Um motor home zero quilômetro se acidentou nesta segunda-feira (01 de julho) no quilômetro 504 da Rodovia BR-376. O primeiro modelo que acabou de ser lançado tombou na estrada após o motorista, vencido pelo cansaço, ter cochilado ao volante. Com apenas danos materiais na lateral esquerda do veículo de recreação, os danos materiais foram considerados leves para a ocorrência, não deixando vítimas nem no carro e nem a terceiros.

O Cliente morador de Londrina-PR se dirigiu a Timbó-SC de ônibus no último final de semana para ir buscar seu novo Motor Home, chegando na fábrica no domingo de tarde. No mesmo dia pegou o veículo e se dirigiu de volta, parando em Joinville para pernoitar. Já em Ponta Grossa, ainda muito cansado cochilou ao volante saindo pela esquerda da rodovia que possui uma valeta de separação das pistas. Sem condições de retomada, tombou na via contrária.

De acordo com o motorista, apenas a lataria e as janelas foram danificadas, sem danos ao interior do veículo. “Dei uma cochilada e quando vi já havia saído da pista. Tentei voltar mas a grama não me deixou mais. A polícia rodoviária e o guincho do pedágio retiraram o motor home da valeta.”

O Grupo FUN, fabricante do Modelo Legend, procurada por nossa redação, informou que está dando todo o suporte para o cliente, cujo contato foi mantido constante desde o momento após o acidente. “Apurado junto ao cliente, os danos materiais foram poucos diante da magnitude do acidente. A parte interna da casa ficou praticamente intacta e sem danos. Apenas a parte externa da lataria do furgão precisará de reparo de funilaria e pintura. Diante disso, atestamos a qualidade da nossa montagem sendo robusta e segura, tanto da casa como da estrutura da cúpula superior. Em breve o veículo será consertado e nosso cliente poderá aproveitar a vida viajando no Legend.”

Recomenda-se a todos os campistas que, ao menor sinal de cansaço façam uma parada para descanso. Aproveite que está em casa! MAnter o veículo sempre revisado também é fundamental.

(fotos de Sidnei Queiroz Qra Pocateia - Facebook)

 

Já instalou nosso APP? Notícias e guia de campings e pontos de apoio no seu celular.

 

 

 

 

Avatar
CEO e Editor do MaCamp | Campista de alma de nascimento e fomentador da prática e da filosofia. Arquiteto por formação e pesquisador do campismo brasileiro por paixão. Fundador do Portal MaCamp Campismo sonha em ajudar a desenvolver no país a prática de camping nômade e de caravanismo explorando com consciência o incrível POTENCIAL natural e climático brasileiro. "O campismo naturaliza o ser humano e ajuda a integrá-lo com a natureza."

5 COMENTÁRIOS

  1. Bom dia!
    O acidente foi comigo e, realmente, os danos internos foram poucos. É claro que com o impacto os móveis sofreram uma pequena alteração e precisam ser reposicionados. Nada quebrou internamente, inclusive uma bandeja de ovos.
    Lamento o serviço da CCR, cuja imperícia do pessoal do guincho ficou estampada, visto que quando o motorhome já estava de pé houve uma queda (deixaram o cabo de aço soltar do gancho). Esse episódio, certamente, dobrou os danos materiais. Um outro problema na pista é o gramado no barranco (canteiro central). No mesmo dia, em São Luiz do Purunã, houve um tombamento de um caminhão. A grama é fatal. Mesmo dano uma piscada, tentei por 60 metros trazer o carro para a rodovia e não foi possível em virtude da grama. Acrescento, ainda, que nesse trecho da BR 376 já aconteceram muitos acidentes fatais, dos quais algumas pessoas eu conhecia. Gracas a DEUS estava num carro mais pesado.
    Gostaria de agradecer o policial rodoviário federal que me atendeu e que vinha em sentido contrário e, de pronto, parou o veículo. Com certeza, não fosse a sua intervenção, teríamos uma tragédia. Não tenho dúvida nenhuma que foi DEUS quem colocou esse anjo na minha frente. Salvou a minha vida. O motorhome dá para consertar. A vida não teria jeito.
    Aproveito, também, para isentar o Grupo FUN de qualquer tipo de responsabilidade. Quero agradecer o Leônidas, o Fernando, o Ferrari e a Ivete. Pessoas maravilhosas.

  2. Parabéns Fernando pela conduta, de mesmo sem obrigação, esclarecer os fatos e isentar todos que não tiveram culpa! Felizmente somente danos materiais. Desejo que aproveite muito sua vida de campista com essa bela máquina, que com certeza vai lhe trazer muitas alegrias! Fica o alerta para todos nós com relação ao cansaço. Abraço Moisés

  3. Obrigado, Moisés. Realmente, deve-se levar essa mensagem para todos os motorhomeiros do Brasil. O cansaço, sem dúvida, pode resultar num apagão total. Felizmente, estava sozinho no motorhome.
    Registro minha crítica apenas em relação a falta de cuidado dos guincheiros que, amadoristicamente, deixaram cair o motorhome quando ele já estava praticamente no acostamento. Reclamei pela imperícia desse dois ou três funcionários e resposta foi essa: “por que você não contratou um guincho particular?”. Absurdo tal afirmação quando aqui no PR se paga o pedágio mais caro do Brasil. Com certeza, essa queda aumentou o prejuízo material em 150%. Mas, como você falou Moisés, os danos foram materiais e, portanto, devo dar gracas ao TODO PODEROSO por, naquele momento, se fazer presente naquele policial rodoviário federal que merece toda a minha gratidão.

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here