Transformar uma Kombi em Kombi Camper

Visualizando 10 posts - 11 até 20 (de 38 do total)
  • Autor
    Posts
  • #51626
    Beledelli
    Participante

    Carlosfanara e Francisco, obrigado pelas dicas, de momento estou solteiro então nada me impede de fazer algumas viagens quando bater a vontade. Quando eu era mais novo, tipo la pelos 14 a 17 anos viajava muito com o colégio sinto falta dessa liberdade de poder ir para o desconhecido! vou pesquisar mais sobre isso, não estou com muita presa para fazer a kombi, como aqui no RS é inverno é muito ruim de trabalhar fora do escritório, então vou esperar terminar o inverno, quando começar a fazer vou ir postando fotos para você verem o andamento da coisa! Valeu ai gente! Abração

    #51655

    Legal! Fotos são sempre muito bem vindas!

    #51708
    helionoffs
    Participante

    Concordo com o colega sobre não alterar documento. É como se estivesse transportando uma cama, uma geladeira e etc. Estou formatando uma kombi trailer que será tracionada com cambão towbar e nunca me passou pela cabeça em alterar documento já que o veículo nada terá de diferente. Será apenas uma kombi com algumas tranqueiras dentro como tantas e tantas que vemos por aí. Ah!, as tranqueiras estarão bem organizadas e presas, mas isso é somente uma necessidade de segurança. Abraços a todos.

    #51709
    Anônimo
    Inativo

    Bom dia Helionoffs, a ideia é fantástica, só me explique algumas coisas, todo ano vc paga o ipva e faz a vistoria (moro no Rio de Janeiro)?, vc manteve o motor, a alavanca de marcha e a direção no lugar?.

    #51722
    Junior ABC
    Participante

    Da hora seu projeto em Helio, vai ficar show de bola!

    #51834
    Junior ABC
    Participante

    achei mais esse site https://sites.google.com/site/campervanconversoions/rock-n-roll-bed-plans, pode ser que ajude o amigo. abs

    #51866
    Beledelli
    Participante

    Daew Galera, Obrigado pelas dias! Encontrei um Kombi antiga, 1969 se não me engano, esta meio judiada, o dono dela usa para pescaria, ele quer R$ 4.500,00, além disso o cara fez revisão no motor a uns 2 meses. Vale a pena pegar essa?

    #51867
    Odair Teixeira
    Participante

    Pessoal Com relação ao CAT , sugiro ler a Resolução Contran 291 http://www.denatran.gov.br/download/Resolucoes/RESOLUCAO_CONTRAN_291.pdf De fato, é necessário que exista a CAT, porque havia uma onda de veículos feitos em modo FQ (fundo de quintal) e isto era de motorhomes até veículos para funerárias, passando por veículos para transporte de presos, ambulâncias, trenzinhos, caminhão de bombeiros e até trios elétricos. Eu vi motorhome FQ com caixa de água dupla de 1000 litros cada da Fortlev, instaladas em um único lado, fazendo companhia para a caixa de detritos e caixa de agua servida que não eram menores. O dono argumentava ” Eu fiz assim porque queria passar o mês inteiro sem precisar descarregar a caixa de detritos e queria autonomia de duas semanas de água para o motorhome”. Mas sob qual critério? O cara que instalou não fazia a remota ideia do que é CG (centro de gravidade). Imagina o comportamento em curva fechada com esta carga toda em um único lado? E nem vou comentar a forma tosca que estas caixas foram fixadas. Nem preciso dizer também que estas caixas não foram projetadas para armazenar água em um veículo. Duvido que numa colisão a 40 km/h as caixas não se rompam. Não foram feitas para isto. E a frenagem? Ninguém se preocupa em redimensionar os freios. Já comentei em outro tópico sobre a energia da frenagem que é diretamente proporcional ao peso do veículo e ao quadrado da sua velocidade. Observe qual é a velocidade com a qual você quer parar um veículo é verifiquem a influência do seu peso. Quem puxa trailer, sabe o que estou falando. Tem que frear bem antes e de forma macia. Lembrando das aulas de Física I (MVU) A equação de energia cinética; » Ec = (½) x (Peso do veículo) x (Velocidade do veículo)² A equação da energia térmica (Calor); Q = (Peso disco de freio) x (Constante material do disco) x (Aumento temperatura) Pra quem lembra da Conservação de Energia de Newton, “A energia pode apenas ser transformada”. Durante uma frenagem, ou desaceleração, toda a energia cinética “Ec” do veículo deverá ser completamente transformada em calor “Q”. O freio é uma máquina que troca energia cinética por energia térmica… Por isto freio de F1 fica incandescente. Se “Ec inicial = Q final” Se o peso do nosso veículo permanece constante; Se o peso do disco de freio também permanece constante. Se a “velocidade do nosso veículo ao quadrado”(V²veic) é diretamente proporcional ao “aumento da temperatura nos freios” ( ?t freios ). Então V²veic = Aumento do ?t dos freios Resumindo: SE A VELOCIDADE de frenagem do nosso veículo aumentar em 40%, ou seja, a velocidade de parada total passar de 60 para 84 Km/h, a temperatura dos freios resultante de uma parada a 84 Km/h aumentará EM QUASE 100% (1,40 x 1,40 ˜ 96%). Isto é muita coisa. E muita gente simplesmente ignora isto. Eu estava no Mundaí em Janeiro e chegou um motorhome de 11 metros praticamente sem freios pq na descida das serras em MG, o freio ferveu praticamente em todas. Mas o dono não se ligou na carga adicional que ele colocou no RV. Sei lá, acho que sou o cara mais encanado com freios em RVs… Tem ainda o tema dos objetos presos dentro do veículo. Sei que não é o caso aqui, mas imagina um frigobar ou micro-ondas sendo arremessado numa freada brusca porque o “instalador” achou que prender com duas fitas hellermann era suficiente? Eu vi um Solimar que o cara usava destas fitas para tudo. Sou favorável a CAT, porque ninguém pára pensar no que pode dar de errado. E um veículo pode facilmente tirar vidas e destruir famílias. Alguém tem que arcar com a responsabilidade. Vejam estas duas noticias abaixo: http://g1.globo.com/sao-paulo/noticia/2014/01/caminhao-dos-bombeiros-tomba-na-zona-leste-de-sp.html http://g1.globo.com/espirito-santo/noticia/2013/05/caminhao-do-corpo-de-bombeiros-tomba-na-es-060-em-guarapari.html?thumbs=true&openGallery=true&photoIndex=1&id=2013/05/caminhao-do-corpo-de-bombeiros-tomba-na-es-060-em-guarapari.html&type=noticia&section=espirito-santo&hash=3 Na segunda noticia, pessoas perderam a vida. Os caminhões de bombeiros no Brasil, geralmente são adaptados de caminhões de linha e o centro de gravidade deles é muito alto. São muito instáveis e não podem ser conduzidos em velocidades elevadas. Agora me diga: Numa emergência, quem vai dirigir devagar? Portanto não pensem que a CAT é só para ferrar motorhomes ou trailers FQ. O intuito é buscar proteger vidas no transito brasileiro, que sabidamente é o que mais mata no mundo. Abraço Odair

    #51875
    Anônimo
    Inativo

    Boa tarde Odair, quando eu falei que na minha opinião não precisava de CAT na kombi, foi porque ela pode transportar ate 1000 quilos, e normalmente o que eu tenho visto é que as pessoas, tem colocado menos que isso, e quanto a água, normalmente se coloca embaixo da pia, dois galoes de no máximo dez litros, sendo que um cheio e outro vazio (1-água limpa e 1- água servida). Por 5 anos (1976 à 1981) possuÍ uma kombi 1972, e fiz muitas mudanças e fretes com ela, e nunca sofri acidentes com ela, pois sempre tive consciência que a kombi não foi feita para correr, mas como dizia a minha avó, bom senso e caldo de galinha não faz mal a ninguem. Mais uma vez peço que me desculpe, mas eu só dei a minha opinião por experiencia própria. UM GRANDE ABRAÇO.[hr] Boa tarde Beledelli, (lá vou eu dar minha opinião de novo kkkkkkkkkkkk), o problema de vc comprar uma kombi antiga (CORUJINHA), é que para fazer o reparo na lataria (lanternagem ou funilaria), é a dificuldade de vc conseguir as peças, pois ela so foi fabricada (salvo engano) ate 1976 ou 1977, tem relatos na internet de pessoas que não conseguiram a porta do meio (salão) e tiveram que arrumar um profissional para moldar uma a mão, e ai o preço não compensa. Abraços.

    #51879
    Ronald Ataulo
    Participante

    Odair, eu convivo muito com o FQ no meio OFF-ROAD. Muita gente altera 100% a configuração original dos veículos, colocando KIT´s de suspensão, pneus maiores e muitas vezes até trocando motores, cambios, parachoques, enfim, diversos itens que quebram, e quando quebram podem causar acidentes até fatais. Eu tenho por experiência em um JEEP Willys 1962 que tive e troquei tudo, motor, cambio e o principal, para deixá-lo mais alto, inverti o eixo de cima do feixe de mola para baixo, aumentando substancilamente a altura do Jeep. Um belo dia em uma trilha em um trecho de subida ingrime ele inclinou de lado e capotou. Eu desci um barranco de uns 20 metros de altura capotado. Graças a Deus a Sophia estava fora do carro pois uma caixa de ferramentas pesada caiu sobre o banco dela. Os engenheiros passam anos estudando um projeto, analisando em bancadas de testes, tunel de vento, entre outros recursos para desenvolver o melhor projeto e derepente alguem altera…. [attachment=3013] [attachment=3014]

Visualizando 10 posts - 11 até 20 (de 38 do total)
  • Você deve fazer login para responder a este tópico.

ÚLTIMAS NOTÍCIAS:

CLASSIFICADOS: