O Fundador
 

10/2012 – 10 Anos da Morte de Ricardo Menescal: Fundador do Camping Clube do Brasil em julho de 1966, o arquiteto foi pioneiro no ramo e presidiu a associação até 1981 quando recebeu a outorga de “presidente de honra”. Menescal que se destacou também no montanhismo brasileiro morreu no dia 14 de outubro de 2002, vítima de enfarte aos 72 anos de idade na Ilha de Fernando de Noronha.

Ricardo Batalha Menescal Nasceu em Vitória-ES mas já mudou para Macau-RN ainda pequeno só chegando ao Rio de Janeiro-RJ no ano de 1941 com seus pais e mais quatro irmãos. No meio campista é conhecido como o pioneiro do campismo do Brasil sendo fundador do Camping Clube do Brasil que existe até hoje, mas antes disso Menescal era entusiasta do montanhismo e fundou Clube Excursionista Carioca no ano de 1946.

Como estudante de arquiteto foi diretor do diretório acadêmico da faculdade e depois de formado em seu escritório em conjunto com o irmão Renato deixou sua marca nos projetos como o Costa Brava, Costa Azul em Cabo Frio-RJ, Condomínio Jaboatinga, o planetário da gávea e a sede do Clube de Regatas Flamengo.

Após os feitos acima citados, Ricardo Menescal participou de muitas viagens e “trekkings” pelo mundo atrás da adrenalina nas aventuras como escaladas em grandes altitudes.

Ao final de seus 72 anos de idade, dois anos antes de aposentar suas aventuras mais duras e de grande esforço foi presenteado pelo destino por uma morte belíssima. No Arquipélago de Fernando de Noronha, abaixado e admirando peixes coloridos dos aquários naturais da ilha um infarto o levou.

Vida e seus Feitos

Poucos são os relatos e publicações sobre Ricardo Menescal e histórico da fundação do Camping Clube do Brasil. A associação que passou de 5 campings em 1967 para 42 em 1978 hoje guarda apenas lembranças dos anos áureos amargando os campings que restaram – muitos deles já interditados. Em 1979 o Camping Clube do Brasil era credor de 462 mil pernoites, contra acanhados 90 do ano de 1966. A rede de campings crescia com suas instalações de mesmo padrão onde a cada canto do Brasil o campista poderia se sentir em casa. Os municípios se esforçavam para oferecer áreas onde o clube em crescimento pudesse lhe retribuir milhares de turistas. A hospedagem de pousadas mais baratas ainda era rara e o cenário do campismo ganhava adeptos com opções maravilhosas de locais junto à natureza.

No montanhismo suas marcas mais famosas foram algumas conquistas importantes ao cenário nacional. Seria no ano seguinte à morte do pioneiro que se comemoraria os 50 anos da conquista brasileira no Aconcágua (6.962m). Menescal estava lá junto a Orlando Lacorte. A conquista da Chaminé Gallotti, a quarta via de acesso ao cume do Pão de Açúcar, ocorreu em 1954, junto a Antonio Marcos de Oliveira, Laércio Martins, Patrick White e Tadeusz Hollup.

O Portal MaCamp dedica esta homenagem a um dos pioneiros do campismo brasileiro neste aniversário de dez anos de sua morte. Junto do Sr. Scheid (fundador da Turiscar) Menescal dedicou sua coragem e perseverança a um setor tão importante do turismo em que o Brasil é um dos mais potenciais do mundo.

Marcos Pivari

 

COMPARTILHAR
CEO e Editor do MaCamp | Campista de alma de nascimento e fomentador da prática e da filosofia. Arquiteto por formação e pesquisador do campismo brasileiro por paixão. Fundador do Portal MaCamp Campismo sonha em ajudar a desenvolver no país a prática de camping nômade e de caravanismo explorando com consciência o incrível POTENCIAL natural e climático brasileiro. "O campismo naturaliza o ser humano e ajuda a integrá-lo com a natureza."