A Motor Trailer do Brasil está constantemente empenhada em modernizar seus produtos e anualmente visita feiras e exposições de veículos de recreação. O mercado Europeu é um dos mais fortes do mundo no setor do caravanismo e possui o perfil da nova tendência brasileira na fabricação principalmente de motor homes que buscam ser compactos e completos. A busca por referências externas e consolidadas é de suma importância para o desenvolvimento de qualquer tipo de projeto. Marcius Pinto Matheus, um dos diretores da empresa, fez pessoalmente uma série de videos de apresentação de cada um dos quatro dias da Caravan Salon in Düsseldorf.

Assim como já aconteceu há muitas décadas na Europa, o Brasil avança para o caminho dos motor homes que garantam o conforto dos campistas, mas que não representem uma grande dificuldade na hora de circular e estacionar. Parece que a era dos “gigantes” está passando e dando lugar às famílias que buscam, além do conforto, chegar a qualquer lugar e buscar na natureza o seu verdadeiro quintal.

A Feira de Dusseldorf: A maior feira de veívulos de recreação da Europa que acontece na Alemanha – país que possui o mercado mais forte de trailers e motor homes do continente. São montadoras, fabricantes, projetos, soluções, ideias construtivas, técnicas inovadoras e equipamentos e eletrodomésticos especialmente projetados para fazerem parte dos RV`s. Afinal quem já pensou em uma geladeira com pouco mais de 40cm de largura senão para um motor home? Pois compacidade não quer dizer falta de luxo. Definitivamente não. São verdadeiros palacetes com cerca de 8m² onde não faltam ambientes internos. Divididos em alas diferentes para trailers e motor homes, cada marca apresenta ambos os mundos que só são “melhores”ou “piores” para cada perfil caravanista.

Banheiro conjugado com box: O brasileiro se acostumou com o famoso “box separado” nos trailers e motor homes nacionais o que tornou quase que pré-requisito para a escolha da maioria dos caravanistas, mais ainda depois que os trailers acabaram encostados em campings – os famosos “rodas-quadrada”. Na Europa o conceito do box é completamente inverso, já que tal ambiente acaba ocioso quase que a totalidade do tempo. Para um casal, por exemplo, meio metro quadrado é perdido para um uso de no máximo 20 minutos por dia, sendo que cada vez mais os banheiros conjugados possuem soluções para que o preparo do ambiente após o banho se torna cada vez menos trabalhoso.

Equipamentos específicos: Uma grande vantagem do mercado de veículos de recreação europeus está nos equipamentos, acessórios e eletrodomésticos projetados e fabricados especialmente para este fim. São tamanhos e materiais pensados para ocupar bem os espaços internos e principalmente resistirem embarcados. São pias com tampas, torneiras que dobram e poupam água, geladeiras 12V e a gás, fogões e fornos que não necessitam da desmontagem de bocas e grades e que respondem bem aos solavancos e movimentos na estrada.

No primeiro dia da feira Marcius demonstrou a realidade dos fatos que expusemos acima. Elementos que o Brasil deve se espelhar para o momento em que todo o nosso potencial será finalmente alcançado em terras tupiniquins.

No segundo dia de feira Marcius mostrou alguns RV`s preparados ou com instalações especiais para animais, além do famoso Motor Home montado pela própria FIAT em parceria com uma encarroçadora. São as grandes montadoras olhando com afinco para um mercado que no Brasil é potencialmente promissor. Também mostrou um motor home tipo furgão com teto pop up, que aumenta a altura interna quando acampado e que ainda pode abrigar uma segunda cama. Mas não é só de compactos que vive o mercado Europeu. Apesar de ser mais raro, uma ala só dos “gigantes” podia ser visitada na Feira. Mais novidades ficaram a cargo dos RV`s 4×4. Interessante que os preços convertidos para o Brasil não são tão baratos como podemos achar. Motor Home grande a R$ 1.500.000,00, um compacto 4×4 por R$ 830.000,00 e um trailer a R$ 260.000,00.

No terceiro dia o video apresenta um assunto muito importante para o mercado brasileiro. Assim como está ocorrendo no Brasil, o perfil médio dos usuários está diminuindo a idade da aquisição. Atualmente existem 1 milhão de RV`s rodando na Europa sendo 60% Trailers e 40% motor homes. Só na Alemanha são fabricados 60 mil RV`s por ano e em toda a Europa somam-se 200 mil. O Video começa com o resultado de um bate papo que rolou com representantes Europeus.

Muitos trailers foram mostrados, inclusive da fábrica Knaus, que teve grande participação na história do trailismo brasileiro. Também haviam mini trailers com barracas de teto e trailers anfíbios.

O Quarto e último video mostra mais algumas opções de furgão, além da área de fabricantes de peças e  equipamentos para RV`s. É de deixar qualquer um louco. Na parte externa da feira, havia opções de entretenimento, alimentação e também das casas pré fabricadas que também podem ser transportadas.

Nesta série de videos, a Motor Trailer levou até os campistas do Brasil uma chance de conhecerem virtualmente o que é a maior feira de RV`s do mundo. São milhares de metros quadrados dedicados a um nicho do turismo muito forte na Europa e principalmente na Alemanha. Lá o caravanismo não é sinônimo de “lazer para poucos” e o campismo não é tido como uma “forma barata de se viajar”. A cultura por fazer turismo levando sua própria casa também garante uma diversas formas de desenvolvimento econômico. Diversas cidades ou eventos podem ser produzidos sem que ali exista uma estrutura de hotéis ou leitos fixos, além de garantir ao turista uma enorme liberdade de escolha. Parabéns à Motor Trailer por compartilhar suas experiências com os campistas do Brasil.

 

COMPARTILHAR

CEO e Editor do MaCamp | Campista de alma de nascimento e fomentador da prática e da filosofia. Arquiteto por formação e pesquisador do campismo brasileiro por paixão. Fundador do Portal MaCamp Campismo sonha em ajudar a desenvolver no país a prática de camping nômade e de caravanismo explorando com consciência o incrível POTENCIAL natural e climático brasileiro. “O campismo naturaliza o ser humano e ajuda a integrá-lo com a natureza.”