01 de Janeiro >> Reveillon / Virada de Ano / Passagem de Ano

NOME: Reveillon / Virada de Ano / Passagem de Ano
CONFIGURAÇÃO: Ocidental (calendário gregoriano)
SIGNIFICADO (Resumido): Comemoração da passagem de um ano para outro
SIGNIFICADO PARALELO:  Não há. Também é dia de São Silvestre.
DATA: 31 de dezembro, passando passando 1º de janeiro

SIGNIFICADO: O Ano-Novo é um evento que acontece quando uma cultura celebra o fim de um ano e o começo do próximo. Todas culturas que têm calendários anuais celebram o “Ano-Novo”. A celebração do evento é também chamada reveillon, termo oriundo do verbo réveiller, que em francês significa “despertar”. A comemoração ocidental tem origem num decreto do governador romano Júlio César, que fixou o 1º de janeiro como o Dia do Ano-Novo, em 46 a.C. Os romanos dedicavam esse dia a Jano, o deus dos portões. O mês de Janeiro, deriva do nome de Jano, que tinha duas faces: uma voltada para frente e a outra para trás.

CONTEXTOS / HISTÓRICO

Réveillon é tempo de festa em qualquer lugar do Mundo, todos os povos festejam a passagem do ano velho e a entrada do que está por vir. Fogos, músicas ou banhos de mar, cada um comemora de um jeito diferente, e quando soa a meia noite, os pedidos são os mesmos: um ano melhor do que o passado, muito amor, boas notícias, paz, e, porque não, muitas viagens. As tradições também são sempre as mesmas, quem é que nunca comeu lentilha na ceia de Ano Novo ou guardou a rolha do champanhe depois de estourado? E os tradicionais três pulinhos exatamente no momento da virada? É claro que passar vestido de branco já virou obrigação. Quem está por fora das dicas de simpatias ou superstições, mas acha que não custa nada tentar seguir algum ritual para atrair sorte, vale a pena conhecer os principais deles. Para ter um Ano Novo com bastante dinheiro no bolso é preciso ficar atento para a receita que é bem simples. Chupe sete sementes de romã no momento da contagem regressiva e depois embrulhe-as num papel e guarde o pacotinho na carteira onde ficam suas notas de dinheiro, dizem que o resultado é garantido. Outras mandingas que todo mundo faz são comer três uvas exatamente à meia noite, fazendo um pedido para cada uma delas ou ficar em cima de um banquinho durante a contagem e logo depois descer com o pé direito. Já para quem deseja viajar bastante no próximo ano, deve colocar uma peça de roupa branca dentro da sua mala de viagens predileta, na manhã seguinte, vista a roupa e visite alguma atração turística de onde você estiver, quem fez confirma que dá certo. Agora que você já tem as dicas de como agir no momento da virada, falta saber onde comemorar e fazer sua festa da passagem. Vale lembrar que o momento é um dos melhores possíveis para aquela tão sonhada viagem. Não existe desculpas para deixar de conhecer aquele novo destino ou comemorar o Réveillon de forma diferente. As opções são inúmeras, além dos tradicionais pacotes de viagem, você poderá encontrar vários fretamentos que além de bom preço, podem ser divididos em até 10 parcelas, sem juros. Na seção Vitrine do Brasilviagem.com existe uma categoria só com alternativas para as viagens de Réveillon. Além disso, vários hotéis já incluem nos seus preços a festa e a ceia de Ano Novo e pelo portal é possível se fazer reserva on line, sem sair de casa, no maior conforto. A escolha não será muito difícil, em qualquer canto do país existem programações especiais para a passagem de ano, mas é claro que as festas tem estilos diferentes. Enquanto as do nordeste são embaladas pelo axé, música baiana e muita cerveja, no sul o que mais chama a atenção é a iluminação das cidades que desde o Natal se enfeitam para a passagem. E vai uma dica, estando por lá, não deixe de aproveitar para experimentar o espumante feito em Garibaldi no Rio Grande do Sul, a produção da bebida tem aumentado a cada ano, além de estar ganhando vários prêmios internacionais por sua qualidade. No sudeste as festas são mais tradicionais, shows de fogos, todo mundo vestido de branco e esperando a contagem regressiva para festejar. Não importa onde você esteja, o que interessa é passar a virada do ano da melhor maneira: viajando.

