Ontem pudemos conhecer mais um pouco do projeto MONTANHA PARA TODOS em um evento da OVERLANDER que aconteceu no MIT POINT, uma loja conceito muito bacana que a Mitsubishi montou no Shopping JK em São Paulo. Mais do que a própria superação de uma família que fora surpreendida por uma síndrome rara que trouxe limitações, emocionaram-se as pessoas que puderam ver de perto como o casal viu em seus sonhos e paixões o real sentido da vida deles: Estarem juntos no lugar que mais os faz bem – A Natureza.

Juliana e Guilherme eram pessoas apaixonadas por viajar. Montanhas e trilhas eram a trip favorita. Estar em meio à natureza e dormir em uma barraca acima da linha das nuvens era a válvula de escape da vida atribulada de dois engenheiros de São José dos Campos. Até aí nada mudou em relação aos seus anseios, desejos e realizações. Eles continuam até hoje fazendo tudo isso. O detalhe “diferente” fica por conta de algumas pedras que apareceram no caminho da família que hoje conta com quatro integrantes.

| Foto: montanhaparatodos.com.br

Juliana descobre um câncer de mama aos 29 anos. O desfiladeiro foi vencido no tratamento da mesma forma que nos desafios de suas aventuras. Após a peleja, o casal resolve abrir caminho para ter um filho, o que acontece rapidamente. No meio da trilha nonamestral mais uma escarpa. Uma tal de “Degeneração Cerebelar Paraneoplásica” causada pelo reaparecimento do câncer só viria ser diagnosticada após à conquista de mais um cume. O pequeno Benjamim nasce aos sete meses de gestação com a mesma determinação de seus pais. Juliana, com suas limitações impostas pelo destino, não consegue mais vencer as trilhas das montanhas que sempre foram sua maior paixão. Mas diante da promessa de seu parceiro de vida, os quatro agora realizam o que mais gostam de fazer no mundo: “Onde você quiser ir, eu vou te levar!”

Foto: montanhaparatodos.com.br

Mas que “quatro”? Ju, Gui e Ben teriam mais alguém para acompanhar seus desafios e realizações. Alguém que lhes proporcionaria a ida às montanhas, às trilhas e aos benefícios que só a natureza pode trazer a um ser humano. A Julietti.

Foto: montanhaparatodos.com.br

Julietti é especial. Não é “insubstituível”, nem “inquebrável” e nem mesmo, agora, “única”. Ela pode sim ser “comprável” e “multiplicável”. Mas a CADEIRA ADAPTADA que hoje leva a Juliana de volta para cada um dos seus destinos favoritos foi cuidadosamente desenvolvida pela sua família e seus amigos. Algo agora tão óbvio. Uma cadeira de apenas uma roda que pode trilhar cortes e sendas, ser carregada por desfiladeiros, barrancos ou penhascos e ser atravessada por rios e lamaçais precisou ser inventada por eles. Depois de voltarem às atividades, vencidas as devidas limitações, a família não esperou outro golpe para objetivar novas metas. Tratou logo de viver para a montanha. Mas não só para eles, mas “para todos”.

Foto: montanhaparatodos.com.br

Hoje já são várias “Juliettis” sendo entregues e proporcionadas pelo Brasil, levando a todos o direito de desfrutar das paragens, paisagens e sensações que só a natureza selvagem pode ofertar. O sucesso do Projeto hoje ganha merecidas proporções e mídias. [veja reportagem do Fantástico]

Foto: montanhaparatodos.com.br

No Mit Point pudemos conhecer mais de perto o casal, suas histórias, seus objetivos e projetos futuros. A vivência e ensinos da emocionante palestra servem para qualquer pessoa diante de seus sonhos, anseios e forma de buscá-los diante da vida moderna. Quem não conhece, vale conhecer. Seguí-los nas redes e acompanhar suas vitórias. [facebook] [instagram] [site]

Bate Papo no Mit Point | 9/11/2017 | Foto: Marcos Pivari
Equipamento base | Foto: Marcos Pivari

 

 

COMPARTILHAR

CEO e Editor do MaCamp | Campista de alma de nascimento e fomentador da prática e da filosofia. Arquiteto por formação e pesquisador do campismo brasileiro por paixão. Fundador do Portal MaCamp Campismo sonha em ajudar a desenvolver no país a prática de camping nômade e de caravanismo explorando com consciência o incrível POTENCIAL natural e climático brasileiro. “O campismo naturaliza o ser humano e ajuda a integrá-lo com a natureza.”