Em busca da casa móvel

Visualizando 10 posts - 21 até 30 (de 372 do total)
  • Autor
    Posts
  • #58396
    GustavoN
    Bloqueado

    Seguindo a história então, enquanto o negócio da camionete era fechado fomos em busca de trailers locais para conhecermos melhor um exemplar por dentro. Encontramos apenas um único Turiscar a venda na cidade, um Rubi. O anúncio informava que havia sido reformado a pouco para uso próprio, mas o dito ficou parado após a reforma esperando por um pouco de ação. Agendamos então a visita por telefone com o Venâncio para ver o candidato ao vivo. Antes de irmos, conversei com minha esposa para prepará-la para ver algo que não estaria nas condições que gostaríamos. O dia novamente estava quente, e apesar do anúncio informar uma reforma, o valor estava baixo, então não esperava encontrar algo em um estado fantástico. Seria problemático para nós se a primeira impressão prática sobre trailers fosse traumática. Pedi então que direcionassemos nossa atenção para fatores que seriam constantes e independentes do estado: o espaço interno, a acomodação dos móveis, o tamanho da mesa, e assim por diante. Na visita fomos inicialmente recepcionados pelo pai do Venâncio, que havia sido o principal usuário do trailer, e logo em seguida chegou o Venâncio para nos mostrar os detalhes. O trailer era um Rubi, do modelo antigo que ainda tinha o janelão na frente. O estado geral era razoável: [attachment=5216] [attachment=5217] Mas haviam algumas coisas mais complicadas para serem resolvidas, provavelmente resultado de ter ficado na rua por muito tempo: [attachment=5218] [attachment=5219] De qualquer forma, como combinamos procuramos prestar mais atenção no espaço interno e disposição geral das coisas, para melhorar nossa ideia do que buscavamos. O espaço era bom, mas o ideal seria se houvesse uma terceira cama além da de casal e da mesa da sala, para podermos acomodar o rapazinho sem comprometer a mesa principal para nosso uso. Fora isso, ambos achamos que nos sentiríamos bem dentro de um ambiente renovado naquele formato. Ao final da visita, questionei sobre sua experiência enquanto criança nesse mundo dos passeios com a casa a reboque, e a resposta foi totalmente positiva. Encorajador para nós que estamos prestes a colocar nosso filho no mesmo rumo. Como parte desse papo, também recebemos mais uma dica sobre o “esconderijo” dos trailers e motorhomes em nossa cidade. De outras conversas, já sabiamos que havia um estacionamento em alguma parte da cidade que muitos proprietários utilizavam para esse fim, mas não sabiamos onde. O Venâncio também não tinha o endereço, mas tinha ouvido falar que ficava perto de uma determinada região da cidade. Com essa dica fui até a região, e começei a perguntar em pontos próximos (postos, etc) se sabiam onde ficava, até que achei. Não era exatamente um estacionamento, mas sim um galpão antigo, e o ponto realmente é um tanto escondido, o que justifica as pessoas com quem tinhamos contato não saberem dizer ao certo onde é. Mesmo tendo visitado, eu mesmo não sei dizer o endereço. Teria que explicar como chegar. O visual do local é legal: [attachment=5220] Infelizmente, está lotado. Tem até trailer sobrando que tem que ser manobrado para tirar o de trás. Lá bati um papo com o Carlinhos, que cuida o local, com o Eduardo, dono de um Turiscar Eldorado que fica lá, e com o Oliveira, dono de um antigo motorhome Turiscar que dorme lá também. Na conversa, um deles ficou impressionado que tinhamos a idéia de rebocar um trailer de maior porte com uma S10, pois acreditava que trailers de dois eixos eram mais instáveis, segundo experiência própria rebocando um desses há tempos atrás, e também que a S10 não era potente o suficiente. Respondi que esses detalhes não parecem corretos, e que embora um novato nesse mundo, nas pesquisas que fiz (e pela lógica) os trailers de dois eixos são mais estáveis, e que provavelmente a experiência dele havia sido com um trailer da Karmann Ghia com uma suspensão comprometida, e informei que a nova S10 tem potência e torque razoáveis. Ele confirmou que havia sido um trailer da Karmann Ghia, mas permaneceu incrédulo sobre a potência da S10 ser adequada. Fazer o quê? No todo muito boas conversas, e gostamos de ter conhecido o Rubi e seus donos. Precisavamos ver mais trailers. Continua…

    #58397
    GustavoN
    Bloqueado

    Seguindo a história então, enquanto o negócio da camionete era fechado fomos em busca de trailers locais para conhecermos melhor um exemplar por dentro. Encontramos apenas um único Turiscar a venda na cidade, um Rubi. O anúncio informava que havia sido reformado a pouco para uso próprio, mas o dito ficou parado após a reforma esperando por um pouco de ação. Agendamos então a visita por telefone com o Venâncio para ver o candidato ao vivo. Antes de irmos, conversei com minha esposa para prepará-la para ver algo que não estaria nas condições que gostaríamos. O dia novamente estava quente, e apesar do anúncio informar uma reforma, o valor estava baixo, então não esperava encontrar algo em um estado fantástico. Seria problemático para nós se a primeira impressão prática sobre trailers fosse traumática. Pedi então que direcionassemos nossa atenção para fatores que seriam constantes e independentes do estado: o espaço interno, a acomodação dos móveis, o tamanho da mesa, e assim por diante. Na visita fomos inicialmente recepcionados pelo pai do Venâncio, que havia sido o principal usuário do trailer, e logo em seguida chegou o Venâncio para nos mostrar os detalhes. O trailer era um Rubi, do modelo antigo que ainda tinha o janelão na frente. O estado geral era razoável: [attachment=5216] [attachment=5217] Mas haviam algumas coisas mais complicadas para serem resolvidas, provavelmente resultado de ter ficado na rua por muito tempo: [attachment=5218] [attachment=5219] De qualquer forma, como combinamos procuramos prestar mais atenção no espaço interno e disposição geral das coisas, para melhorar nossa ideia do que buscavamos. O espaço era bom, mas o ideal seria se houvesse uma terceira cama além da de casal e da mesa da sala, para podermos acomodar o rapazinho sem comprometer a mesa principal para nosso uso. Fora isso, ambos achamos que nos sentiríamos bem dentro de um ambiente renovado naquele formato. Ao final da visita, questionei sobre sua experiência enquanto criança nesse mundo dos passeios com a casa a reboque, e a resposta foi totalmente positiva. Encorajador para nós que estamos prestes a colocar nosso filho no mesmo rumo. Como parte desse papo, também recebemos mais uma dica sobre o “esconderijo” dos trailers e motorhomes em nossa cidade. De outras conversas, já sabiamos que havia um estacionamento em alguma parte da cidade que muitos proprietários utilizavam para esse fim, mas não sabiamos onde. O Venâncio também não tinha o endereço, mas tinha ouvido falar que ficava perto de uma determinada região da cidade. Com essa dica fui até a região, e começei a perguntar em pontos próximos (postos, etc) se sabiam onde ficava, até que achei. Não era exatamente um estacionamento, mas sim um galpão antigo, e o ponto realmente é um tanto escondido, o que justifica as pessoas com quem tinhamos contato não saberem dizer ao certo onde é. Mesmo tendo visitado, eu mesmo não sei dizer o endereço. Teria que explicar como chegar. O visual do local é legal: [attachment=5220] Infelizmente, está lotado. Tem até trailer sobrando que tem que ser manobrado para tirar o de trás. Lá bati um papo com o Carlinhos, que cuida o local, com o Eduardo, dono de um Turiscar Eldorado que fica lá, e com o Oliveira, dono de um antigo motorhome Turiscar que dorme lá também. Na conversa, um deles ficou impressionado que tinhamos a idéia de rebocar um trailer de maior porte com uma S10, pois acreditava que trailers de dois eixos eram mais instáveis, segundo experiência própria rebocando um desses há tempos atrás, e também que a S10 não era potente o suficiente. Respondi que esses detalhes não parecem corretos, e que embora um novato nesse mundo, nas pesquisas que fiz (e pela lógica) os trailers de dois eixos são mais estáveis, e que provavelmente a experiência dele havia sido com um trailer da Karmann Ghia com uma suspensão comprometida, e informei que a nova S10 tem potência e torque razoáveis. Ele confirmou que havia sido um trailer da Karmann Ghia, mas permaneceu incrédulo sobre a potência da S10 ser adequada. Fazer o quê? No todo muito boas conversas, e gostamos de ter conhecido o Rubi e seus donos. Precisavamos ver mais trailers. Continua…

