Placa Fotovoltaica.

Visualizando 10 posts - 11 até 20 (de 29 do total)
  • Autor
    Posts
  • #65807
    Polini
    Participante

    Rafael: Que bom! O vosso trailer está com uma vontade danada de passear. Espero que em breve você e sua família possam se divertir com ele. Da próxima vez te chamamos. Pelagio: O problema destas placas flexíveis é o custo. Com 46% desse valor instalamos uma placa com quase 150% a mais de capacidade e/ou potência. Quando colocamos esses números na ponta do lápis, optamos pela fixa mesmo. Rodrigo: Traga a criança aqui que fazemos um orçamento amigável para você. Só que o pagamento deve ser feito “no estrangero”… Brincadeira à parte, no que pudermos auxiliar, estamos à sua disposição. Abraços a você e família. Ah! No seu caso podemos contar com a ajuda de sua irmã gêmea: com a Neiva não precisamos nem de escada para levantar a placa (ela vai me deserdar…). Enviado do meu iPhone usando Tapatalk

    #65812
    GustavoN
    Bloqueado

    Oh, que legal! Parabéns pelas instalações, e que sejam muito felizes nas próximas cervejas resfriadas pelo sol! [emoji1] Não conheço a marca, mas muito bonitas as placas. Depois nos contem sobre o rendimento dos sistemas. Ah, e fiquei curioso quanto a cola mágica essa. Depois nos mandem a dica. Grande abraço! Gustavo

    #65817
    Edintruder
    Participante

    Eu estou só de olho, pois espero chegar nessa fase até o final do ano!

    #65820
    Robson
    Participante

    Será que posso carregar uma bateria com duas fontes de carregamento, ou seja, o carro ligado com o alternador carregando a bateria do trailer e uma placa solar tambem carregando a mesma bateria, para um carregador auxiliar o outro e carregar mais rapido.

    #65822
    GustavoN
    Bloqueado

    Robson, estou copiando a resposta abaixo, mas no futuro por favor não faça a mesma pergunta em vários tópicos. Pode se ligar várias fontes no mesmo circuito, mas o resultado não é o intuitivo, no sentido de que as fontes não “colaboram” simplesmente. Se uma fonte fornecer 14.5V e a outra fornecer 12.5V, para a segunda fonte a tensão externa está 2V acima do que ela estaria fornecendo, então o caminho natural da corrente seria entrar na fonte e não sair. Porém, no caso específico que perguntas isso não deve ser um problema. Um controlador de carga solar já precisa ser naturalmente preparado para que a tensão externa da bateria possa ser mais alta do que ele é capaz de fornecer naquele momento dado a quantidade de sol disponível, e esses controladores também costumam ser inteligentes o suficiente para não torrar uma bateria que está com a carga alta, então quando o alternador estiver ligado o carregador solar simplesmente vai cortar o fornecimento solar ao perceber a tensão externa está alta demais. Ao cortar o alternador, caso a disponibilidade solar seja alta o suficiente, ele pode complementar a carga ao perceber que a tensão baixou. Mas também existe a possibilidade que os dois colaborem em algumas situações. Na verdade, que os três colaborem: se ligares algo com um consumo muito alto (um microondas ligado do inversor, por exemplo), a demanda de corrente provavelmente vai aumentar tanto que a tensão nos condutores vai baixar e o fluxo das três fontes (bateria, solar, alternador) será de saída. Claro, assumindo que todas tenham carga naquele momento.

    #65825
    Robson
    Participante

    OK, desculpe, é que não sabia em qual topico seria melhor postar.

    #65829
    Odair Teixeira
    Participante

    Parabéns ao Dardo e ao Polini pela empreitada… Muito bom trabalho. Tecnicamente, não é ciência de foguete a instalação das placas fotovoltaicas. Mas geralmente é uma tarefa trabalhosa. Para ficar esteticamente bem feita e não ficar com cara de gambiarra, dá bem mais trabalho ainda. A adoção do perfil estrutural deixa com uma cara mais profissional. Nota 10! Usar perfis de alumínio destes comuns dá um ar de alguém que usou o trilho que sobrou da instalação da cortina. Os problemas maiores, na minha modesta opinião: Local da fixação das placas no teto do trailer, acertando onde estão as vigas de madeira, para travamento dos perfis e devida calafetação para não virar fonte de infiltrações futuras. Passagem dos cabos, para não sair com a furadeira feito um pica pau furando teto e piso Fixação dos cabos para não haver mal contato ou ruptura por vibração e ficarem escondidos A ideia de passar pela chaminé da geladeira foi excelente. Parabéns a dupla Odair

