Santa Catarina – Julho2017 – Serra e Praia

Este tópico contém respostas, possui 6 vozes e foi atualizado pela última vez por Avatar Giuseppe Ricardo 1 ano, 6 meses atrás.

Visualizando 10 posts - 11 até 20 (de 20 do total)
  • Autor
    Posts
  • #98942 Resposta
    Avatar
    Roger Formiga
    Participante

    como está a estrada pra Grão Pará? Ha dois anos estava praticamente interditada. A obra do tal asfaltamento havia sido parada após passarem as máquinas e mais nada. Era pura lama. NA minha humilde opinião é Corvo BRanco é tão imperdível ou mais do que a do Rio do Rastro.

    Marcos, chegando no pé da serra, começa o asfalto, estrada larga, ainda sem sinalização. Depois vai alternando trechos em obras de terraplanagem, asfaltamento, trechos prontos e alguns poucos ainda no caminho antigo. Então não há nenhuma interdição nem obras paradas. O trecho na serra está bem cascalhado, não tem onde fazer lama.

    Também achei mais impactante a vista do Corvo Branco. Já estamos planejando uma viagem para Anitápolis para conhecer esse trecho da serra pela parte baixa.

    #98945 Resposta
    Lopescon
    Lopescon
    Participante

    Passeio muito bacana, fotos lindas!

    Que coragem encarar esse frio… muito bom!

    Parabéns pelos Gurgel. Carro bacana!

    Estou super curioso pela continuação.

    abs

    #98947 Resposta
    Avatar
    Roger Formiga
    Participante

    Lopes, no frio é que é bom. Frio sem chuva é a melhor estação.

    #98948 Resposta
    Avatar
    Roger Formiga
    Participante

    [continuando…]

    Do litoral de Santa Catarina, nos faltava conhecer a região do Cabo Santa Marta. Já havia viajado por lá via Google Earth (o melhor programa do mundo!!!) e o lugar parecia muito bonito.
    Então foi incluso como uma possibilidade para a volta da serra.

    Quando fiz o levantamento de campings na região, o único que estaria aberto seria o Cardoso Surf , os demais estavam fechados para reforma ou férias dos proprietários. Então para lá fomos.

    Chegamos no camping já no final da tarde (quarta-feira dia 26), corremos para montar o acampamento antes de escurecer.

    O camping é bem montado, bem estruturado. Eu fiz a avaliação dele aqui:
    Cardoso Surf Camping


    Portaria do camping.


    Tem um grande salão com mesas, pias, churrasqueiras e fogões. Não tem geladeira.


    Área toda gramada e arborizada. Banheiros limpos. Área para lavar e secar roupa.


    Espaços delimitados para barracas em bom tamanho, com vários pontos de luz bem distribuidos.


    No local também funciona pousada e restaurante.


    Vista do alto do sambaqui, onde está o caminhão azul é um mercadinho, do outro lado o camping.

    Na quinta-feira dia 27, saímos cedo para andar pela região, havia muito a conhecer.

    Na região de Laguna, existem vários sambaquis, um deles fica logo após o camping.

    Do alto do sambaqui tem-se uma bela vista da Praia do Cardoso, que abriga uma comunidade de pescadores, com os barracões de pesca e muitos barcos.
    No alto desse sambaqui tem vários banquinhos e uma estrutura elevada para o povo curtir o por do sol.


    Vista da Praia do Cardoso a partir do alto do Sambaqui.

    Um pouco mais a frente, chega-se no farol, que é o grande marco naquela paisagem.


    Placa na entrada da área do farol.


    O farol visto da costeira sul do Cabo Santa Marta.


    O farol visto do lado norte.


    Placa colocada pela Marinha, para afastar incautos.


    No alto do Cabo Santa Marta.


    A prainha, o Cabo Santa Marta e o farol.


    A Prainha do Farol.


    A beira mar a caminho das dunas.


    A praia Galheta e a Lagoa Santa Marta vistas do alto das dunas.


    A praia Galheta .


    O colorido das dunas.

    Nesse dia, o vento de noroeste estava muito forte, a areia das dunas batia com força no rosto.


    Dunas e cores.


    Parece um deserto, lindíssimo.


    O farol visto do meio das dunas.

    No meio da tarde voltamos para o camping, fazer o almoço.
    No final da tarde fomos curtir o por do sol numa caminhada pela Praia do Cardoso até a costeira sul.


    Praia da Cigana, vista a partir da costeira sul da Praia do Cardoso.


    Praia do Cardoso vista a partir da costeira sul e o farol já iluminando.

    O jantar dessa noite foi cordeiro assado na brasa.

    Na sexta-feira dia 28, fomos conhecer Laguna.
    Para chegar em Laguna temos que atravessar uma balsa, que não demora muito.


    Centro de Laguna e farolete na entrada da barra.

    Em Laguna fomos direto para o centro histórico que era o que mais nos interessava em conhecer.
    Andamos por todo o centro histórico, visitamos dois pequenos museus dedicados a Anita Garibaldi.


    O centro histórico está razoavelmente preservado, com a maior parte do casario em boa ordem.


    .


    .


    .


    .


    .


    .


    .


    .

    Deixamos o centro histórico, atravessamos a balsa de volta e seguimos rumo sul até o vilarejo de Garopaba do Sul, onde tem mais um sambaqui.
    Continuava ventando muito, vento forte de noroeste.