São Silvestre.

São Silvestre nasceu em Roma e foi ordenado pelo Papa São Marcelino durante a paz que precedeu as perseguições do imperador Diocleciano. Ele passou através desses anos de terror, e assistiu a abdicação de Diocleciano e de Maximiliano e assistiu ao triunfo de Constantino em 312. Dois anos mais tarde ele sucedeu a São Melquiades como Bispo de Roma. No mesmo ano, ele enviou quatro legatários para representa-lo no grande Concílio da Igreja Ocidental em Aries. Ele confirmou suas decisões naquele Concílio implementou-as na Igreja.

No Concilio de Nicaea, também reunido no seu reinado, no ano de 325, mas não podendo assistir devido a sua idade avançada, enviou seus legatários que encabeçavam a lista dos signatários dos seus decretos, precedendo assim aos Patriarcas da Alexandria e da Antiópia.

O Livro dos Pontífices “Liber Pontificalis” diz que ele era filho de um romano chamado Rufinus. Em 31 de janeiro de 314 ele foi eleito para a cadeira de São Pedro, sendo que poucos dias antes o Imperador Constantino, com o Edito de Milão dava permissão a existência do cristianismo. Ele teria conseguido isto por ser conselheiro e diretor espiritual de Constantino.

Diz a tradição que Constantino havia sido aconselhado pelo seu médico que a melhor maneira de curar a lepra seria se banhar no sangue de uma criança. Uma visão de São Pedro apareceu ao imperador, insistindo que o batismo nas mãos de São Silvestre seria a sua cura o que fez Constantino mudar de idéia e São Silvestre o batizou e o imperador se curou. Em gratidão deu as ilhas de Sicília e Córsega ao papado. Essas terra conhecidas como a ‘Doação de São Silvestre ” formaram a base do futuro Vaticano.

Constantino dou grandes terrenos em volta de Roma para a construção de basílicas e outros prédios. Os cristãos oravam em pequenas capelas ou as escondidas mas Silvestre imaginava uma Igreja grande de modo a conter todo o clero, bem como basílicas e cemitérios para os mais ilustres mártires.

Constantino deu ainda o Palácio Lateran para ser a residência do papa.

Na época muitos cristãos romanos olhavam com suspeita a legalização do cristianismo a qual marcava o fim de uma gloriosa tradição.

Deve ser lembrado que os cristão foram impiedosamente perseguidos no reinado de Diocleciano e de Maximiliano.

Na arte litúrgica da Igreja São Silvestre é mostrado com o Imperador Constantino, ou 2) cavalgando um dragão (símbolo do demônio na época), ou 3) com um anjo segurando uma cruz e um ramo de oliva (significando paz na Igreja),ou 4) com Santa Romana e finalmente 5)batizando Constantino.

É especialmente reverenciado em Pisa, Itália

Ele morreu em 335 DC.

Sua festa é celebrada em 31 de dezembro.

Em algumas cidades como Sao Paulo, sua festa é celebrada ainda com uma corrida que se chama a “Corrida de São Silvestre”.

Mais algumas considerações sobre São Silvestre e o Imperador Constantino:

O Arianismo se iniciou durante o pontificado de Silvestre. Arius, um padre de Alexandria começou a ensinar propostas duvidosas com relação ao mistério da Santíssima Trindade. Constantino ficou sabendo e enviou o Bispo Hosius de Cordova para investigar. Foi Constantino que encorajado por Hosius e pelo Episcopado Oriental que teve a iniciativa de conveniar o primeiro Concílio em Nicaea em 325DC. O Consílho foi atendido por cerca de 220 bispos quase todos orientais. Constantino presidiu e convidou Silvestre para dividir as honras, mas Silvestre permaneceu em Roma e enviou delegados a Nicaea. O bispo presidente Hosius de Córdova também representava o Santo Padre. O Consílho condenou a heresia de Arius . Não existe um registro formal que Silvestre confirmou a assinatura de seu delegados no Consilho.

