SOSSEGO NO REVEILON? Passe as festas na Serra da Bocaina
 

Dica de viagem para quem busca paz, sossego e encontro com a natureza neste Reveillon.

Reveillon. Data suprema das festas para o turismo. A virada do ano é comemorada por todos e, juntamente ao Carnaval, é o feriado que mais leva turistas aos campings brasileiros. O litoral é sempre muito focado, principalmente nos Estados e Capitais do Sul, Sudeste e Nordeste.

Mas há quem busque nestas datas, a paz, o encontro com a natureza e a distância dos burburinhos e multidões buscando o silêncio para ouvir os encantos que a natureza pode reservar neste período de renovação.

Seguindo este tema de turismo bucólico é que o site MaCamp recomenda a região da Serra da Bocaina que reserva todos aqueles adjetivos aos amantes da interação com o meio ambiente.

A Serra da Bocaina é a cadeia de montanhas  que divide o litoral fluminense do vale do paraíba, bem no meio das capitais de São Paulo e do Rio de Janeiro. Com certa proximidade com o Parque do Itatiaia, o PARQUE NACIONAL DA SERRA DA BOCAINA foi criado não só pela preservação da natureza, mas porque esta poderia servir de escudo caso ocorresse um acidente nuclear em ANGRA I e II. Toda a história da colonização do Brasil está presente nesta região, que serviu para a exploração de caça e período do ouro e diamantes, abrindo caminhos e trilhas para a vazão das riquezas destinadas a Portugal. Caminhos estes que serviram para a chegada da era da cana de açúcar e depois o período do café em todo o Vale do Paraíba.

A mata atlântica tão castigada pelo progresso ainda resiste intacta em várias partes da região, sendo a maior extensão contínua deste ecossistema onde a fauna brasileira encontra refúgio e alimento para sua sobrevivência. Bichos como a preguiça, antas, macacos e algumas raras onças compõem sua preciosa mastofauna. Já entre as aves, encontram-se as ameaçadas de extinção: Gavião Pega-Macaco, a Hárpia e o Gavião-de-Penacho. O clima tropical super úmido possui período mais seco de maio a agosto que coincide com as temperaturas mais baixas.

Fazem parte deste destino, principalmente as cidades de São José do Barreiro e Bananal. A trilha do ouro é um passeio a parte aos aventureiros de plantão onde passam de 3 a 4 dias caminhando do alto da serra, a partir da cidade, até Paraty, no Litoral do Rio de Janeiro.

Você poderá chegar à região pelas Rodovias Presidente Dutra (BR-116) ou a famosa Rio-São Paulo (BR-101).

A cidade de Bananal é histórica e foi formada principalmente na época do café, onde ainda se conservam muitas das antigas fazendas agora abertas ao turismo. A própria rede globo já utilizou o casarão de um conhecido hotel-fazenda da cidade como cenário de várias novelas de época. Não deixe de conhecer a famosa “Pharmácia Popular”, conservadíssima farmácia imperial, a mais antiga em funcionamento do Brasil. A estação de trem também garante uma volta no tempo onde o transporte sobre trilhos imperava na sociedade brasileira.

DICA:

Mais do que conhecer as maravilhas da Serra da Bocaina, é se hospedar de forma literal junto à natureza, acampando no camping CHEZ BRUNA, encravado no alto da Serra, com natureza intacta e exuberante. Lá o turista contará com trilhas, rios e cachoeiras tornando os passeios quase infindáveis. Todo o charme do turismo rural está presente no estabelecimento, com passeios a cavalo, leite no curral e a deliciosa cozinha típica do campo. Os que lá visitam sempre aprovam e prometem retornar. CLIQUE E CONHEÇA O CAMPING CHEZ BRUNA

Já em São José do Barreiro existe o camping da Fazenda da Dona Esmeralda que também costuma resguardar o sossego mas não deixando de lado programações como a festa da virada e fogos do réveillon. O camping conta com piscina natural, áreas de lazer e trilhas para cachoeiras, além de um belo gramado para espalhar sua barraca e tralhas. CLIQUE E CONHEÇA O CAMPING D. ESMERALDA.


 

COMPARTILHAR
CEO e Editor do MaCamp | Campista de alma de nascimento e fomentador da prática e da filosofia. Arquiteto por formação e pesquisador do campismo brasileiro por paixão. Fundador do Portal MaCamp Campismo sonha em ajudar a desenvolver no país a prática de camping nômade e de caravanismo explorando com consciência o incrível POTENCIAL natural e climático brasileiro. "O campismo naturaliza o ser humano e ajuda a integrá-lo com a natureza."