Responder a: Ushuaia de Trailer-Relato

#91448 Resposta
Capt.A330
Capt.A330
Participante

Buenas Stephan!
Nas minhas viagens mais longas, o cálculo que utilizo depende da bateria (duração da energia para a geladeira, luz e bomba); isto é, se consigo energia nos postos (sempre me ofereço para pagar a energia consumida, e se não cobram, pelo menos abasteço e faço compras na loja de conveniências/lanchonete, para expressar agradecimento), então pernoito em postos; se não consigo energia no posto, porquê não disponibilização ou porque a energia é de gerador próprio,como em alguns cantos distantes da Patagonia, então, pernoito em Camping, para ter uma noite de energia e poder recarregar a bateria.
Atualmente, com a placa fotovoltaica, minha capacidade de recarga é melhor, o que possibilita estender minha autonomia.
Voltando ao assunto de energia nos postos, vale a pena repetir que o posto NÃO é obrigado a me fornecer eletricidade, mesmo que abasteça com eles, e nunca, jamais, podemos ser grosseiros e mal-educados ao ponto de “exigir” energia, só porque abasteço lá, eles não tem obrigação nenhuma, e NUNCA podemos dar mau exemplo, pois outros caravanistas (e até eu mesmo) vamos precisar passar por lá de novo…inclusive isto já foi motivo de tópico ao respeito no MaCamp, e lembro dum vídeo muito bom de Jandir de Teresópolis falando ao respeito, onde Jandir faz questão de destacar à importância da educação ao solicitar energia, num tema muito bem abordado por Ele.
Então, basicamente, fico uns 90% em postos e 10% de pernoites em Campings, e ainda lembrando que na nossa viagem para a Patagonia com Thomas e Polini, ficamos em um Camping na ida e outro na volta, sendo ambos gratuitos, já que na Argentina, tem diversos Campings pertencentes aos Municípios, já que a pratica de Campismo por lá é bem difundida, e que mesmo muito simples na maioria dos casos, são seguros, com água e luz.
Abraços Stephan!

Dardo.

CLASSIFICADOS: