Em um mundo preocupado com questões de emissões de gases e energias renováveis, os carros elétricos são cada vez mais uma realidade. Movidos a baterias e podendo ser recarregados em casa ou fora dela, a tecnologia avança para garantir que potência e autonomia se equiparem e até ultrapassem os veículos comuns a combustão. Mas como fica o mundo do trailismo neste cenário? Teriam energia extra para serem capazes de rebocar nossos trailers? Uma associação na Noruega fez este teste. No Brasil já temos um grande preconceito quanto a carros a gasolina ou com o cambio automático, o que aos poucos vai sendo desmistificado.

Em um país avançado nesta produção, escolheu três modelos de carros de passeio movidos a bateria e engatou neles três reboques iguais de 1.160kg para percorrer um trecho de relevo variado de 1.381km. Os Carros: Tesla Model X Long Range, Audi e-tron 55 quattro e o Mercedes EQC 400.

Em grande parte dos trechos foi usado o controle de cruzeiro adaptativo e o modo econômico dos carros também era preferencialmente utilizado. Os trailers iguais de 6,6m de comprimento estavam ali engatados.

CONCLUSÃO: Resumidamente, podemos dizer que os carros elétricos rebocam com maestria os trailers e não são impeditivos. Aqui neste artigo não nos apegaremos em dados técnicos, pois este realmente não é o objetivo do MaCamp. Assim como defendemos que carros de passeio mais simples são são impedimento para se ter um trailer, por mais que possa significar uma ou outra limitação, os carros elétricos também são perfeitamente capazes de tracionar nossas casas “rodantes”. Sobre o consumo, o aumento se deu entre 50% e 61% de energia elétrica, o que está longe de comparações de custos em relação ao petróleo, mas bastante condizente com o consumo em porcentagem. Na margem de hiper segurança, quem testou prefere considerar um aumento de 80 a 90% de consumo de energia para não ficar na mão nem mesmo nas enormes serras e localidades distantes. Se você quiser ver o teste na íntegra, acesse aqui.

 

2 COMENTÁRIOS

  1. “No Brasil já temos um grande preconceito quanto a carros a gasolina ou com o cambio automático, o que aos poucos vai sendo desmistificado.” na verdade isso vem de fábrica, ex. Aircros com câmbio automático consta no manual que não pode rebocar nada, já o câmbio manual pode, então isso vem por orientação da montadora e isso alimenta o folclore de quem coloca tudo no mesmo balaio e fala: “câmbio automático não pode”, o que é mentira, tem casos e casos.

    • Na verdade Andreson, vem da fábrica aqui no Brasil, mas nada a ver com o ato de rebocar em si, mas sim pela cultura ainda fraca. Existem carros de montadoras que (o mesmo modelo) na Europa declara mais de 3Mil kg para reboque e aqui no Brasil zero. Porque se lá eles limitarem, significa menos vendas…… Aqui muitos carros com cambio manual também não permitem reboque. Quem sabe em breve isso tudo muda e as montadoras, assim como na Europa, brigarão para elevar suas capacidades correndo atrás de suas vendas…… abraços

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here