Blue Camping 728×90

Usar ou não o alternador do carro?

Este tópico contém respostas, possui 23 vozes e foi atualizado pela última vez por Renato Fraga Natao Renato Fraga Natao 6 meses, 1 semana atrás.

Visualizando 10 posts - 1 até 10 (de 65 do total)
  • Autor
    Posts
  • #45967 Resposta

    rafael mafra
    Participante

    Bom dia. Quero pedir opiniões sobre a possibilidade de usar o alternador do carro para aumentar a autonomia do trailer durante as viagens… Pelo que vi a maioria não tem usado essa opção, qual seriam as desvantagens desse sistema? Pensei na possibilidade principalmente para tocar a geladeira nos períodos que farei pernoite em posto e ficaria muitas horas sem plugar a energia. Obrigado.

    Seguromh 729×90

    #60384 Resposta
    Odair Teixeira
    Odair Teixeira
    Participante

    Rafael Eu uso a seguinte estratégia: Antes de sair, deixo a geladeira carregada com o que vou utilizar e ligada no máximo com tudo congelando. Depois, quando vou me deslocar, baixo o termostato para o mínimo e saio usando a somatória da linha 12V da bateria do trailer (200Ah) + a linha 12V do alternador para tocar o inversor com a geladeira enquanto rodo durante o dia. Como a geladeira será pouco utilizada, o motor vai ligar poucas vezes, somente para manter a temperatura. Durante a noite em lugares onde não possui energia externa, uso o inversor 12V/110V para tocar a geladeira. Uso duas baterias e dão conta até a manhã seguinte. Uma geladeira de 180 litros rodando normalmente consome 0,35kW (350/12 = 29 Amperes/hora). Se deixar somente por conta da bateria, duraria 7 horas. Com o auxilio do alternador, o sistema equilibra em 50% pra cada (15 ampéres cada). O alternador da Hilux tem 90 amperes (x12V = +-1000 watts), então não dá pra contar muito com ele não. Logicamente, se ninguém abrir a porta da geladeira, ou abrir poucas vezes, o consumo cai bastante, mas o inversor também não tem 100% de eficiência. Para deslocamentos maiores, recomendo um banco de baterias maiores. Sds Odair

    #60388 Resposta

    Edintruder
    Participante

    No caso da minha F1000, o alternador original tem 45ah, muito fraco. Terei que colocar um alternador mais forte para poder usar junto. Tenho uma linha 12V direto passada para a traseira da F1000 já aguardando o trailer no futuro para esse fim.

    #60393 Resposta
    Odair Teixeira
    Odair Teixeira
    Participante

    Edi Troca o alternador por este abaixo, que dá para ligar até solda elétrica da Bambozzi com eletrodo de 4 mm http://www.nationsautoelectric.com/tad.html TAD Special Purpose Series 275 Amp High Output Diesel Alternator

    #60396 Resposta
    Jandir de Teresopolis
    Jandir de Teresopolis
    Participante

    Rafael, desde já avisando que não tenho a capacidade técnica do Odair e do Edintruder, acredito que possa acrescentar algumas coisas, pois fiz o que parece que está pretendendo fazer e estou plenamente satisfeito. Desde o início quando comprei o trailer planejava torná-lo como um MotorHome, na questão autonomia elétrica em viagens. Quase consegui tudo (ficou faltando apenas poder ligar o ar-condicionado). Todo o restante do trailer funciona nas viagens (pernoite em postos) como estivesse plugado em uma tomada. O que foi que eu fiz? 1) Comprei duas baterias estacionárias Freedom DF 3000 (pretendia comprar duas DF 4001, mas não iriam caber no local que eu preparei para instalá-las, por serem muito grandes – elas ficam embaixo do beliche), 2) Um inversor 3000 W (12v para 220v – comprei para 220v porque os equipamentos elétricos que vieram no trailer, quando o adquiri, eram todos 220v – geladeira, lâmpadas, etc…), 3) Um conversor 5000 W automático, com carregador inteligente, 4) Um medidor de carga da bateria. Como isto tudo funciona? Quando eu estou puxando o trailer, tem uma “conexão exclusiva” (não é a tomadinha comum que conecta as setas e a luz de freio do rebocador com as do trailer – é outra tomada independente – tem um fio de bitola grande, que sai do alternador e vai até uma tomada fêmea que está fixada na traseira da pick-up – no trailer tem uma tomada macho que conecto na tal tomada fêmea da pick-up, que também tem um cabo de bitola grande, que vai até as baterias estacionárias) que liga o alternador da F1000 às baterias estacionárias. Assim, as baterias são carregadas enquanto a EFE está ligada e puxando o trailer (posso acompanhar a carga da bateria pelo medidor que foi instalado dentro do trailer). A geladeira (220v) fica o tempo todo ligada durante a viagem, a toda a potência, gelando e fazendo até gelo ou mantendo sorvete no congelador, se for preciso (já viajei tomando sorvete nas paradas). Quando chego em um camping, que pode ter qualquer voltagem (o conversor reconhece a voltagem automaticamente e me fornece saídas 220v e 110v), ligo o trailer em uma tomada e automaticamente o inversor desliga, e o conversor (que tem um carregador) passa ser o responsável pela energia, ao mesmo tempo que mantém as baterias carregadas (que funcionam como um nobreak – se a energia do camping parar, o inversor volta automaticamente a funcionar, fornecendo energia 220v – ele não é como o conversor que fornece 220v e 110v, fornece apenas 220v). Viajei mais de 30 dias em dezembro último, e a geladeira nunca foi desligada. Em qualquer parada para pernoite em posto usava todas as luzes, o chuveiro (aquecedor de passagem), as televisões, carregava celular, usava computador, etc… O trailer era praticamente uma casa normal. UMA OBSERVAÇÃO: não criei nem inventei nada, absolutamente nada. Percebi que alguns motorhomes eram independentes e perguntei como funcionavam. Procurei alguém que soubesse fazer igual, e paguei para fazerem EXATAMENTE o que os motorhomes um pouco mais completos têm. A única diferença é que preciso plugar a tal “conexão exclusiva”, já que no nosso caso de trailer temos dois “veículos” independentes (o rebocador e o trailer). Pretendo fazer um vídeo sobre a autonomia do Cisne nas paradas para pernoite em postos de combustíveis, mas ainda não deu (eu tenho o hábito de dirigir até meia-noite ou uma da madrugada, e só aí parar para pernoitar. Por isso ainda não fiz o vídeo. Quando eu paro para pernoitar a mulher vai rápido para a cama e seu eu resolver fazer um vídeo mostrando como tudo funciona, acho que vou apanhar. Vou tentar na próxima viagem que fizer parar mais cedo e fazer o tal vídeo). No vídeo a seguir dá para ter uma ideia de como faço os pernoites em postos: E no início do próximo vídeo vc pode perceber como as coisas funcionam (o inversor e o conversor estão instalados embaixo do banco, perto da porta, e dá para visualizá-los um pouco no vídeo): Não tenho fotos especificas mostrando os detalhes, mas na próxima, que consegui cortando uma foto do Cisne, dá para ver a tomada macho e perceber a bitola do fio. Observe que a tomada comum (que liga as setas e a luz de freio) é a prateada pequena. A vermelha grande é a tal que faz a “conexão exclusiva”, que comentei acima, que conecta o alternador da pick-up às baterias estacionárias que ficam dentro do trailer, permitindo que estas possam ser carregadas, por aquele, enquanto a EFE estiver funcionando. Acredito ser importante citar que no local onde ficam o inversor e o conversor, e no local onde ficam as baterias, foram instaladas grades de ventilação, que podem ser vistas nas duas fotos a seguir. No nº 1 fica o compartimento onde estão o inversor e o Conversor e no nº2 o onde estão instaladas as baterias. Lembrando que não sei questões ou termos técnicos, estou a disposição para qualquer outra informação, quanto ao funcionamento do Cisne. E lembro mais uma vez: apenas copiei o que os motorhomes fazem, NADA MAIS, apenas acrescentando a ligação (que chamei no texto de “conexão exclusiva”), por motivos óbvios. QUALQUER oficina especializada em manutenção de motorhomes, pelo menos razoável, tenho certeza, é competente para fazer igual, dar a dica de fornecedores de equipamentos, etc… Em Curitiba sei que tem uma boa, que não me lembro o nome, mas sei que é onde o Dardo faz a manutenção do Guanaquito. Basta falar que quer fazer o mesmo sistema dos motorhomes (guardado as devidas proporções, é claro, uma vez que já vi motorhomes com quatro baterias Freedom DF 4001 – o tal banco de baterias que o Odair falou em sua primeira intervenção neste tópico). Este e muitos outros vídeos sobre campismo, você pode assistir clicando AQUI. .

