RE: Placa Fotovoltaica.

HOME Fóruns Áreas de Camping Diversos Placa Fotovoltaica. RE: Placa Fotovoltaica.

#65853

GustavoN
Bloqueado

Valeu pela aula de Sikaflex, Polini. Já está adicionado ao conjunto de ferramentas úteis. Quanto ao controlador, dei uma procurada online e realmente achei algumas referências mostrando que o controlador de fato não parece ser um MPPT real (por exemplo: https://www.youtube.com/watch?v=KA3X8XLxWHU). Entendo que o investimento em um controlador melhor é mais alto, mas eu sugiro fortemente colocar na lista de pendências do trailer. Deixa eu tentar explicar o problema.. Segundo a especificação as placas de vocês oferecem 250W no ponto máximo de potência. Esse ponto é atingido a sol pleno e todas demais condições ideais, e segundo a especificação para atingir essa potência é necessário que a tensão de saída seja mantida em 30.3V, e a placa irá fornecer 8.26A nessa situação. 30.3V x 8.26A = 250.28W.. beleza. A especificação dela também diz que se ligar o positivo da placa com o negativo (um “curto”), a corrente será 8.90A. Olha só que interessante! Em outras palavras, a placa fornece no máximo uma corrente de 8.90A, mesmo que não exista nada mais no circuito. Entendendo isso começa a ficar mais claro qual vai ser a consequência de se utilizar um controlador não MPPT com essa placa. Os controladores de carga solar mais simples recebem a entrada da placa e manipulam a saída de forma que a tensão máxima desejada não seja excedida. Sem fazer mais nada, isso quer dizer que a corrente máxima teórica que será fornecida para a bateria será 8.90A. Na melhor das hipóteses, se o controlador oferecer a bateria uma tensão de 14.5V, isso daria 8.90A x 14.5V = 129.05W. E isso em condições teóricas perfeitas. Um controlador MPPT, por outro lado, é um conversor. Ao invés de simplesmente manipular a corrente e tensão oferecidas pela placa de forma a não exceder a necessidade da bateria, ele transforma essa energia recebida de forma a gerar o máximo de corrente naquela tensão desejada (um “transformador”). Não só isso, mas ele monitora a tensão e correntes da própria placa, e controla o consumo para que o tal “MPP” (ponto máximo de potência) daquele instante (muda toda hora.. depende do sol, do calor, etc) seja utilizado. Isso também explica porque os carregadores MPPT são mais relevantes com essas placas maiores. Com uma placa de 140W que forneça 15 ou 16V, a tensão já está muito perto da necessária na saída do carregador, então a perda é muito menor. Então minha dica seria essa: mais adiante vale a pena uma atualização do carregador, para usar melhor o investimento que foi feito nas placas e ter mais sobra para as demais perdas naturais. Independente disso, por favor nos contem depois como foi o funcionamento na prática. Grande abraço, e um bom fim de semana! Gustavo