas por sinal que ele canta nos shows). Demais a sua viagem, esperando ansioso pelo restante do relato. Parabéns.

    #49466
    Capt.A330
    Capt.A330
    Participante

    12/03; Acordamos um pouco mais tarde, tomamos um bom café, enquanto conversávamos sobre o fato de estar no estrangeiro, longe de casa, e ainda com tanta estrada pela frente, felizes e prontos para estrada, de novo! Perto das 08:30, saímos devagar de Bella Union, com cuidado, pois as ruas estavam um pouco esburacadas e com lama da chuva da noite, e tomamos a Ruta 3 (regular e pitoresca, aprox. 132 kms.), até as proximidades de Salto, onde se vira à direita, no rumo da ponte Internacional entre Salto, Uruguay, e Concordia, Argentina. O cruze se efetua sobre a barragem duma hidroelétrica, que serve como ponte, e é bem interessante. A Aduana é integrada, ou seja, no mesmo lugar você faz a saída do Uruguay e a entrada na Argentina; a dica é, enquanto você estaciona o comboio, alguém já vai na frente com todos os documentos, do carro, Trailer, identidades ou passaporte, etc., para ganhar tempo, e depois, você vai para assinar seu visto; dica importante, você pode imprimir e preencher antecipadamente seu visto de entrada para Argentina em: http://www.migraciones.gov.ar/accesible/?doc_viaje no lado esquerdo, em “Servicios” “Imprima su tarjeta migratoria” (TES), o que vai poupar seu tempo, em especial a TUM, para a fronteira Argentina-Chilena na Tierra del Fuego. Lembram da minha preocupação com a Carta Verde para o Trailer? Bem, meu corretor me informou que para MH ou a L200, sim, corresponde, porque é um seguro internacional somente contra terceiros, e como o Trailer não é autopropulsado, se você tiver qualquer incidente, o seguro paga como se for o trator que ocasionou o acidente; resumo da opera, em NENHUM lugar me pediram, seja Uruguay, Argentina ou Chile, a Carta Verde do Guanaco! Inclusive, na Argentina, as Casas Rodantes (Trailers), tem a mesma placa do carro que a reboca, acrecida do numero 1…e quando me pediam nas Aduanas e Imigraciones os doc. do carro e eu entregava o do Guanaco também, me perguntavam “Este es de otro auto?”, ao que eu respondia que era da CR (Casa Rodante), e eles só anotavam o da camioneta…que falta de respeito para com o Guanaquito!:@ Bom, estamos na Argentina, terra do bom vinho, do churrasco, dulce de leche, empanadas, media lunas e o tango, entre “otras cositas mas”!:P Saímos da Aduana, e seguimos em direção da Ruta 14, sentido Buenos Aires, e cuidado para não entrar antes na Ruta 28, que leva para o centro de Concordia, o que é muito demorado. A Ruta 14, é duplicada entre Concordia e Buenos Aires, o que permite manter uma boa velocidade de cruzeiro, e procure abastecer em Concordia nos postos YPF, onde o diesel é um pouco mais barato (aprox. 