    #60397 Resposta
    Andre Americana
    Andre Americana
    Participante

    É muito comum usar uma alimentação do alternador do veículo para carregar a bateria do trailer durante as viagens. Quando parado, recomendo utilizar apenas a do trailer p não correr o risco de ficar ser partida. Enviado de meu SM-G900M usando Tapatalk

    #60411 Resposta

    raul neto
    Participante

    Estou montando um mini trailer(tipo teardrop). A intenção é colocar algumas placas solares para carregar em banco de baterias de 120 ah(2X 60ah) e um carregador inteligente para quando tiver energia disponivel. Meu Vectra tem um alternador de 120 Ah, será que aguenta carregar pelo menos uma das baterias enquanto não coloco a energia solar? Vou precisar de um isolador de baterias?

    #60412 Resposta
    Mauricio
    Mauricio
    Participante

    Uso a conexão direta com a nova ranger e funciona perfeito, o maior percurso que fiz com ele ligado foi o do VQQ Joinvile. Tenho no trailer uma freedon estacionária de 115.

    #60413 Resposta

    rafael mafra
    Participante

    Agradeço demais Odair e a jandir pela ajuda… Pelo que conclui pelas pesquisas e experiências dos amigos é que quem vai começar do zero comprando todos os equipamentos é melhor usar geladeira e lâmpadas 12v. fica pesado o investimento em uma geladeira 12v, mais somando o preço de um bom inversor onda pura e a quantidade de estacionárias para a autonomia desejada o preço da geladeira é menor.[emoji3] Com um banco de duas a quatro estacionárias grandes e carregadas o trailer tera uma boa autonomia, mais contando o quanto se perde de energia com um inversor grande e a dificuldade de recarregar tudo isso, inevitável que ficamos dependendo de ligar na energia em pouco tempo… Sendo que o consumo dos equipamentos 12v precisam provavelmente de apenas 1 bateria, que contando com placas solares e alternador teríamos um sistema com total autonomia direto… Pensei também que um motorhome grande tem uma tulha preparada e segura para um gerador a gasolina, tem um alternador maior e não sente o peso das 4 baterias. Então depende de o que a pessoa já tem no trailer quando comprou, não é viável trocar tudo, mais tendo oportunidade ou necessidade de comprar novo o melhor caminho para autonomia 100% é tudo possível em 12v. Enviado de meu SM-G7102T usando Tapatalk

    #60415 Resposta

    Bacana sua conclusão Rafael……. e acho que pode-se somar à conta das baterias, a troca de todas elas dentro de um período de 3 a 6 anos, o que ja aumenta ainda mais esta conta.

    Marcos Pivari - CEO e Editor do MaCamp

Blue Camping 728×90

PARTICIPE DO FORUM PELO FORMULÁRIO ABAIXO. SE QUISER SER MAIS PARTICIPATIVO, CADASTRE-SE CADASTRE-SE AQUI

Visualizando 10 posts - 1 até 10 (de 65 do total)
Responder a: Usar ou não o alternador do carro?

You can use BBCodes to format your content.
Your account can't use Advanced BBCodes, they will be stripped before saving.

Sua informação:




To better explain your question or answer, you can upload some screenshots.

CLASSIFICADOS: