Muito se pergunta sobre a necessidade ou não do tacógrafo nos Motor Homes, já que a maioria deles é construída sobre um chassi de caminhão. A resposta é simples: Não é obrigatório, mas é importante prestar atenção em sua documentação e principalmente se munir de informações para sair de viagem.

A Resolução CONTRAN nº 87 de 04/05/1999 trata especificamente do tacógrafo nos diversos veículos existente no território nacional, mas não substitui a resolução 14/1998 que exclui a obrigatoriedade do aparelho registrador de velocidade nos veículos que se enquadram na categoria “particular” e “sem transporte remunerado”. É exatamente aí que é preciso verificar se seu veículo de recreação está bem enquadrado e documentado como “Especial / Motor Casa” e com estes “salvo-condutos” listados acima.

Mais do que o uso do tacógrafo, é importante salientar que um motor home (ou motor-casa) é caracterizado perante a lei como – veículo automotor cuja carroçaria seja fechada e destinada a alojamento, escritório, comércio ou finalidades análogas. Portanto qualquer veículo automotor que tenha os fins recreativos que estamos acostumados a ver nos campings estão automaticamente caracterizados como tais e devem ser documentados assim para evitar problemas com a fiscalização nas estradas ou no momento de transferências de propriedade. Muitos são os motor homes construídos de forma particular ou mesmo os antigos fabricados pelas empresas bem conhecidas, mas que não saíam com a documentação como é exigida hoje.

 

COMPARTILHAR

CEO e Editor do MaCamp | Campista de alma de nascimento e fomentador da prática e da filosofia. Arquiteto por formação e pesquisador do campismo brasileiro por paixão. Fundador do Portal MaCamp Campismo sonha em ajudar a desenvolver no país a prática de camping nômade e de caravanismo explorando com consciência o incrível POTENCIAL natural e climático brasileiro. “O campismo naturaliza o ser humano e ajuda a integrá-lo com a natureza.”