1,55 US$ o litro do Euro diesel, com S70, ou seja 70 partes de partículas de enxofre por milhão de partículas, recomendado para motores diesel de ultima geraçao, ou 1,35 US4 o litro de Ultra diesel XXI, com S500, ou seja, 500 partes por milhao de part. de enxofre; no Brasil, o diesel é S10, ou S500 ou S1800, rodoviário, para motores antigos); a Shell vende o Shell Nitro Diesel, que é o nosso S10, embora a diferença com o Euro da YPF seja pouca. Primeira vez, em muitos anos que viajo para a Argentina de carro, que o comb. está mais caro que no Brasil, embora esto no cambio oficial ou turismo, pois se o valor de um dólar é de aprox. 5,15 Pesos, no paralelo, as pessoas te pagam 7 ou ate 8 Pesos por dólar, em virtude de ser praticamente proibido para eles comprar dólares…:desconfiado: sem palavras… então, se você levar dólares, e trocar com particulares, o cambio é muito mas conveniente, mas existe o risco do dinheiro ser falso, entre outros problemas…LEMBRANDO, TODAS AS MINHAS CONVERSÕES DE PESOS PARA DÓLAR, SÃO NO CAMBIO OFICIAL. Passamos o “peaje’ (pedágio) de Colonia Elia, perto de Concepción del Uruguay, que custa aprox. 3,5 US$. Bem, passamos pela ponte de Zarate-Brazo Largo, que na realidade são duas pontes, sendo que a primeira, vindo do norte, divide as províncias (equivalentes aos nossos estados) de Entre Rios e Buenos Aires. Sobre as policias: em todas as viagens que já realizei para Argentina, nunca tive problemas, excepto pela policia de Entre Rios, a única que 3 ou 4 vezes, me pediu dinheiro, ameaçando com multas falsas, e eu nunca dei dinheiro, assim como no Paraná, perto de Guarapuava, uma vez a Rodoviária Federal me quis extorquir, e eu não aceitei. A Gendarmeria Nacional, é muito séria, e jamais insinuaram sequer sobre propina, assim como também os Caribeneros de Chile, são muito honestos, embora ambos são meticulosos nas suas revistas. Deixamos a Ruta 14, que muda o nome para 12, passamos sobre a ponte de Zarate (peaje de aprox. 6 US$). Continuamos reto pela Ruta 12 em direção à Ruta 193, e apos aprox. 6,5 kms. do peaje de Zarate, viramos à esquerda na Ruta 193, na direção de Capilla del Señor, que fica a aprox. 15 kms. da saida à esquerda, e 18 kms. da entrada do Camping “EL Veredon”, onde ficamos. http://www.clubveredon.com.ar/ O Camping é bem arrumado, com uma area pequena, mas limpa e muita grama, com luz e água, que provem das torneiras instaladas numa pia coletiva, com 6 torneiras, que eles chamam de “piletones”. A estrada de entrada para Capilla, está com remendos, e deve se trafegar devagar, e tem que atravessar a cidade (coisa que eu nao gosto),embora a cidade é pequena, e antes de chegar ao Camping, 3 quarterões, tem uma padaria com ótimas media lunas (Croissant):P Recomendo entrar a pé primeiro, para ver bem o terreno, em especial as arvores, e eu entrei virando em semi-circulo ,bem a esquerda e girando para direita, passando entre o Trailer da foto e os “piletones’; cuidado, que é meio estreito! Bom, a instalar luz, água, e após um banho reparador, uma excelente ceia!:P O percurso: http://goo.gl/maps/iNVpZ Foi um dia muito lindo, com um tempo excelente! Fim. Foto1- A ponte-barragem sobre o rio Uruguay; tem sinaleiro e barreira, pois você divide a estrada com o trem! Foto2- A ponte Zarate-Brazo Largo Fotos 3,4 e 5- Camping El Veredon, Capilla del Señor, prov. de Buenos Aires.