Constantino:

O pai de Constantino, o Imperador Constantius Chlorus era negligente em aplicar os editos anti-cristãos. Humanitarismo e o realismo político eram as raízes de sua tolerância. Mesmo depois de 3 séculos de intolerância e perseguições sanguinárias o Cristianismo triunfava por todos os lados e até conseguira erigir uma casa em Roma! Assim seria mais fácil e mais sábio tolerar e até aceitar legalmente a nova fé. Era essa a situação herdada por Constantino.

Ele seriamente se preocupava se Deus existia e se Deus poderia ser Jesus. Esse problema pessoal para Constantino era de enorme seriedade e importância para Silvestre no contexto da Igreja da época.
Constantino herdou uma religião com 36 deuses e deusas, e tentou colocar certa ordem e ele decidiu abandonar o Olympus, por um só Deus com uma teologia bem mais sólida.

Lá pelos idos de 310 Constantino sonhava com um universo guiado por um só Deus. Uma misteriosa inteligência que dominava a todos os seres e em 312 ele tinha a impressão que o Deus dos cristãos, o único Deus da religião que resistia a todos os massacres, deveria ser o Deus que ele procurava.

Por um bendito milagre, em 10 de outubro daquele ano, um raro fenômeno astronômico era visível e ansioso para ler a mensagem de Deus ele não deixou de vê-lo. Os planetas Saturno, Marte, Júpiter e pequenas estrelas adjacentes formaram uma cruz no céu, que era como a cruz dos cristãos! Naquele dia Constantino entendeu que o signo dos cristãos era o signo do verdadeiro Deus que ele estava procurando.

Assim em 312 Constantino escreveu o Édito de Milão .O édito estipulava a liberdade de consciência e a liberdade do culto dos cristãos e a restituição dos bens confiscados dos cristãos pelo Estado.
Constantino decretou ainda que fosse devolvido os bens confiscados no Norte da África. No mesmo mês de Abril, ele deu ordens aos oficiais africanos em favor do clero cristão e a liberdade de construírem igrejas e santuários. No verão ele doou varias terras para várias igrejas especialmente para Roma. Em outubro ele concedeu a “munera civila” a todo o Clero da Igreja Católica .

Estudiosos e historiadores julgam que tudo isto não seria possível sem a influencia de São Silvestre e seus milagres. Silvestre faleceu antes de Constantino e foi enterrado em 31 de dezembro de 335 no Cemitério de Priscila na Via Salária. Sua tumba e epitáfio foram destruídos pelos Lombardes. A maior parte das relíquias foram trasladadas em 761 pelo Papa Paulo II para “San Silvester in Capite”, hoje a igreja nacional dos católicos ingleses em Roma.
Silvestre emitiu mais de 300 leis concernentes a justiça, igualdade e pureza evangélica durante seu reinado de 25 anos.

Igreja Oriental o celebra com o titulo de “Isapostole” que o iguala aos 12 apóstolos e comemora sua festa em 21 de maio.

 

COMPARTILHAR

CEO e Editor do MaCamp | Campista de alma de nascimento e fomentador da prática e da filosofia. Arquiteto por formação e pesquisador do campismo brasileiro por paixão. Fundador do Portal MaCamp Campismo sonha em ajudar a desenvolver no país a prática de camping nômade e de caravanismo explorando com consciência o incrível POTENCIAL natural e climático brasileiro. “O campismo naturaliza o ser humano e ajuda a integrá-lo com a natureza.”