Viagem Vinhedo-SP Porto Seguro-BA

HOME Fóruns Campismo & Aventura Relatos de Viagens / Acampadas Viagem Vinhedo-SP Porto Seguro-BA

Este tópico contém respostas, possui 7 vozes e foi atualizado pela última vez por Capt.A330 Capt.A330 4 anos, 9 meses atrás.

Visualizando 10 posts - 1 até 10 (de 17 do total)
  • Autor
    Posts
  • #45456
    Odair Teixeira
    Odair Teixeira
    Participante

    Caros Após 15 dias em Porto Seguro Bahia estou de volta a SP. Ficamos no Camping Mundaí porém íamos quase todos os dias para Arraial da Ajuda ou Trancoso. Valeu muito a pena. Recomendo! Plano de viagem Rodar aprox.700km por dia, com paradas para abastecer, alimentar, alongar, descansar e usar os sanitários a cada 300km em média. Iniciamos a viagem no dia 16 de Janeiro e cheguei em Porto Seguro no dia 17 Trajeto de ida Primeiro trecho Maior parte percorrida na Rod Fernão Dias. Partimos as 05:00 da manhã de Vinhedo Sentido Lavras – Belo Horizonte – João Monlevade (MG) Pernoite em João Monlevade (Graal Joao Monlevade) Km percorrida 650 km Tivemos 3,5 horas parados em Pouso Alegre-MG devido a acidente com tombamento de carreta. dscn6532z.jpg Isto alterou o plano de viagem e nos forçou a atravessar BH bem no horario de rush, que gerou ainda mais atrasos. Acabei chegando em Joao Monlevade depois das 21 ao invés das 18:00 como planejado, além de reduzir uma parada. Este trecho de BH até João Monlevade é extremamente montanhoso, com intermináveis serras e curvas. Para quem reboca e tem que rodar sob baixa velocidade, reduz muito a média horária. Achei que os freios da Hilux teriam problema de fading. Mas deu tudo certo e os freios foram e voltaram ok. A parada no Graal foi tranquila, porém abaixo da expectativa. O Graal de lá não tem nada parecido com a rede de SP. Muito barulho de caminhões e ônibus manobrando a noite inteira Segundo trecho João Monlevade – Governador Valadares – Teofilo Otoni – Nanuque Teixeira de Freitas – Porto Seguro Quilometragem – 750 km Compensou com a vista no segundo dia, com o sol nascendo visto de cima no Vale do Aço e pelo trecho entre Teofilo Otoni e Nanuque, com fantásticas formações rochosas. Se não se importar com o sobe desce e com a quantidade de curvas fechadas e ninguém ficar enjoado no carro, vale muito a pena. dscn6619s.jpg Chegada no Camping Mundaí dscn6638w.jpg Fotos do camping Mundaí dscn6929n.jpg Olha gambiarra que funcionou. Antena Sky fixada no estepe. Se estivesse no teto do trailer, teria a sombra das arvores atrapalhando. Isto ocorreu com quase todos que tinham Winegard. dscn6921m.jpg Motorhome Industrailer 2011 do Levi (gente boa) Vitoria ES dscn6948.jpg dscn6914q.jpg Descansando em Trancoso dscn6792e.jpg


    Barraca de teto da Camping World do Wilson de Curitiba. Usa uma carretinha como base para barraca puxada pelo Troller, ao invés da barraca ser colocada no veículo. Vantagem: Desconecta a carretinha e fica com o carro livre (Dr. Green, fica a sugestão) Na carretinha vai toda a tralha de acampamento dscn6920n.jpg dscn6919z.jpg Como tenho abastecido sempre com Diesel S50 ou S10, havia preocupação de encontrar este tipo de diesel no caminho. Porém, encontrei diesel S10 e S50 em praticamente todos os postos nos trechos. Se bem que em Porto Seguro me venderam um Diesel S10 que estava pré detonando pra caramba. No mínimo era adulterado. Parada para abastecer e almoçar em Três Rios (RJ) na volta para SP. dscn7018l.jpg Resumo Foram dois dias de deslocamento para ir e dois dias para voltar, com 11 dias em Porto Seguro. Ao todo foram 3600 km percorridos, com uma média de 7km/litro Foram 514 litros de diesel e 8 frascos de STP diesel treatment (reduz pré detonação e limpa os bicos) Velocidade média de deslocamento 60km/h Mapa com o deslocamento da viagem rotaviagem.jpg Através das experiencias de distribuição de peso entre os eixos (manter a caixa de agua cheia ajuda a manter o CG baixo), balanceamento das rodas e calibragem dos pneus com 48 libras, pude manter 100km/h de velocidade (quando possível) sem nenhum problema de desequilibrio do conjunto ou pendulo. Até mesmo as ultrapassagens ficaram mais fáceis. Incrível que com tantos sacolejos, solavancos, pancadas, curvas etc.. as coisas dentro do trailer permaneçam organizadas. As gavetas e as portas dos armarios permanecem fechadas. A unica coisa que “caiu” foram as duas lampadas de superled que desrosquearam. Mas nenhuma quebrou. Minha esposa tirou foto da caixa de ovos na geladeira. Todos estavam intactos. Para mim esta viagem foi importante para provar que o conjunto é bem resistente e que é possível qualquer viagem em qualquer distância, desde que respeitados os limites do equipamento. As coisas que escutei de que a Hilux nao aguentaria, que o Imperial é muito grande para manobrar, que deveria comprar um trailer pequeno, que é perigoso, que pode pendular e tombar etc… Tudo balela. Perdi a entrada da rodovia em Itaperuna e tive que retornar e manobrar em ruas apertadas. Estacionei de ré em postos lotados de carretas, coloquei e tirei das vagas nos campings sem nenhum problema. Tudo isto que eu comprovei nos 10 mil km acumulados neste quase 3 anos que venho puxando o Imperial serve para mostrar que a Turiscar fabricava produtos de alta qualidade. Saludos Campistas Odair

