Referências Antigas de Campismo >> Conheça nosso site clicando nos links do menu acima…

Tanto quanto a existência dos ônibus, sta designação está enraizada no conceito de carros ferroviários que no final do século dezoito ostentavam dentre os demais modais categoria de luxo no transporte terrestre.

A primeira “casa” sobre rodas surgiu no ano de 1886, inventada pelo britânico Gordon-Stables. Puxado por cavalos, o “The Wonderer” incorporava o luxo da primeira classe dos carros ferroviários da época, bem ao estilo vitoriano. (PALHARES, 2002, p.202)

Desde sua primeira menção histórica aos dias atuais, o conceito de luxo mantêm-se em voga na construção dos veículos recreacionais, em especial os motor-homes, que por oferecem maior período de estadia e acomodação necessitam de mais recursos. “Os veículos recreacionais (VR) são aqueles utilizados predominantemente em viagens de lazer para uso recreativo, em acampamentos e, eventualmente, até mesmo para moradias temporárias”. (PALHARES, 2002 p.). No caso dos motor-homes, se atribui uma característica a mais no veículo, oferecer propriedades que servem ao turismo de forma direta através de sua característica de acomodação.

2.1.1.    Veículo Recreacional sem propulsão própria

A principal característica distintiva dentre os veículos recreacionais se denota do uso de uma propulsão externa para a locomoção ou não, no caso de uma propulsão externa existem os campers e trailers, onde segundo a definição:

A Camper é um outro grande recurso veicular para se acampar. Trata-se de um módulo, com todos os recursos internos de um trailer, acoplado à caçamba de uma pick up sendo destacável para o uso livre do veículo. A grande vantagem é o uso livre da caminhonete, o preço relativamente baixo do conjunto e a possibilidade de se ter um veículo de recreio com tração 4X4 para viagens em locais de difícil acesso. (CAMPER, 2007)

Uma camper, oferece um acesso avançado a localidades de difícil acesso devido a aplicabilidade de uma propulsão motora com características avançadas.
Em diferenciando um trailer de um motor-home, a principal vantagem do motor-home se faz pela propulsão própria, assim não necessitando de veículos para reboque. ”TRAILER (ing) sm. – Reboque equipado com quarto, com cama, kitchenete, sanitário, etc., puxado por um automóvel, estaciona geralmente em campings. Sin.: Carro Reboque. (BRAGA, 2003, p.225). Assim oferecendo basicamente a mesma configuração interna de um motor-home.
Quanto a classificação, conforme Palhares (2002, p.) aponta se referindo à Recreation Vehicle Industry Association, (RIVA) sediada nos Estados Unidos, tais veículos são classificados de tal maneira,

Trailer para camping com cobertura (dobrável) – Combina as facilidades de se possuir uma tenda aberta durante o dia, oferecendo a possibilidade de dormir durante a noite com o veículo fechado. Alguns possuem também cozinha, copa, camas, chuveiros etc.
Trailer para caminhonete – Esta unidade pode ser fixada sobre a carroceria de uma caminhonete, sendo bastante conveniente para o seu proprietário, uma vez que ele pode utilizar o veículo com ou sem o trailer.
Trailer para viagem – Possui todos os confortos de uma casa, com a vantagem de poder ser desacoplado, permitindo o deslocamento do veículo sem o trailer. Podem ser expandidos, com um simples toque de botão, tomando-os ainda mais espaçosos.
Trailer para viagem com quinta roda – É um trailer mais espaçoso do que o modelo anterior, principalmente por apresentar dois níveis. O nível superior é geralmente composto por uma cama de casal, sob o qual fica o engate que requer uma caminhonete especial para ser tracionado.

Ao se tratar de veículos recreacionais que requerem tracionamento, pode-se classificar como os trailers e as campers, segundo aponta Palhares, os trailers podem ser tracionados por diversos veículos, já as campers necessitam uma caminhonete para que possam ser acomodados.
Além dos trailers e campers, existem ainda os motor-homes, que diferentemente dos casos apresentados anteriormente não necessitam um suporte, uma tração externa, tendo autonomia de locomoção por sua própria estrutura.

2.1.2.    Veículos Recreacionais com propulsão própria

Já com propulsão própria são os motor-homes e truck-homes, este último, menos utilizado, deriva de um chassi de caminhão para a montagem da unidade habitacional, proporcionando acesso a terrenos de difícil acesso.
Basicamente os veículos são classificados de acordo com sua capacidade de ocupação e engate.
Referindo-se ainda a RVIA, os motor-homes são classificados em três categorias.

