A primeira semana da expedição já está animada, com direito a equipar a Kombi e pescar o seu próprio almoço… Mas Vanessa e Otaviano já “pegaram no batente” também.

 


 

O Casal “Vivendo Mundo Afora” já passou pelo Seminário Sagrado Coração de Jesus, em Corupá/SC; Parque Natural Braço Esquerdo, em São Bento do Sul/SC; Perimbó, em Petrolândia/SC e ainda passou na Duaron para instalar o toldo da MAria Eugênia. Agora sim a varanda está coberta. O quintal do tamanho do mundo ainda tem um abrigo na porta de casa. O MaCamp segue acompanhando esta viagem


Vanessa no comando da Maria Eugênia!


Acessórios pra Maria Eugênia encarar as estradas desse nosso Brasilzão afora!!


Parque Natural Braço Esquerdo, em São Bento do Sul/SC, ou parte dela


Seminário Sagrado Coração de Jesus, fica em Corupá/SC! Pensa em um jardim lindo e bem cuidado, vale muito a pena a visita!


Mais uma do Seminário Sagrado Coração de Jesus, em Corupá/SC


rolando uma pipoquinha no escritório

Marcos Pivari – Da Redação do MaCamp

SOBRE O PROJETO:

O casal que está junto desde 2012 resolveu dar uma guinada na “vida comum”. O espírito de aventura presente nos dois fez com que se virassem totalmente para o objetivo de rodar o mundo de carro. Buscar culturas e vivências e compartilhar com o mundo é a meta principal. Das dificuldades saiu a coragem e o elemento que mais pesa para a efetivação de um sonho desses, segundo os mais famosos aventureiros mundiais: Estipular a Data de Partida. 

Otaviano é Administrador de empresas. Gaúcho de nascimento é hoje um “Catarina” de Joinville. Na mesma cidade, juntos, mora Vanessa que nasceu em Garuva no mesmo Estado. A servidora pública curte esportes radicais e adora fotografar e escrever. Ambos encontraram no relacionamento o desejo comum de conquistar e “descobrir” o mundo fugindo da mesmice do cotidiano – algo que os dois não curtem. Viver o Mundo Afora foi a escolha.

A aventura “Mundo Por Terra” de Roy e Michelle foi a pedra fundamental. O encontro casual com o cartaz do livro publicado gerou a imediata compra e leitura que culminaria em uma longa conversa sobre “viajar o mundo”. O casal que “não consegue mesmo viver parado” logo decidiu pelo seu projeto e objetivo. Dalí pra frente veio o amadurecimento e planejamento do sonho.

Vanessa e Otaviano “largam” seus empregos para se dedicarem integralmente ao projeto. Suas atividades extras e complementares englobam algo que será muito explorado no projeto da viagem: Gravação e edição de fotos e vídeos com aplicação da nova tecnologia aérea – Os Drones. Quando a equipe do MaCamp conheceu o casal, eles desenvolviam inclusive um trabalho de filmagem aérea para um documentário de uma empresa do ramo de RV`s.

Um material a ser gravado durante toda a viagem é exatamente o diferencial desta aventura, que gerará imagens para documentários que tratam dos principais patrimônios naturais e culturais da humanidade (UNESCO). Esta busca pela preservação cultural do Brasil e do Mundo visa principalmente o acesso destas informações vistas de um ângulo diferente de forma livre na internet e com distribuição dos exemplares às escolas públicas do país.

A primeira fase do projeto será um giro pelo Brasil.

O VEÍCULO:

Para encarar este desafio levando a “casa nas costas”, nada melhor que uma saudosa Kombi. Carro mundialmente conhecido, de mecânica e manutenção fácil e com uma relação de peso X carga até hoje admirada. “Um carro de mil quilos que leva mil quilos”. Batizada de “Maria Eugênia”, a kombosa 2004 já está sendo preparada pelo próprio casal com direito a projeto 3D e aqueles choques de realidade comuns no mundo arquitetônico.

Para conferir tudo sobre o projeto, entre no site: www.vivendomundoafora.com.br

 

 

COMPARTILHAR

CEO e Editor do MaCamp | Campista de alma de nascimento e fomentador da prática e da filosofia. Arquiteto por formação e pesquisador do campismo brasileiro por paixão. Fundador do Portal MaCamp Campismo sonha em ajudar a desenvolver no país a prática de camping nômade e de caravanismo explorando com consciência o incrível POTENCIAL natural e climático brasileiro. “O campismo naturaliza o ser humano e ajuda a integrá-lo com a natureza.”