    #47620
    Capt.A330
    Capt.A330
    Participante

    Parabéns Odair, lindo o relato e melhor ainda as fotos! Gostei mesmo! Legal como você se virou nas manobras; um dia eu chego lá! Tem mais fotos? Abraços!

    #47621

    que relato legal!! fiquei com vontade de ir pra porto e de fazer esse esquema da carretinha na barraca!

    #47622
    Odair Teixeira
    Odair Teixeira
    Participante

    Dardo Eu sempre encho teu saco pedindo para postar mais fotos …agora vc deu o troco.. Mas no post acima, tem 12 fotos.. Segue mais algumas Parada para abastecer, almoçar e descansar no Graal de Lavras MG. (Recomendo!) 1006218v.jpg Placa interessante . Distrito de Anta – RJ dscn7017g.jpg Passando a ponte sobre o Rio Doce no ES dscn6975z.jpg Sol nascendo no vale do aço (entre Ipatinga e Gov Valadares) dscn6556.jpg Rochedo na estrada entre Teof Otoni e Nanuque dscn6593g.jpg Sds Odair

    #47625
    Capt.A330
    Capt.A330
    Participante

    ODAIR, NAO É VINGANÇA, NÃO….:D:D:D Serio mesmo, achei as fotos muito boas, em especial essas dos rochedos de Teófilo Otoni; é que eu tenho a fotografia como hobby, e curto isso. E já que estou pedindo, que achas (quando sobrar tempo, claro!), de contar a viajem com detalhes, pois eu sou igual a você, gosto dos detalhes técnicos, onde sempre se aprende mais com a experiencia de outros. Por exemplo, ótima tua ideia do tanque de água cheio para abaixar o CG, eis uma coisa que eu não lembrei…:desconfiado: Abraços!

    #47626

    leandrovaranda
    Participante

    Muito legal o relato e as fotos. A antena móvel da sky ficou bem legal também. Pelo que parece tirando o acidente com o caminhão o resto da viajem foi tranquilo. Teve dificuldade com algum atendente de pedágio sobre o valor? Sobre a Hilux não aguentar, eu tinha uma l200 e meu pai um hilux, a hilux passava de boa onde na L200 dava canseira. É uma caminhonete muito forte e que me lembro freiava muito bem.

    #47631

    realmente essa foto do rochedo é impressionante! eu entro no topico aqui e fico só viajando com as fotos, se você tiver mais, poste que vale a pena!!

    #47636
    Carlos R Freitas
    Carlos R Freitas
    Participante

    Odair, muito bonita suas fotos, sou de Belo Horizonte e tambem ja estive no Campingn Mundau ( MUITO BOM ). A minha foto foi tirada em pernoite em Eunapolis Abracos

    #47643

    leandrovaranda
    Participante

    http://www.youtube.com/watch?feature=endscreen&NR=1&v=TRJevqmhcNs As caminhonetes brasileiras também tem muita força. Sobre o tanque de água já tinha visto relatos de muita gente falando que ou viaja com ele totalmente cheio ou totalmente vazio, no meio termo a própria água começa a balançar o trailer. Agora temos relato de quem viajou com a água no meio e quem viajou com o tanque cheio, temos como observar a experiencia de cada um.

    #47592
    Odair Teixeira
    Odair Teixeira
    Participante

    Leandro O tanque pela metade produz ondas e pode contribuir para desestabilizar em um momento crítico. Existem alguns tanques que possuem paredes internas chamadas de quebra ondas. Dardo Abaixo algumas modificações que fiz para facilitar a vida com o Imperial. Substituí a valvula de gaveta por uma valvula de esfera de 75mm. Mais fácil de abrir e descarregar o tanque de detritos. Além de achar reposição no mercado. dscn7022z.jpg Engate rápido para mangueira para encher o tanque (rapida conexao e sem vazamento) Coloquei tb duas valvulas de esfera. Quando a V1 esta fechada e a V2 aberta, a água vai direto para caixa e deve-se utilizar a bomba shurflo. Quanto está na forma inversa, a água externa vai direto para as torneiras, chuveiro e vaso sanitário (sem precisar da bomba). Muito útil a noite, já que a bomba faz um barulho chato. dscn7021.jpg Troquei a TV de tubo catódico (CRT) por uma de LCD . Mais leve e melhor definição com área de tela maior. Coloquei um suporte articulado que pode-se mover a TV em qualquer direção, além de poder viajar com ela encaixada no fundo da parede. dscn7024a.jpg dscn7026q.jpg dscn7027m.jpg Saludos Odair

Carregue no Post Images, copie o "Direct link" e utilize o botão para inserí-lo. SAIBA MAIS AQUI

Visualizando 10 posts - 1 até 10 (de 17 do total)

Você deve fazer login para responder a este tópico.