Prefeitura Determina Fim das Atividades do Camping de Itapuã
 
Notícia de 1º de Setembro em Diário Oficial determina o fim do Camping Ecológico de Salvador. Há uma semana em contato com os representantes do camping tudo estava normal. O MaCamp está levantando as informações para trazer ao campista. Veja a notícia veiculada ontem:
Ocupantes do imóvel devem deixar o local em no máximo 60 dias para desocupação total da área.

O famoso Camping de Itapuã teve suas atividades suspensas. Um decreto publicado no Diário Oficial desta terça-feira (1º) determinou que, a partir de agora, ficam encerradas qualquer tipo de instalação privada no local.Segundo a Prefeitura, a medida foi tomada após a constatação que o terreno pertencente ao município estava sendo utilizado para fins de moradia, abandonando a sua própria destinação. No local existem até construções de alvenaria, com ar-condicionado e TVs por assinatura.

Em nota, a administração também afirma que, apesar de ser aberto, não configura interesse público destinar uma área de 26.780 m2, com acesso direto a uma praia, para beneficiar um pequeno grupo privado. “Essas pessoas estão morando em uma das áreas mais valorizadas de Salvador, sem pagar aluguel e IPTU, em detrimento de toda população que paga seus impostos regularmente”, diz o secretário municipal da Fazenda, Paulo Souto.
Após a determinação, a prefeitura passa a exercer a guarda do imóvel, impedindo novas instalações. Serão tomadas todas as providências para comunicar a medida aos ocupantes do imóvel e será concedido o prazo de 60 (sessenta) dias para desocupação total da área.

“Estamos falando de uma área nobre, com potencial para construções de luxo, resorts de praia, condomínios, etc. A nossa intenção é vender o imóvel e utilizar os recursos para adquirir e melhorar outros espaços com maior serventia para as áreas de educação e saúde”, anunciou o secretário.

fonte: Ibahia


 

COMPARTILHAR

CEO e Editor do MaCamp | Campista de alma de nascimento e fomentador da prática e da filosofia. Arquiteto por formação e pesquisador do campismo brasileiro por paixão. Fundador do Portal MaCamp Campismo sonha em ajudar a desenvolver no país a prática de camping nômade e de caravanismo explorando com consciência o incrível POTENCIAL natural e climático brasileiro. “O campismo naturaliza o ser humano e ajuda a integrá-lo com a natureza.”