Motorhome Tipo A – São os maiores modelos de VR, alguns podendo acomodar até dez pessoas. Possuem todos os requesitos de uma casa, tais como TV, vídeo cassete, máquina de lavar etc. Geralmente não requer habilitação espacial para ser dirigido.
Motorhome Tipo B – Também conhecido como furgão para camping. Inclui cozinha, banheiro e camas, podendo acomodar até quatro pessoas.
Motorhome Tipo C – É chamado também de mini-motorhome, sendo construído, geralmente, sobre o chassis de uma caminhonete. Apresenta as mesmas facilidades do modelo Tipo A, mas em versão reduzida. Além do quarto na parte traseira do veículo, possui uma cama acima da cabine de direção. (PALHARES, 2002, p.204)

Por possuírem propulsão própria, primariamente através de força motriz animal e evoluindo até os motores à explosão utilizados atualmente, os veículos recreacionais possuem a característica de possibilitar a estada de pessoas em seu interior por um período de tempo, utilizado em larga escala no mercado norte-americano, e em muitos casos até mesmo sendo utilizado como moradia, o motor-home tem a possibilidade de agregar em apenas um veículo o transporte e a acomodação necessária para uma viagem, oferecendo diversos níveis de conforto e configuração, de acordo com a necessidade de cada usuário.
Em se tratando de uma definição para tal veículo, temos:

Motorhomes, no caso dos veículos dotados com propulsão própria, geralmente são equipados com espaço para o preparo de alimentos e outro para que os viajantes possam dormir. Muitos possuem outras conveniências tais como água corrente, para ser utilizada na cozinha e no banheiro, além de energia elétrica. As versões mais luxuosas podem apresentar ar-condicionado, equipamentos de entretenimento e quaisquer outras utilidades existentes numa casa. (PALHARES, 2002, p.202)

Seguindo com a definição, Braga (2003, p. 170) acrescenta, “MOTOR-HOME (ing) s.m. – Veículo, tipo caminhão, equipado com instalações comuns a um trailer. Também usado: Mobile-house (ing). Trad.: Casa móvel.”. Se mostram um veículo com características apropriadas de uma residência, ou de um alojamento que em um único espaço mescla características e preceitos destinados ao lazer com a hospedagem, transporte e recreação que proporciona uma opção de viajante/hóspede, oferecendo uma flexibilidade ao turista que pode usufruir vários roteiros com a comodidade de uma mesma unidade habitacional. Resultando em um veículo recreacional.
Em favor de tal prática, “vantagens do ônibus: No caso de “charter”, mobilidade e flexibilidade, pois tem a liberdade de transladas-se para qualquer lugar e em qualquer momento. Não está sujeito a nenhum horário nem itinerário fixo”. (TORRE, 2002, p.88), em se transportando para o motor-home, e não o ônibus a flexibilização de itinerários é a mesma e as comodidades apresentadas são maiores que de um ônibus charter.
Dentro do mercado nacional existem diversas montadoras que trabalham com tal veículo, apesar de não serem conhecidas pelo grande público, em escala nacional, em pequenas regiões, e em associações tais veículos são comuns e até mesmo já foram produzidos em escala industrial por uma montadora veículos no Brasil.
Compreendendo uma demanda exigente e que preza pela qualidade na busca de destinos pouco conhecidos, pouco visitados, de grande potencial e com características que mereçam a atenção. Tais características são encontradas em todos os cantos do Brasil, do Oiapoque ao Chuí, passando por uma costa de praias famosas e desconhecidas também. Quanto a oferta de infra-estrutura apresentada em alguns locais que apresentam tais características ainda são precárias ou pouco desenvolvidas o que leva a necessidade de uma estrutura rápida e a principio não fixa para que a população local possa se acostumar com a idéia de pessoas visitando tal localidade.
De tal maneira o motor-home, pode oferecer as características de uma hospedagem enquanto alojamento em qualquer localidade que possua uma rodovia de acesso.

 

COMPARTILHAR
CEO e Editor do MaCamp | Campista de alma de nascimento e fomentador da prática e da filosofia. Arquiteto por formação e pesquisador do campismo brasileiro por paixão. Fundador do Portal MaCamp Campismo sonha em ajudar a desenvolver no país a prática de camping nômade e de caravanismo explorando com consciência o incrível POTENCIAL natural e climático brasileiro. "O campismo naturaliza o ser humano e ajuda a integrá-lo com a natureza."