    #65830
    GustavoN
    Bloqueado

    Polini, uma questão que não entendi: no Guanaquito a placa foi instalada ao comprido, e houve a sorte de acertar duas travessas de madeira. No Papaléguas, pelo que dizes parece que a parte frontal ficou na travessa enquanto a posterior ficou fora. Porém, olhando as fotos, a impressão é que no Papaléguas a placa ficou de lado. Nesse caso as travessas de sustentação no teto do trailer não ficariam perpendiculares as estruturas de metal instaladas? Talvez eu não tenha entendido a foto? Sobre as placas flexíveis, um outro problema com elas é onde colocá-las. Placas solares esquentam, muito.. quanto mais calor, menor a eficiência. E se tratando de um trailer, também tem que se levar em conta o conforto térmico embaixo da placa. O Polini e o Dardo acertaram, deixando um espaço entre as placas e o teto do trailer e possibilitando a ventilação.. bom para a placa e para o sujeito suando embaixo. Também há a questão do material que protege os componentes da placa da umidade e da sujeira. Placas tradicionais tem um vidro temperado de boa qualidade que tornam elas duráveis e de fácil limpeza. Não sei como essas placas flexíveis são acabadas em cima, mas é muito provável que não seja equivalente. Por curiosidade, aqui vai uma foto termal do teto do trailer que tirei algum tempo atrás, mostrando bem a estrutura e o efeito do material isolante: [img]http://portal.macamp.com.br/forum/attachment.php?aid=8134[/img]

    #65831
    GustavoN
    Bloqueado

    Sobre as placas flexíveis, um outro problema com elas é onde colocá-las. Placas solares esquentam, muito.. quanto mais calor, menor a eficiência. E se tratando de um trailer, também tem que se levar em conta o conforto termico embaixo da placa. O Polini e o Dardo acertaram, deixando um espaço entre as placas e o teto do trailer e possibilitando a ventilação.. bom para a placa e para o sujeito suando embaixo. Por curiosidade, aqui vai uma foto termal do teto do trailer que tirei algum tempo atrás, mostrando bem a estrutura e o efeito do material isolante:

    #65832
    Polini
    Participante

    Gustavo: O problema (aliás, a vantagem), é que o Guanaquito tem uma superfície “beeem” grande no teto, o que proporciona várias formas de instalação. Como iríamos utilizar a chaminé do ar condicionado para descer os cabos, testamos nas travessas próximas e felizmente elas possuíam a distância exata para fixação dos quatro parafusos. Outra qualidade dos Turiscar maiores, é que as travessas ficam aparecendo, como se fosse um raio X, e é muito fácil localizá-las. E o Dardo ainda tem a felicidade de haver espaço de instalar mais uma placa futuramente. Já no Papaléguas (KC450b) eu tive o problema do espaço (ou da falta de espaço): só poderia colocar na transversal, em virtude das clarabóias que impedem a instalação “de comprido” como ficou no Guanaquito. Ademais, como eu queria descer os cabos pela chaminé da antiga geladeira, quanto mais próximo, melhor seria. Há outras travessas, mas nenhum par com distância coincidente para que pudéssemos fixar os quatro parafusos (como ocorreu no Guanaquito). Por isso, parafusamos/colamos a parte frontal sobre uma travessa, visto que é a parte que mais vai sofrer o impacto do vento quando em viagem, e na parte posterior, ficou basicamente fixada na cola. Salientando que o técnico nos orientou a instalar a placa apenas com a cola, mas como já disse anteriormente, por preciosismo ou excesso de segurança (ou falta de confiança também), optamos pela cola E os parafusos.

Visualizando 10 posts - 11 até 20 (de 29 do total)
  • Você deve fazer login para responder a este tópico.

CAMPINGS EM DESTAQUE:

ÚLTIMAS NOTÍCIAS:

CLASSIFICADOS: