Motor Trailer 728×90

O Campismo e a Crise Econômica

Este tópico contém respostas, possui 8 vozes e foi atualizado pela última vez por SERGIO NERI SERGIO NERI 2 anos, 8 meses atrás.

Visualizando 9 posts - 1 até 9 (de 9 do total)
  • Autor
    Posts
  • #46068

    Uma pequena leitura sobre o potencial do campismo frente à crise na economia, nem tanto relacionada a nós assíduos na atividade, mas direcionado tanto aos turistas que poderão buscar a mítica “economia na hospedagem alternativa” quanto nos campings e empresas do setor que se mobilizem pela nova frente de oportunidade. Resumo: “São diversos os aspectos que podem ligar o campismo à crise econômica. Se por um lado a frequência dos campistas diminui por ser o lazer um supérfluo, a oportunidade de um velho rótulo (lendário) acaba por ser uma alternativa para novos adeptos.” [leia a matéria completa no link abaixo] https://macamp.com.br/?p=1517 OBS: Este assunto está referenciado via link do Portal MaCamp, com cunho informativo e aberto aqui no fórum para discussões e comentários. 000000.jpg

    Estrela Mobil 728 x 90

    Marcos Pivari - CEO e Editor do MaCamp

    #62900

    Ronald Ataulo
    Participante

    Nossa Pivari, que ótima matéria você publicou. Isto é uma verdade não só do campismo mas se aplica em qualquer segmento de negócio. Em tempos de crise SEMPRE existirão inúmeras oportunidades. As pessoas bem sucedidas são aquelas que enxergam na crise as novas possibilidades. A crise é o momento que todas as pessoas começam a rever suas contas, seja uma empresa, seja uma pessoa física, é hora de renegociar a TV a cabo, o estacionamento do serviço, a academia, alterar os hábitos para outros mais econimicos…. e aí os fornecedores que estejam com seus produtos adequados para as novas demandas, receberão ótimas oportunidades!!

    Ronald Ataulo
    Trailer Turiscar 6.5 (New Pipoca)
    Santos-SP
    www.boraprocamping.com

    #62902
    Junior ABC
    Junior ABC
    Participante

    Matéria muito bem colocada, sei que aqui não é o muro das lamentações mas posso dizer que do meu lado o $ tá entrando e saindo cada vez mais rápido, apesar de ter cortado muitas coisas que fazia antigamente, a crise ta chegando rápido e a inflação tá comendo meu salário. Vejo que as minhas acampadas terão que diminuir…. Para os campings em geral não vejo muito problemas, pois a medidas que campistas mais assíduos como eu vão deixando de acampar, viajantes de outras modalidades se é assim que podemos dizer, começam a buscar viagens mais em conta e acabarão encontrando o campismo! O Lado positivo disso é que esses “novos campistas” são mais exigentes e há uma tendência que os campings melhorem seus serviços e instalações. Logo, assim que a crise passar restarão, agora sim, os novos campistas (muitos acabarão gostando do estilo de vida) e nós antigos campistas iremos nos beneficiar das melhorias nos campings… é um eterno ciclo de altos e baixos…

    #62904

    Edintruder
    Participante

    Muito boa a matéria Marcos. Realmente essa é a hora que os campings devem reagir de forma a atrair os viajantes. Promoções são sempre vem vindas, e por aqui quem está investindo em propaganda e promoções está crescendo. Aqui em Rio Grande tem um camping que fora de temporada está alugando o espaço para festas Raves, e depois de cada festa o proprietário investe em mais benefícios para a próxima temporada. Dessa forma ele vem burlando a crise e crescendo mesmo na temporada seca de campismo. Fica a dica!

    #62907

    Marcão, ótima sensibilidade da sua parte, ainda que a midia associe equivocadamente o custo x benefício… Penso apenas que os campings poderiam se engajar melhor na captação de campistas e não aguardar pela chegada destes…o seu guia é prova viva, que oferta gratuitamente um espaço pouco explorado pelos proprietários e também pelos próprios visitantes que preferem avaliar em seus blogs pessoais ao invés de manter um acervo crítico de nível nacional…sem contar o efeito ‘egoismo’ pois na procura é bem assediado e pesquisado, ja no retorno…bom…espero mesmo é que este artigo traga reflexão para os dois lados! Parabéns pelo texto e vamos que vamos… Enviado via mobile

    #62966
    NasEstradasdoPlaneta
    NasEstradasdoPlaneta
    Participante

    Show Marcos. Síntese bem construída

    #62976

    [align=justify]Meus parabens ao Marcos,pela matéria, embora esse fator nos deixe apreensiveis, mas, não tem jeito a verdade crua e nua estão ai para provar. Vejamos moro em SP capital, na boca a Airton Senna, por exemplo uma saída hoje no sistema bate e volta ou de dois dias, o gasto não sai por menos de CR$ 500,00 reais, entre combustivel,pedagio, alimento e uma umas cervinhas, essa semana que passou fui até a cidade de Salto é próximo a distancia é de no máximo 190 Km, pois bem só de pedagio na Bandeirantes foi masi de CR$ 100,00,em tres pessoas, só almoço no posto Graal foi CR$ 182,00, e foi bate volta fui de manhã e voltei a tarde, uma coisa digo para se ganhar esses CR$ 500,00 não é fácil, parece pouco,mas, é muito. Então para nós campistas irmos a uma Festa da Cerveja como a que esta sendo planejada no Clube dos 500, precisa ser muito bem pensada, eu entendo que o CCB, nessas festas devia liberar mesmo ao campista que não sócio o valor de sócio, veja teriam mais acessos, venderiam mais kits da festa, teriam mais vendas na lanchonete e teriam mais pessoas conhecendo o CCB o que poderia talvés até dispertar o interesse no cara se associar. Outro atrativo as empresas que fabricam traillers,motohomes, deveriam baixar um pouco os seus preços para uma melhor atração pois os preços não estão condizentes com a realidade atual e que vai perdurar ainda no minimo mais 5 anos. Vejam bem o que digo não é para desdenhar e desfazer de ninguem e muito menos ser pessimista, mas, esse negocio de datas festas os caras aumentam os preços é um absurdo é só coisa de brasileiro. Vejamos nós Estados Unidos ha congestionamento de estradas,mas, de traillers,motohomes pois o pessoal lá viajam muito em campings, mas, tudo é de primeira qualidade e os preços são acessiveis, aqui um treiller estourado de 1973 custa 25.000,00 um motohome 1981 – 160 a 200.000,00 é um absurdo, hoje na Delka e outras um treiller novo não sai por de R$ 80.000,00. Precisamos sim fazer um movimento para que essas idéias sejam menos custosas. Mas, espero sinceramente que o campismo não venha a ter uma queda acentuada, pois, para se manter sem divida e ganhar um pouco de dimdim tá mosca branca, aguardemos dias melhores pessoal-abs a todos desculpe-me se o meu cometário foi de muito pessimismo [/align]

    #63008

    pessimismo nenhum wanderlei…como bem disse, essa é verdade nua e crua! Enviado via mobile

    #63089
    SERGIO NERI
    SERGIO NERI
    Participante

    Meus parabéns AMIGO WANDERLEI, você disse tudo e um pouco mais, concordo plenamente com TODOS os itens expostos. Muito obrigado por expressar os meus pensamentos. SERGIO & LUCIA

Seguromh 729×90

PARTICIPE DO FORUM PELO FORMULÁRIO ABAIXO. SE NÃO FOR CADASTRADO, CADASTRE-SE CADASTRE-SE AQUI

Visualizando 9 posts - 1 até 9 (de 9 do total)

Você deve fazer login para responder a este tópico.

CLASSIFICADOS: