Publicidade:
 

Arquitetura para o Turismo >>

Campos do Jordão, cidade de arquitetura tipicamente européia, está localizada a uma altitude média de 1.700m na Serra da Mantiqueira. Possui clima de montanha e quatro estações bem definidas e o inverno é a estação mais procurada devido às baixas temperaturas.
O Rio mais importante do Município é o Capivari, sendo considerado a vertente mais alta do Rio da Prata (cerca de 4/5 do Município está localizado na Bacia Paraná-Uruguai), cujas nascentes se localizam no bairro Umuarama. O Rio Capivari recebe em seu curso o Rio Abernéssia, os ribeirões do Imbiri e das Perdizes e os córregos do Guarani e do Homem Morto. A partir deste último passa a denominar-se Rio Sapucaí-Guaçu que, longe do Município, une-se ao Rio das Mortes, para formar o Rio Grande.
A população da cidade sofreu um crescimento anormal ao longo do tempo devido ao deslocamento de pessoas de fora em forma de lazer ou fixação profissional, ora em caráter temporário, ora permanente. Os Censos do IBGE registram uma população que varia de 32.755 habitantes em 1985 a 44.252 habitantes em 2000, batendo seus 40.000 habitantes no ano de 1998. A estimativa para o ano de 2005 é de 50.000 habitantes.
A vegetação de Campos do Jordão se distribui em dois grandes tipos: a vegetação de mata e a vegetação campestre. De um modo geral, ela se apresenta profundamente modificada pela influência do homem. Do ponto de vista paisagístico, sobressai a presença das massas vegetais da floresta de Araucária-Podocarpus e de extensos reflorestamentos de coníferas.
A Economia da cidade gira em torno do turismo. O principal centro comercial de é a Vila Capivari, com sofisticadas lojas. A Vila Abernéssia concentra bancos, supermercados, lojas, escritórios, o mercado municipal, empresas de serviço público, hospitais, escolas e centros médicos e odontológicos.
A agricultura se dá pela fruticultura e silvicultura. Os principais produtos de Campos do Jordão constituem-se de flores e folhagens, pêssegos, ameixas, nectarinas, castanhas, framboesas, amoras e hortaliças.
A pecuária se dá por pastagens naturais e artificiais, embora existam também campos pobres e alguma floresta nativa, remanescente da Mata Atlântica. Os rebanhos bovinos, eqüinos, muares e suínos são criados no sistema extensivo.
A truticultura se mostra uma grande atividade do município. A Truta Arco-Íris originada da América do Norte e bem adaptada no local. Em um ano atingem 30 cm de comprimento e 250g e estão prontas para o consumo.
O transporte de Campos do Jordão se dá pela única empresa de ônibus que ligam bairros os centro e ao bonde sobre trilhos da Estrada de Ferro Campos do Jordão que corre ao centro da Avenida principal que corta a cidade longitudinalmente.

CEO e Editor do MaCamp | Campista de alma de nascimento e fomentador da prática e da filosofia. Arquiteto por formação e pesquisador do campismo brasileiro por paixão. Fundador do Portal MaCamp Campismo sonha em ajudar a desenvolver no país a prática de camping nômade e de caravanismo explorando com consciência o incrível POTENCIAL natural e climático brasileiro. "O campismo naturaliza o ser humano e ajuda a integrá-lo com a natureza."

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here