Arquitetura para o Turismo >> Projeto Centro Turístico Popular de Campos do Jordão (CTP)

O Centro turístico será de grande importância para o bom andamento do turismo da cidade de Campos do Jordão, assim como a oportunidade de atividades das famílias de baixa renda. O CTP será voltado para o turismo em geral e principalmente ao Turismo de Um Dia com vários equipamentos. O conjunto terá grande valor para o turismo fixo e de estada, onde os mesmos serão também auxiliados pelo programa do centro.
Estudando a legislação da cidade, apresentada anteriormente, que pode ser explicada a partir deste mapa, podemos verificar a justificativa do terreno escolhido para o CTP: Terreno próximo ao centro turístico e margeando a Avenida Principal.
O mapa abaixo mostra o terreno em maior escala mostrando suas características físicas, como por ser às margens do Rio principal que corta a cidade, situação com lotes vizinhos e relações com as vias públicas.

As fotos abaixo ilustram a atual situação do terreno que serve em datas comemorativas para montagem de eventos. A totalidade de sua área se encontra baldia com alguma vegetação nas margens do Rio e um exemplar de Araucária que será preservada e composta com o projeto.

Equipamentos:
•Recepção – Um centro de recepção onde os turistas poderão obter informações da cidade e roteiros de como programar seu passeio.
•Restaurante Popular – Opção viável de alimentação para turistas populares no sistema de bandejão.
•Setor de Embarque e Desembarque – É muito importante a implantação de um ponto de embarque e desembarque para os ônibus fretados de turismo de um dia. Isso evita o trânsito de veículos grandes e pesados pelas vias de acessos aos pontos turísticos e a parada ou estadia dos mesmos nas ruas do centro. Durante períodos de pouca freqüência destes ônibus na cidade, como fora de feriados, fins de semanas ou temporadas, o setor poderá servir de estacionamento dos mesmos.
•Grandes Vestiários – Sanitários, lavatórios e locais para banhos e trocas de roupas para um maior conforto do turista ao visitar a cidade.
•Guarda Volumes – No mesmo setor dos vestiários e embarque e desembarque para a guarda de objetos pessoais.
•Centro de Comércio Popular – Conjuntos comerciais geridos por pessoas da comunidade, desafogando o comercio informal ou ilegal que acontece no centro da cidade e nos pontos turísticos. Os turistas terão opções de compras e alimentação com custos mais baixos e reverteria a riqueza do turismo para essa comunidade. Os atuais pontos de comércio informal seriam revistos e reorganizados.
•Salas para Cursos Técnicos – Voltado para a população de baixa renda onde poderão ter uma instrução técnica na área de Turismo e Hotelaria além de a estreita ligação com os turistas presentes que serviria de uma ótima experiência e laboratório para os alunos.
•Centro Cultural e Convenções – Próximo ao centro, será adicionado um centro cultural para o uso de turistas e da população local. O centro contará com biblioteca com o acervo de Campos do Jordão e assuntos ligados a turismo além do geral, sala de exposições, tele-centro para a inserção da comunidade às tecnologias de comunicação, auditórios para fins diversos e um grande espaço de convenções para abrigar feiras populares, a famosa feira de malhas de Campos do Jordão, shows do também famoso festival de inverno (apresentações públicas externas) e outros fins.
•Transporte – Ligação por meios de transporte (ônibus, veículos bi ou tri-artibulados, bonde, taxis e vans) para a ligação do CTP aos pontos turísticos da cidade que são muitos. Isto desafoga o trânsito de veículos pesados fretados, hoje em dia, para este fim.
Diretrizes
De acordo com as leis e diretrizes do terreno, levantados na Secretaria de Planejamento do Município (SEPLAN), vemos que o lote está inserido na Zona Comercial II. Segundo confirmação da própria Secretaria, o tema proposto pode ser inserido neste terreno. As seguintes diretrizes dizem respeito ao terreno em questão:

Taxa de ocupação: 70%
Índice de aproveitamento: 140 %
Recuos:
Frente – 3m
Laterais- 3m
Fundos- 1,5m
Gabarito máximo: 15m
Faixa de proteção ambiental na margem do rio: 15m
Programa
Complexo Cultural:                 2120m²
Sala de exposições                150m²
Auditório 1                    200m²
Auditório 2                    150m²
Sanitários                    80m²
Café                        20m²
Salas Reuniões                50m²
Salas Cursos                    135m²
Sala Apoio                    30m²
Biblioteca e tele-centro                775m²
Foyer                        330m²
Circulação real                    200m²

Complexo Turístico                2085m²
Hall de recepção/lazer/circulação        950m²
Sanitários                    120m²
Hall Aberto                    220m²
Restaurante                    225m²
Apoio                        190m²
Secretaria/Diretoria                155m²
Sanitários área ônibus e sala apoio        225m²

Convenções e Feiras                1695m²
Espaço                    1620m²
Sanitários                    70m²

Comercial                    2140m²
Lojas                        1100m²
Sanitários                    140m²
Circulação e convivência            900m²

Total Construído:                8040m²
Aproveitamento:                93%

 

COMPARTILHAR
CEO e Editor do MaCamp | Campista de alma de nascimento e fomentador da prática e da filosofia. Arquiteto por formação e pesquisador do campismo brasileiro por paixão. Fundador do Portal MaCamp Campismo sonha em ajudar a desenvolver no país a prática de camping nômade e de caravanismo explorando com consciência o incrível POTENCIAL natural e climático brasileiro. "O campismo naturaliza o ser humano e ajuda a integrá-lo com a natureza."