País tropical de verão famoso. O calor pega mais forte mais perto da mata úmida – o local ideal pra acampar. Calor faz parte, mas é sempre bom usar a tecnologia a nosso favor. O chamado mini ar condicionado ainda não chegou à eficiência dos sonhos, mas pode trazer um refresco nos momentos mais críticos. A Nautika mandou seu modelo ainda a ser lançado para análise.

Ele é pequeno e feito para usar bem próximo ao corpo nos locais que se deseja refrescar. Na maioria das vezes só de ventilarmos nosso rosto já dá uma sensação muito maior de frescor. O mini ventilador de mão traz um reforço de peso. A esponja molhada que fica em um compartimento de tomada de ar, umedece o aparelho dando uma sensação maior de refrescância. Este recurso ainda pode ser turbinado utilizando água gelada na esponja. De pronto nos veio à cabeça aquela água congelante do isopor que geralmente jogamos fora. Os testes dirão…

O aparelho funciona com quatro pilhas AA (pequenas, não palito), podendo ser convencionais ou aquelas recarregáveis que usávamos nas velhas máquinas fotográficas digitais – muitas já aposentadas pelos smartphones. Na falta de qualquer uma delas, pode-se utilizar um cabo de alimentação USB. Eles não poderão ser utilizados para carregar as baterias, já que possui um sistema que as isola quando plugado.

O ruído do ventilador é até bem suave e a ventilação é bem razoável para o conjunto. Os 6Volts das baterias dão a potência máxima para o mini ar, mas a velocidade cai bem quando se utilizam os 5Volts da fonte USB.

O aparelhinho possui um pezinho específico para deixá-lo na posição vertical. Mas ele fica bem apoiado em qualquer de suas laterais. Para ajudar a saída de ar é giratória que promove 90º de ângulo de escolha. Uma cinta com proteção promove a “pega” do aparelho podendo descansar na mão enquanto é direcionado.

Há duas maneiras de encarar o Mini Ar Condicionado. A melhor delas é de entender que não se trata de um condicionador de ar convencional e que assim como qualquer ventilador poderá de forma bem próxima ao corpo, trazer uma ventilação desejada. Neste caso aliado a um prático sistema de umidificação que trará mais benefícios – quanto mais gelada estiver a água.

Testamos o aparelhinho de 4 maneiras: Sem Água, Com água na temperatura ambiente, com água gelada e com água quase congelada. Vamos aos resultados.

SEM ÁGUA: O ventinho já traz um alento digno de qualquer mini ventilador. Sabemos que só o ar em movimento já diminui a temperatura da superfície do corpo.

COM ÁGUA: Dá pra sentir alguma diferença, mas difícil de conseguir descobrir qual grau de sensação psicológica e real. Até esta etapa nem adianta realizar medições de temperatura, pois o que faz efeito é o deslocamento do ar na mesma temperatura.

COM ÁGUA GELADA: Já dá pra sentir diferença. Quanto mais gelada a água, melhor a sensação e a pergunta que vem na cabeça é mesmo a ” de quanto tempo vai durar?” Óbvio que quanto mais gelada estiver a água, mais rápido proporcionalmente ela vai ganhar temperatura ao passar o ar ambiente.

COM ÁGUA QUASE CONGELADA: O jeito mais eficiente também gera mais água pingando, já que o recipiente acaba não segurando tudo, mas dependendo do local isso será até prazeroso. A conclusão é a óbvia: Quanto mais gelada estiver a água da esponja, mais fresco será o resultado.

O recipiente da esponja foi feito para utilizá-la sem estar saturada de água exatamente para não pingar. 30ml é o volume indicado pelo manual. Mesmo assim, o case da esponja possui um fundo que reserva alguma sobra de água que será novamente absorvida pela esponja, mas só quando o aparelho estiver na posição vertical.

Aromaterapia: O próprio manual indica esta opção, alertando apenas de não misturar diferentes essências na mesma esponja. Testamos com um óleo essencial de lavanda cultivada aqui mesmo no Brasil, mas utilizamos uma esponja a parte para preservar a original inodora. Dosando e não exagerando o efeito é muito relaxante e prazeroso.

PREÇO: Na data deste review o equipamento ainda não estava no mercado. Exatamente esta consultoria do MaCamp buscou o aprimoramento do produto.

REVIEW – PRODUTO e Local: Este equipamento foi enviado pela NAUTIKA que confiou no know-how do MaCamp para testar seus produtos na seção de Reviews. Os testes foram feitos em campings e em casa.

 

 

COMPARTILHAR
CEO e Editor do MaCamp | Campista de alma de nascimento e fomentador da prática e da filosofia. Arquiteto por formação e pesquisador do campismo brasileiro por paixão. Fundador do Portal MaCamp Campismo sonha em ajudar a desenvolver no país a prática de camping nômade e de caravanismo explorando com consciência o incrível POTENCIAL natural e climático brasileiro. "O campismo naturaliza o ser humano e ajuda a integrá-lo com a natureza."