    Sambaqui em Garopaba do Sul.

    Voltamos para o camping para a última noite no Cabo Santa Marta.

    Sábado dia 29/07 começamos a volta para casa.

    [continua…]

    #98950 Resposta

    Alexandre,
    quando eu terminar de postar as fotos e detalhes deste tour, vou abrir um tópico sobre “cozinhado no camping” .

    Vai ser bacana demais Roger. Aproveita o tópico dá Paulinha… https://macamp.com.br/forum/topico/cozinhando-no-camping/

    Marcos Pivari - CEO e Editor do MaCamp

    #98951 Resposta

    Alexandre,
    quando eu terminar de postar as fotos e detalhes deste tour, vou abrir um tópico sobre “cozinhado no camping” .

    Vai ser bacana demais Roger. Aproveita o tópico dá Paulinha… https://macamp.com.br/forum/topico/cozinhando-no-camping/

    Marcos Pivari - CEO e Editor do MaCamp

    #98958 Resposta
    Avatar
    Roger Formiga
    Participante

    Ok Marcos, vou publicar lá.

    Poderia ter um tema permanente em

    Campismo & Aventura


    cozinhando no camping,
    o que acha? Poderia animar o pessoal a postar receitas, dicas de equipamento de cozinha, etc.

    #98959 Resposta
    Avatar
    Roger Formiga
    Participante

    [continuando…]

    Saímos sábado 29 pela manhã, BR 101 direto e reto toda vida.


    Fizemos uma parada aproveitando a sombra da Igreja São Cristóvão, próxima a Penha – SC , para o almoço.

    Seguimos até o Caminho do Vinho novamente, desta vez para comprar vinho para trazer para casa.
    Lá também encontramos uma cervejaria artesanal a Vosgerau


    onde paramos para comprar um litro de cerveja para tomar em casa no dia seguinte.

    Fomos direto para o camping No Sol novamente, passar a noite.

    .


    Pela manhã preparamos o café da manhã e assamos na brasa uma anchova comprada dos pescadores do Farol, que ficou no tempero de alho+sal+limão, e que seria o almoço do dia.
    .


    Uma parada para tomar água no portal da Estrada da Graciosa.


    E então Regis Bittencourt direto para casa, onde chegamos no final da tarde.

    .

    Dia seguinte já em casa, manutenção do equipamento de camping,


    limpeza, secagem, desentortar espeques…


    e guardar tudo até o próximo, esperando que não demore. 🙂 🙂

    [the end]
    [eof]

    //=====================

    Sobre navegação e mapas:

    Nesta viagem fizemos alterações no nosso equipamento de navegação que foram bem proveitosas.

    Nós costumávamos utilizar um smartphone para navegação, utilizando o programa gps compass map, que falhava muito, além da tela do smartphone ser muito pequena. Isso dificultava o trabalho da navegadora.

    Então resolvemos susbtituir o smartphone por um tablet de 7 polegadas e trocar o programa de navegação.

    Passei a preparar o roteiro usando o Google Earth, exporto o arquivo KLM do roteiro e transfiro para o tablet.
    No tablet carrego a rota usando o programa GPX Viewer, que vai mostrando na tela a nossa posição em relação a rota e ainda as imagens de satélite como fundo.

    Funcionou super bem, não tivemos nenhum problema de perder o caminho.

    Para trilhas e passeios a pé, usamos o Wikiloc com as trilhas baixadas da comunidade Wikiloc ou se for o caso, com a trilha que eu tenha desenhado antes no Google Earth e depois exporto para o Wikiloc.

    Usamos também um smartphone com um programa de velocimetro (X Velocimetro ) que além do velocimetro real, ainda apresenta distância percorrida, altitude, tempo decorrido, bússola, aviso de radar e aviso de velocidade. Ele guarda as estatísticas (tempo decorrido, tempo parado, velocidade média, distâncias) e o que é mais legal, guarda toda rota e salva num arquivo GPX que pode ser exportado para KLM e lido no Google Earth.
    Esse recurso de salvar a rota feita é muito legal para ver depois exatamente por onde andou.

    #98984 Resposta

    Roger, eu achava que era o único doido em ficar simulando no earth e streetview, parece que me enganei não? ótimo passa tempo, sem dúvidas…
    Sobre navegação a bordo uso bastante o Gmaps, até hoje rodou bem sem deixar na mão, e também o Tomtom Go BR, com a facilidade de uso offline (economiza nos dados)…boa alternativa essa sua do arquivo klm, qq hora vou experimentar…
    No mais, parabéns pela trip e fotos, sempre um prazer desfrutar!

    #101366 Resposta
    Avatar
    Giuseppe Ricardo
    Participante

    Roger, boa tarde!

    Pretendo fazer uma viagem em julho próximo, muito parecida com a sua. Preciso de informações básicas. Uma delas é: o que me diz do frio na região da serra catarinense? Como posso conversar com você através de um contato mais direto? Tenho muitas perguntas e, caso possa me ajudar, um e-mail ou número de whatsapp facilita. Agradeço.

PARTICIPE DO FORUM PELO FORMULÁRIO ABAIXO.
Visualizando 10 posts - 11 até 20 (de 20 do total)
Responder a: Santa Catarina – Julho2017 – Serra e Praia

You can use BBCodes to format your content.
Your account can't use Advanced BBCodes, they will be stripped before saving.

Sua informação:




CLASSIFICADOS: