Camping Rio Vermelho - A Volta é Possivel...
Santo Inácio 728×90

O novo presidente da Fatma, Gean Loureiro, quer devolver o camping do Rio Vermelho para os amantes da natureza. A Fundação está criando um projeto para terceirizar alguns serviços nos parques ambientais de Santa Catarina que estão sob a responsabilidade da Fatma. No Rio Vermelho, por exemplo, a ideia é que através de uma concessão, uma empresa possa assumir o camping do Parque dando toda a manutenção necessária. O projeto também prevê diversas atividades de ecoturismo nos parques do estado. A relação entre homem e natureza agradece!

 

fonte: Cacau Menezes

http://wp.clicrbs.com.br

Até alguns anos atrás a administração da área e do Parque Florestal era feito pela CIDASC onde havia preços simbólicos de diárias que eram progressivamente menores quanto maior era a estada. Os banheiros eram limpos com frequência, a área com grama era bem aparada e o lixo era constantemente recolhido. Enfim, um camping que dava gosto de se acampar.
 
A troca da administração pelo órgão FATMA em 2008 levou o camping ao descaso total. A situação do camping se encontra deplorável. A limpeza e manutenção é feita pelos próprios usuários, já que os responsáveis não o fazem.  O site MaCamp torce para que a fundação FATMA não trate o Parque Estadual do Rio Vermelho como um todo, da mesma maneira que está tratando o camping e lamenta os mesmos terem sido tirados da administração da CIDASC que tanto cuidou da área campista. Na última temporada parece que a coisa melhorou, mas ainda temos poucas notícias. Infelizmente nas últimas temporadas sequer abriu.
 
Clamando pelo retorno da área, uma campista escreveu para Cacau Menezes descrevendo mais um pouco sobre o Camping do Rio VErmelho e pediu ajuda nesta luta:
 
“Camping abandonado |18 de setembro de 2012 |Alô Cacau.  Achei que não precisava voltar a te pedir um favor, mas passado um ano, aqui estou de novo, pedindo teu valioso préstimo, Mas vamos ao fato: O Camping do Rio Vermelho este fechado para os campistas no último verão –dezembro a março. A FATMA , responsável para administrar o Parque Florestal e o Camping do Rio Vermelho, em reunião naquele órgão, com o dirigente ARNO, nos informou que não tinham mais condições de explorar diretamente aquela área e que haviam solicitado à Assembleia Legislativa, através de projeto, para terceirizar seu uso, pela comunidade de turistas/campistas. Amigos que passaram por lá, recentemente, ficaram chocados com o estado atual da área: abandono, depredação, roubo…..Senhor Cacau ! Será o que Governador do Estado de Santa Catarina sabe do descaso com que estão tratando o Parque Florestal e o seu Camping, que existe há mais de 40 anos ??? Um abraço Arni ” http://wp.clicrbs.com.br/cacaumenezes/2012/09/18/camping-abandonado/
 
O site MaCamp é solidário aos que clamam pelo resgate do Camping do Parque Estadual do Rio Vermelho e abre espaço para qualquer material pertinente nesta luta.
 
Marcos Pivari
 
Um pouco sobre o camping:
 
O Camping do Rio Vermelho é um dos melhores campings do Brasil. Não no sentido de atrativos como piscinas e etc., já que os dispensa frente à natureza exuberante em volta.. Para quem pôde ter oportunidade de acampar nos anos 70 e 80, principalmente em campings do CCB, poderá viver hoje, o mesmo clima. O camping, que já foi área do CCB, hoje ainda conserva o mesmo espírito campista. de outros carnavais.
A área é plana, mista de grama ou areia, com muitas árvores que produzem sombras regulares, tomadas por todo lado e banheiros modelo com limpeza freqüente. O Camping funciona somente na temporada, por isso, durante o ano certamente os 2 primeiros telefones não atenderão.
 
A área, encravada no meio do Parque Estadual do Rio Vermelho, é administrada pela FATMA, Não mais pela CIDASC, órgão ambiental governamental do Estado de Santa Catarina. Fica dentro do Parque criado na década de 1960 para a preservação e experimentação de árvores exóticas, como o Pinus, que podem ser vistos em grande quantidade no caminho da praia.
Possui este caminho bucólico e privado de 400m que liga à praia fronteira (Praia de Moçambique de 14km de extensão – uma dais mais virgens praias de Florianópolis), freqüentada na maioria pelos campistas.
 
As 4 baterias de banheiros oferecem para cada sexo: 12 chuveiros quentes, 10 chuveiros frios e 16 vasos sanitários. Conta também com 10 lava-pratos e 10 lava roupas. Os banheiros são constantemente limpos e assistidos pelos funcionários uniformizados.
 
O camping oferece cantina para refeições por quilo e a la carte e lanches. Mesas de bilhar e pingue-pongue, playground, quadra de volei de areia e grande campo de futebol.
 
O Estabelecimento não oferece chalés ou apartamentos.
 
Para chegar ao Camping você deve seguir pela Av. Beira-Mar, após passar a ponte, e seguir placas de “Lagoa da Conceição”. Após subir e descer a Serrinha, dando na Lagoa, pegue a Av. das Rendeiras (Pequena faixa de terra que atravessa a Lagoa) e vá até o final, sendo obrigado a virar a direita. Logo haverá um cruzamento, em uma região de muitos restaurantes. Vire a esquerda no sentido “Barra da Lagoa” (Se for reto neste cruzamento, dará na Praia da Joaquina). Agora siga em frente toda a vida, subindo e descendo 2 morros, onde no meio deles estará a Praia Mole (Este trecho é o de maior congestionamento em fariados). Siga em frente e passe reto pela entrada da “Barra da Lagoa”. Agora preste atenção à sua direita, que em uns 800m você verá a grande construção branca. Acabou de chegar no Camping. Pare o carro antes da cancela e faça a ficha.

 


Grupo Motor Home 728×90
CEO e Editor do MaCamp | Campista de alma de nascimento e fomentador da prática e da filosofia. Arquiteto por formação e pesquisador do campismo brasileiro por paixão. Fundador do Portal MaCamp Campismo sonha em ajudar a desenvolver no país a prática de camping nômade e de caravanismo explorando com consciência o incrível POTENCIAL natural e climático brasileiro. "O campismo naturaliza o ser humano e ajuda a integrá-lo com a natureza."