Publicidade:
 

>>

Monteverde, o principal atrativo é o canopy, atividade na qual se desliza em cabos de aço presos a plataformas nas árvores. Este local é um dos países mais conhecidos da região devido ao grande investimento em turismo e por recentemente ter se tornado uma grande referência mundial em ecoturismo. Nesta região também há vulcões ativos e inativos para visitar. Já para quem gosta de praias, a opção é o mergulho.

Os visitantes não podem deixar de experimentar a culinária local. Os brasileiros não vão estranhar a comida, já que o prato principal deles lembra a comida do Brasil.

Há as peculiaridades locais na alimentação como, por exemplo, no café da manhã, o chamado Gallo Pinto, que é uma mistura de arroz com feijão. É um pouco diferente, mas vale a pena experimentar.

Quem chega à Costa Rica normalmente vai direto a capital San José, onde a primeira impressão não é das mais agradáveis, pois, segundo Aoqui, parece que os turistas não são bem recebidos. Mas quem consegue “quebrar esse gelo” aproveita muito a cultura local.

Por fim, vale a pena conhecer a região de Monteverde e La Fortuna, conhecida pelas florestas intocadas e preservadas naturalmente. O ideal é fazer um passeio que sai de Monteverde e vai até La Fortuna, a região onde fica o vulcão Arenal. O viajante vai de jipe e depois de barco para cruzar o lago Arenal formado pela erupção do vulcão. Os visitantes tem uma vista fantástica do vulcão e de toda a floresta ao seu redor.

CEO e Editor do MaCamp | Campista de alma de nascimento e fomentador da prática e da filosofia. Arquiteto por formação e pesquisador do campismo brasileiro por paixão. Fundador do Portal MaCamp Campismo sonha em ajudar a desenvolver no país a prática de camping nômade e de caravanismo explorando com consciência o incrível POTENCIAL natural e climático brasileiro. "O campismo naturaliza o ser humano e ajuda a integrá-lo com a natureza."

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here