    #58399
    Andre Americana
    Participante

    Muito bom…sinto que logo logo teremos fotos do equipamento já comprado!!

    #58409
    Joao Maia
    Participante

    Para os interessados, segue um livro interessante sobre como converter uma van em uma casa móvel. http://www.sprinter-rv.com/sprinter-rv-conversion-sourcebook/ [hr] Alguns livros na amazo.com sobre como converter veículos em motorhomes http://www.amazon.com/s/ref=nb_sb_noss?url=search-alias%3Daps&field-keywords=Sprinter+RV+Conversion+Sourcebook

    #58411
    GustavoN
    Bloqueado

    Estamos quase lá, Andre. :-) Depois da visita local, começamos a planejar um tour para visitar vários trailers usados. Como esperado, a maior concentração de veículos no estado fica na volta de Porto Alegre, então fizemos uma lista inicial de veículos interessantes que gostariamos de ver durante um final de semana estendido. Além disso, duas das principais empresas de trailers do estado, a Sinostrailer e a Casa do Camping, ficam ao lado de Porto Alegre em Novo Hamburgo e São Leopoldo respectivamente, então incluímos ambas no tour também. Enquanto preparavamos a rota do tour e faziamos a filtragem da lista, acabamos percebendo que três dos trailers semi-novos que gostariamos de ver na verdade estavam sendo anunciados pela Casa do Camping e pela Sinostrailer, e vimos também que haviam trailers usados anunciados pela Sinostrailer em excelente estado, e que provavelmente estariam em estado no mínimo equivalente ao que achariamos no mercado fora dali. Com isso, acabamos fazendo uma filtragem mais radical para otimizar nosso tempo, e resolvemos visitar somente a Sinostrailer e a Casa do Camping, nessa ordem. Se não achassemos algo usado interessante em nenhuma das duas, já poderiamos conversar sobre a construção de um novo na Casa do Camping com todas as possibilidades em mente. E assim o fizemos. Passamos um final de semana com amigos na região, e na segunda-feira fomos até a Sinostrailer para conversar. Fomos incrívelmente bem recebidos pela Elisa e pelo Paulo. Além do profissionalismo evidente, o casal nos fez sentir em casa, com direito a chimarrão e tudo. Explicamos que gostariamos de ver trailers entre 6 e 7 metros em bom estado, e a Elisa rapidamente fez uma seleção das chaves mais adequadas para uma caminhada no patio. Começamos por um Turiscar Vila Rica Residence 94: [attachment=5224] [attachment=5225] [attachment=5226] Gostamos muito desse. Precisaria de algum retoque para deixá-lo com a nossa cara, mas parecia um candidato razoável a se tornar nossa casa móvel. Em seguida fomos ver um Turiscar Diamante Club 95, também em ótimo estado: [attachment=5227] [attachment=5228] [attachment=5229] Também pareceu um bom candidato. Os preços eram semelhantes, e as coisas que gostariamos de arrumar também, então ainda ficamos mais inclinados ao Vila Rica que tinhamos visto antes, pelo espaço. Dando mais uma volta no patio também tivemos a sorte de poder ver algumas outras curiosidades. Por exemplo, esse trailer ficou embaixo d’água em torno de um mês nas enchentes que houveram em São Lourenço do Sul no RS, e está sendo refeito praticamente do zero: [attachment=5230] [attachment=5231] E esse outro estava sendo pintado: [attachment=5232] Também havia esse trailer no meio da loja que estava sendo refeito do zero. Segundo o Paulo, era originalmente Turiscar Vila Rica do qual foi aproveitado só o chassis. O objetivo inicial era para uso próprio, então ele tem uma série de particularidades como ser um pouco mais alto que o normal, uma porta mais larga, e o objetivo é utilizar fibra ao invés de alumínio: [attachment=5233] [attachment=5234] [attachment=5235] [attachment=5236] [attachment=5237] Após o início dos serviços, o Paulo acabou conseguindo um Imperial em bom estado para uso próprio, e mudou o plano incial. Os serviços nele continuam, mas mais devagar. Além dos trailers, o outro fato que chamou a atenção era o número alto de motorhomes no patio. Alguns estavam a venda, mas muitos estavam lá para manutenções diversas, e uma boa parte dos donos destes queriam seus veículos de volta para os passeios de Pascoa. Após o tour na Sinostrailer, haviam mais dois trailers que gostariamos de ver e que não estavam no patio. Um deles não conseguiriamos ver no dia, mas o outro estava por perto e resolvemos visitá-lo com a companhia do Paulo: [attachment=5238] Infelizmente não tirei fotos internas dele, mas está em muito bom estado, incluindo dois ar condicionados split, aquecedor a gás, e outras modificações que a própria Sinos fez. Possivelmente em condições de colocar na estrada e viajar. Por outro lado, o preço está um pouco elevado, acompanhando o estado do trailer. Era mais uma possibilidade a ser pensada. E assim encerramos a visita a Sinostrailer, com um pouco de pressa a essa altura pois a tarde estava indo embora e ainda queriamos ter um bom tempo de conversa na Casa do Camping. Ao sairmos, conversamos entre nós o quanto gostamos dessa visita. É raro hoje em dia ver empresas com pessoas tão simples e simpáticas, e independente de onde comprarmos nosso trailer, já sabemos onde queremos fazer a manutenção dele. Na próxima conto sobre nossa visita a Casa do Camping.

    #58412
    GustavoN
    Bloqueado

    Estamos quase lá, Andre. :-) Depois da visita local, começamos a planejar um tour para visitar vários trailers usados. Como esperado, a maior concentração de veículos no estado fica na volta de Porto Alegre, então fizemos uma lista inicial de veículos interessantes que gostariamos de ver durante um final de semana estendido. Além disso, duas das principais empresas de trailers do estado, a Sinostrailer e a Casa do Camping, ficam ao lado de Porto Alegre em Novo Hamburgo e São Leopoldo respectivamente, então incluímos ambas no tour também. Enquanto preparavamos a rota do tour e faziamos a filtragem da lista, acabamos percebendo que três dos trailers semi-novos que gostariamos de ver na verdade estavam sendo anunciados pela Casa do Camping e pela Sinostrailer, e vimos também que haviam trailers usados anunciados pela Sinostrailer em excelente estado, e que provavelmente estariam em estado no mínimo equivalente ao que achariamos no mercado fora dali. Com isso, acabamos fazendo uma filtragem mais radical para otimizar nosso tempo, e resolvemos visitar somente a Sinostrailer e a Casa do Camping, nessa ordem. Se não achassemos algo usado interessante em nenhuma das duas, já poderiamos conversar sobre a construção de um novo na Casa do Camping com todas as possibilidades em mente. E assim o fizemos. Passamos um final de semana com amigos na região, e na segunda-feira fomos até a Sinostrailer para conversar. Fomos incrívelmente bem recebidos pela Elisa e pelo Paulo. Além do profissionalismo evidente, o casal nos fez sentir em casa, com direito a chimarrão e tudo. Explicamos que gostariamos de ver trailers entre 6 e 7 metros em bom estado, e a Elisa rapidamente fez uma seleção das chaves mais adequadas para uma caminhada no pátio. Começamos por um Turiscar Vila Rica Residence 94: [attachment=5224] [attachment=5225] [attachment=5226] Gostamos muito desse. Precisaria de algum retoque para deixá-lo com a nossa cara, mas parecia um candidato razoável a se tornar nossa casa móvel. Em seguida fomos ver um Turiscar Diamante Club 95, também em ótimo estado: [attachment=5227] [attachment=5228] [attachment=5229] Também pareceu um bom candidato. Os preços eram semelhantes, e as coisas que gostariamos de arrumar também, então ainda ficamos mais inclinados ao Vila Rica que tinhamos visto antes, pelo espaço. Dando mais uma volta no patio também tivemos a sorte de poder ver algumas outras curiosidades. Por exemplo, esse trailer ficou embaixo d’água em torno de um mês nas enchentes que houveram em São Lourenço do Sul no RS, e está sendo refeito praticamente do zero: [attachment=5230] [attachment=5231] E esse outro estava sendo pintado: [attachment=5232] Também havia esse trailer no meio da loja que estava sendo refeito do zero. Segundo o Paulo, era originalmente um Turiscar Vila Rica do qual foi aproveitado só o chassis. O