"Meu Trailer, Minha Vida"
 

O Pedido do deputado Tiririca de incluir trailers e motor homes na relação de bens que poderiam ser financiados pelo programa “minha Casa, Minha Vida do Governo Federal traz expectativas ao mercado e aos amantes do campismo.

 

Porém é preciso atenção às notícias e propostas. Muitos campistas estão comemorando sem que haja atenção nas entrelinhas. O projeto realmente viria a ser um alento para a indústria de veículos de recreação tão castigada pelos vários motivos ao longo das últimas décadas, mas é importande ressaltar que o foco do deputado, ex-integrante circence, se restringiria somente aos 25 mil artistas DE CIRCO brasileiros.

 

Com este incentivo aos artistas, certamente o aumento da fabricação e vendas de trailers e motor homes ajudariam indiretamente o mercado e o campismo, mas seria muito interessante que o projeto fosse discutido e aditivado, estendendo-se ao setor de turismo tal benefício. Também seria importante que as fábricas aproveitassem a oportunidade para “investirem” na competitividade não aumentando seus preços, assim como aconteceu com a área de hospedagem do turismo, quando durante o crescimento das pousadas e suas ofertas de baixo custo os campings ficaram para trás , e hoje, cobrando diárias quase tão altas quanto às convencionais.

 

Também é importante salientar que mesmo que fosse aprovada uma lei que incluísse os veículos de recreação no programa “meu trailer, minha vida”, pouquíssimas pessoas do campismo se enquadrariam ou poderiam realizar tal sonho. Isto porque o programa em questão é voltado para famílias de baixa renda e mesmo que, com financiamentos de imóveis comuns estendidos a todos, há diversas restrições e limitações bem diferentes dos financiamentos de veículos, como o limite da parcela segundo o salário ou renda e até mesmo uma das maiores restrições no caso dos campistas que só permite financiamento de um imóvel caso a pessoa não possua qualquer outro no mesmo município. Sabemos que a maioria dos campistas utiliza RV`s por lazer já possuíndo casa própria como moradia. É preciso avaliar se o caravanismo deve empreender uma inclusão nesta idéia ou lutar por uma linha de financiamento mais específica em outra proposta.

 

O MaCamp acompanhará os passos desta novidade.

 

Marcos Pivari

 

 

 

 


 

COMPARTILHAR

CEO e Editor do MaCamp | Campista de alma de nascimento e fomentador da prática e da filosofia. Arquiteto por formação e pesquisador do campismo brasileiro por paixão. Fundador do Portal MaCamp Campismo sonha em ajudar a desenvolver no país a prática de camping nômade e de caravanismo explorando com consciência o incrível POTENCIAL natural e climático brasileiro. “O campismo naturaliza o ser humano e ajuda a integrá-lo com a natureza.”