Uso:
4 Estações/
Acampamento base

Capacidade:    2-3 pessoas
Comprimento:    2,11m
Largura :    2,63m
Altura Máx.:    1,30m
Portas:    2
Arcos:    5
Avance:    0,97 x 0,90 m alt.
Avance traseiro:    0,70m
Peso:    5,60Kg

ARMAÇÕES E ESPEQUES

– Armação em tubos de duralumínio (dural) com diâmetro 10 mm e encaixes internos. As varetas são unidas por elástico roliço de látex com es-pessura de 3 mm, evitando perdas e dúvidas na hora da montagem.

– Espeques em alumínio com 20 cm de comprimento, tipo cantoneira, com cabeça curvada.

BARRACA INTERNA

– Totalmente confeccionada em tecido 100 % poliamida com dupla resinagem mais silicone. As paredes da barraca são em tecido mais leve e o piso em tecido de alta tenacidade. Zíper grosso YKK.

– Portas de acesso em nylon providas de zíper com dois puxadores duplos e porta em tela mosquiteiro indepen-dente, em malha bloqueada. Todas as telas de ventilação, bolsos inter-nos e prateleiras são confeccionadas nesse mesmo material, totalmente à prova de mosquitos minúsculos, de excelente arejamento e translúcidos.

-Argolas costuradas na parte supe-rior para confeccionar varais, fixar prateleira ou pendurar pequenas lan-ternas e utensílios mais leves……….. Essas argolas, associadas às argolas costuradas junto ao piso da barraca, constituem sistema exclusivo de an-coragem interna (vide nossos mode-los da linha geodésica).

– Os passantes das armações são inteiriços, em nylon, para obterem a máxima distribuição do esforço da armação sob o stress da pior meteorologia.

-Todas as costuras são reforçadas com gorgurão de poliéster.

– sistema de fixação das armações com ajustes de tensão, que podem ser utilizadas por esticar ou folgar o tecido , ajustando o conjunto de modo firme e sempre esticado.

-Todo o perímetro do piso da barraca permanece elevado do solo, permi-tindo que a água corra livremente sem encharcar nos pontos mais co-muns. O piso toca o solo onde há peso, o resto permanece livre.

– Nos modelos quatro estações a ventilação superior é fixa, e nos modelos isotérmicos ou de alta montanha a ventilação pode ser re-gulada por meio de janelas internas providas de zíper.

– As portas, devidamente enroladas, são atadas por meio de botão-palito, o que facilita seu manuseio mesmo com luvas.

SOBRETETO

-Totalmente confeccionado em tecido nylon 100 % poliamida, com dupla resinagem e silicone. Todo o perímetro da barra do sobreteto é reforçado com gorgurão 100 % poliéster com 20 mm de largura. Zíper grosso YKK.

– Portas de acesso providas de zíper com dois puxadores na parte superior e dois puxadores invertidos na parte inferior, permitindo acesso e venti-lação rápida e eficiente.

– Capotas de ventilação sobre as portas, desenhadas para constante captação de ar fresco.

– Costuras duplas rebatidas.

– O sobreteto vai preso diretamente à base dos arcos da armação, tornando o conjunto 100 % auto-sustentável, o que facilita a troca de lugar sem ter que desmontar parte ou toda a barraca. Esse sistema possibilita maior firmeza para todo o conjunto, distribuindo melhor o esforço.

– Ancoragens posicionadas nos pontos de cruzamento dos arcos e atadas por dentro, de modo que todo o esforço se dê nas armações, e não apenas no tecido solto. Nos modelos isotérmicos ou de alta montanha adotamos o sistema de ancoragens triplas, isto é, cada ancoragem suplementar está presa a três pontos atados internamente à armação e dispostos de forma a distribuir o stress e balancear o conjunto………. Cordeletes de ancoragem suplemen-tar incluídos.

– Zípers sempre protegidos por lape-las internas fixadas com velcro.

– Correias para ajuste de tensão regulável, mantendo o tecido sempre esticado e sem folgas, presas dire-tamente à base das armações.

– As portas, devidamente enroladas, são atadas por meio de botão palito, o que facilita seu manuseio mesmo com luvas.

 

COMPARTILHAR

CEO e Editor do MaCamp | Campista de alma de nascimento e fomentador da prática e da filosofia. Arquiteto por formação e pesquisador do campismo brasileiro por paixão. Fundador do Portal MaCamp Campismo sonha em ajudar a desenvolver no país a prática de camping nômade e de caravanismo explorando com consciência o incrível POTENCIAL natural e climático brasileiro. “O campismo naturaliza o ser humano e ajuda a integrá-lo com a natureza.”