Resfriar 728×90

A coisa mais inteligente idealizada por essas grandes cidades no mundo foi a criação dessa modalidade turística. Nós elegemos esta opção como a mais eficiente e flexível. Permite que você conheça todos os pontos turísticos, embarcado e ao ar livre (2º. Andar desse ônibus), numa altura privilegiada em relação ao que se quer ver. Além disto, é possível desembarcar em certas paradas estratégicas, para se conhecer de perto determinadas atrações, podendo retomar o passeio do mesmo ponto. O passe para esse ônibus pode ser para um ou mais dias, conforme preferência ou disponibilidade pessoal. Durante o trajeto ainda tem o acompanhamento de um áudio-guia em diversas línguas, inclusive o português. Na maioria dos casos, português de Portugal. Muitas cidades dispõem de diversas linhas com esse propósito. O melhor disto, é que dá para ir intercalando de roteiro em determinadas paradas, sem pagar mais nada por isto. Bem, há a possibilidade de se conhecer a cidade amplamente, de forma cômoda e eficiente. Quando se está cansado, fica no ônibus ouvindo as explicações de detalhes históricos e turísticos, passeando e curtindo um ventinho. Lógico, tirando muitas fotos também. Outra coisa que tem de vantagem é que, geralmente, a empresa que administra esses ônibus possui alguns convênios com museus, casas de shows, parques, etc., dando direito a descontos. Quando for utilizar esses outros serviços conveniados, basta apresentar os vales-desconto que recebeu na compra do bilhete do próprio ônibus. Receberá também, um mapa com a descrição e a localização dos pontos turísticos apontados na rota do ônibus e fones de ouvido para poder se conectar ao áudio-guia, que estará te aguardando num dos acentos que escolher. Basta plugar-se e selecionar o canal do seu idioma preferido. Só não se pode esquecer na hora do desembarque, por um instante de distração ou empolgação, ir levantando e saindo… Podemos até sentir um puxão nas orelhas… Imaginando ser um peixe fisgado ou alguém tentando nos impor uma conduta disciplinar… Nada disto. Muitas vezes se esquece de retirar os fones dos ouvidos e desconectá-lo também. Putz! Dá nada… Manda aquele sorriso amarelo pautado e segue-se o baile… Se arrebentou, tomara que não as orelhas e, sim, os fones, pede ao condutor ou ao seu auxiliar um outro. Está no pacote. hehehe… Outra coisa, se ouvir um grunhido que vem de fora da gravação que está ouvindo, mais ou menos assim: “… seat down, my friend! Please…”. Talvez seja contigo mesmo. Alguém querendo levantar e tirar uma foto também. É a lei da convivência. Às vezes a gente “sai da casinha” e não se dá conta da ocupação de espaço…hehehehe
Passeamos por toda a Madri: Porta do Sol, Gran Via, Plaza Maior, Plaza Espanha, Palácio Real, parques, fontes, prédios com uma arquitetura maravilhosa, arcos, estádio do Real Madri, “museo del jamon”, torres, Plaza de toros, etc. Durante o dia e depois a noite também. Pois, sabem como é, uma coisa vista com a luz do dia é uma visão, mas a noite, com a iluminação artificial e proposital… Bah! Que coisa linda, que efeitos… Ao final, podres de cansaço, descemos do ônibus, localizamos uma estação do metro e voltamos até aonde havíamos deixado o motor-home estacionado. Com uma sensação e pensamento apreensivos:
_ Será que o carro vai estar ainda lá, intacto?

 Deusdeth Waltrick Ramos

ACHR Seguros 728×90
CEO e Editor do MaCamp | Campista de alma de nascimento e fomentador da prática e da filosofia. Arquiteto por formação e pesquisador do campismo brasileiro por paixão. Fundador do Portal MaCamp Campismo sonha em ajudar a desenvolver no país a prática de camping nômade e de caravanismo explorando com consciência o incrível POTENCIAL natural e climático brasileiro. "O campismo naturaliza o ser humano e ajuda a integrá-lo com a natureza."