    #49467
    Odair Teixeira
    Odair Teixeira
    Participante

    Tomara que este relato dure várias paginas… Empanadas regadas com um Catena Malbec aff!! Dardo, vai lembrando dos detalhes… abraço Odair

    #49468
    Capt.A330
    Capt.A330
    Participante

    13/03: De manha, cedinho, perto das 07:10, saímos de El Veredon, que nos custou aprox. 18,5 US$ no total (20 Pesos por pax, 60, mais 35 pesos do Guanaco= 95 pesos), e tomamos o rumo para Bahia Blanca, onde vive meu único irmão, pelas Rutas 39, 6, 7, 5 e 33 até Bahia Blanca; a saída é um pouco complicada, em especial a saída da 7, autopista dupla que vai de Luján (famosa pela Virgen de Luján, equivalente a N. S. Aparecida no Brasil) até Baires, e a Ruta 6, está um pouco esburacada, embora estão arrumando. Se eu continuasse pela 6 até Cañuelas, seria mais perto, mas apos o cruzamento com a Ruta 7, a 6 está em péssimas condições (informações dadas pelos caminhoneiros com quem eu conversava sobre as estradas nos postos); a Ruta 5 é pedagiada (barato, são 3 peajes de aprox. 2 US$ cada um, em Olivera, 9 de Julio e Trenque Lauquen), e está de boa a muito boa, e em Trenque Lauquen, se vira à esquerda na 33 até Bahia Blanca, que mesmo sem pedágio, está boa. Entre Pehuajó e Trenque Lauquen, existem diversas lagoas pequenas perto da estrada, com uma enorme quantidade de belas aves aquáticas, e as mulheres queriam parar cada 3 kms. para ver patos, garças, cegonhas, cisnes, flamingos, etc.; realmente, muito bonita esta região, com trigais a perder de vista, e suculentas, perdão, lindas vaquinhas por todos lados:P Pegamos um pouco de chuva no caminho, mas muito leve, e viajamos com boa sombra das nuvens. Como a viagem era um pouco longa, não tirei muitas fotos no caminho, embora as pradarias mereciam. Após Pigué (se pronuncia pigu-é), se começa a ver a Sierra de la Ventana (Serra da Janela), e interessante ver elevações em estas “pampas” a perder de vista; ao se chegar perto de Tornquist, se pode admirar melhor as serras, muito bonitas. Bem, de tardinha chegamos no Aero Club de Bahía Blanca, e pelo fato de ser Piloto, tive livre estadia no patio do Aero Club, onde ficamos todo o dia sgte. para descansar e fazer compras, sem esquecer que no outro dia após o descanso, passaríamos 3 barreiras zoo-fito-sanitárias, na saída de Bahía Blanca, no Rio Colorado e no Arroyo Verde, na divisa de Rio Negro e Chubut, onde é proibido ingressar na Patagonia com frutas, verduras e carnes cruas, e até mesmo salames e similares; embora um pouco exagerado, no meu ver, o fato é que graças a isto, entre outros, eles erradicaram a mosca da fruta, febre aftosa, cigarrinha e outras doenças nas frutas e nos animais, então, a cumprir com as regras! Eles pedem com respeito para vistoriar o Trailer, assim como o carro, e então, no dia anterior, colocamos umas passarelas de pano para que quando entrassem com calçado (nós o tiramos antes de entrar no Guanaco!), não ficasse as pegadas dentro de “casa”. Estes “sites” esclarecem melhor as coisas: http://www.funbapa.org.ar/productos_restringidos.htm http://www.funbapa.org.ar/mapa-barrera/mapa-barrera.htm http://www.patagonia-argentina.com/e/content/funbapa.php Concluindo, em Puerto Madryn você pode comprar todo o que necessitar, lembrando que na hora de entrar no Chile, na Tierra del Fuego, novamente terá uma inspeção, e muito mais rigorosa que na Argentina! Bem, um bom banho, ceia e dormir. O percurso: http://goo.gl/maps/giuTj Foto1-Lugar onde virei para direita, entre O Trailer e os piletones Foto2-Senhores, façam suas ofertas! Ouvi 75.000 US$ para começar? (Coitado, já teve dias melhores; só não entendi para quê o salva-vidas…) Foto3-Bom, você fique quieto… Foto4-El Guanaquito, descansando longe de casa… Foto 5- Saindo cedo de El Veredon…

    #49469
    Odair Teixeira
    Odair Teixeira
    Participante

    Dardo Eram quantos na Expedição?

Carregue no Post Images, copie o "Direct link" e utilize o botão para inserí-lo. SAIBA MAIS AQUI

Visualizando 10 posts - 1 até 10 (de 513 do total)

Você deve fazer login para responder a este tópico.