Motor Trailer 728×90

Responder a: Acamps Canela, Garopaba e Bombinhas – DEZ15

HOME Fóruns Campismo & Aventura Relatos de Viagens / Acampadas Acamps Canela, Garopaba e Bombinhas – DEZ15 Responder a: Acamps Canela, Garopaba e Bombinhas – DEZ15

#65685

Continuando…

Se no início havia dito que a viagem era ensaio, daqui pra frente vos digo que foi prévia, pois apenas rodamos o trivial.

De Balneário (BC) à Blumenau levamos pouco mais de uma hora (80km), ou seja, tivemos a tarde inteira pra percorrer os pontos de interesse.

Nos arredores da Vila Germânica achei um estacionamento e lava-jato, e não pensei duas vezes, encostei o conjunto, chamei o bacana e o indaguei: “amigão, da pra jogar uma água ai no carro/carretinha enquanto marco um dez ali na vila?”…e o sujeito: “claro senhor, deixa que vou caprichar”…show, aqui já matara dois coelhos, o carro estava uma porqueira danada, por dentro principalmente…enfim, circulamos no Centro Germânico tempo suficiente pra entrar nas lojinhas, bater umas fotos e tomar uma breja, óbvio (minguar na sede da Oktober seria o cúmulo, não ia me perdoar)…

20151205%252520%25252839%252529.jpg

Depois iniciamos o percurso do centro histórico pela praça Hercilio Luz (Museu da Cerveja) até a Prefeitura/Relógio das Flores…

Chegou a ‘lua’ e paramos num desses hotéis que ficam em postos (estilo Flecha), apenas pra pernoite.

20151205%252520%25252840%252529.jpg

Terça, 22/12 – Levantamos cedinho (coffee incluso) e começamos o retorno via Pomerode. Inevitável não parar logo na entrada pra clássica foto do pórtico sul (norte também!), depois uma pausa na Casa do Imigrante e por fim umas voltinhas de carro pra lá e pra cá em busca da tradicional linguiça alemã…em paralelo fomos apreciando as bonitas construções enxaimel!

20151205%252520%25252841%252529.jpg

Agora nos restava encarar a BR com vontade pois só tínhamos mais um objetivo a caminho de casa: Comer o famoso barreado de Morretes/PR (230km). Rodamos bem, voltamos pra 101 via Jaraguá/SC e descemos pela 277 administrada pela Ecovia (pedágio mais salgado que paguei, esse magoou).

Fomos em busca do Restaurante Madalozo, bem tradicional e indicado por vários guias estilo 4R, só que estava fechado. Pra nossa surpresa achamos outro simples mas aconchegante ao extremo, margeado pelo rio Nhundiaquara.

Putz, saímos lotados de tanta fartura, gostoso de mais esse tal de barreado, fora os acompanhamentos…

20151205%252520%25252842%252529.jpg

Pra subir optamos pela Estrada da Graciosa, favorecidos pela sua beleza…

Parecia tudo Ok pra retornarmos até que pintou mais uma escala (essa não programada)…minha avó esta perto de completar ‘noventinha’ e surgiu a chance de parar em Campinas/SP pra aquela visita de médico.

Em razão da distância (470km) acabou culminando em mais uma noite…

Quarta, 23/12 – A volta foi um filet (450km), cinco horinhas de Dutra até avistarmos a ponte do BRT, ai caiu a ficha (acabouuuuuuu)…misto de tristeza e felicidade, mas com a certeza de missão cumprida!

20151205%252520%25252843%252529.jpg

É companheiros, 2015 fechou a balança…agora é restabelecer o caixa e curtir os relatos dos que estão em trânsito nesse momento…certamente virão boas histórias da turma…

Resfriar 728×90