objetivo inicial era para uso próprio, então ele tem uma série de particularidades como ser um pouco mais alto que o normal, uma porta mais larga, e o objetivo é utilizar fibra ao invés de alumínio: [attachment=5233] [attachment=5234] [attachment=5235] [attachment=5236] [attachment=5237] Após o início dos serviços, o Paulo acabou conseguindo um Imperial em bom estado para uso próprio, e mudou o plano incial. Os serviços nele continuam, mas mais devagar. Além dos trailers, outro fator que chamou atenção era o número alto de motorhomes no pátio. Alguns estavam a venda, mas muitos estavam lá para manutenções diversas, e uma boa parte dos donos destes queriam seus veículos de volta para os passeios de Páscoa, então a atividade era grande. Após o tour no pátio da Sinostrailer, ainda haviam mais dois trailers anunciados por eles que gostariamos de ver e que não estavam no pátio. Um deles não conseguimos agendar, mas o outro estava por perto e resolvemos visitá-lo com a companhia do Paulo: [attachment=5238] Infelizmente não tirei fotos internas dele, mas está em muito bom estado, incluindo dois ar condicionados split, aquecedor a gás, e outras modificações que a própria Sinostrailer fez. Possivelmente em condições de colocar na estrada e viajar no ato. Por outro lado, o preço está um pouco elevado, acompanhando o estado do trailer. Era mais uma possibilidade a ser pensada. E assim encerramos a visita a Sinostrailer, com um pouco de pressa a essa altura pois a tarde estava indo embora e ainda queriamos ter um bom tempo de conversa na Casa do Camping. Ao sairmos, conversamos entre nós o quanto gostamos dessa visita. É raro hoje em dia ver empresas com pessoas tão simples e simpáticas, e independente de onde comprarmos nosso trailer, já sabemos onde queremos fazer a manutenção dele. Na próxima conto sobre nossa visita a Casa do Camping.

    #58424

    Que saga! muito boas suas observaçoes e ponderaçoes! parabens, continuo acompanhando. abraço, Henrique.

    #58435
    evandroschenato
    Participante

    Parece a minha história, aguardo o desfecho, pois até agora fiz tudo bem parecido, mas como não decidi (estou no meio do processo))) inclusive a camionete já adquiri. Uma l200

    #58441
    Edintruder
    Participante

    Evandro, bem vindo ao fórum. Sobre a tua caminhonete, essa L200 é a Triton? Para puxar um trailer pesado, a L200 puxa tranquilo, mas se for das antigas 2.5, se for automática é bom tomar alguns cuidados para evitar superaquecimentos.

    #58445
    evandroschenato
    Participante

    Ela é 2.5 mas manual, pois tinha me informado sobre isto. Só não sei a capacidade de reboque dela em kilos. Vou investigar em algum site da mitsubishi para ver se acho algo

Visualizando 10 posts - 21 até 30 (de 372 do total)
  • Você deve fazer login para responder a este tópico.

CAMPINGS EM DESTAQUE:

ÚLTIMAS NOTÍCIAS:

CLASSIFICADOS: