Vettura 728×90

Viagem Vinhedo – Porto Seguro 2014

Este tópico contém respostas, possui 11 vozes e foi atualizado pela última vez por  leandrovaranda 3 anos, 5 meses atrás.

Visualizando 10 posts - 1 até 10 (de 60 do total)
  • Autor
    Posts
  • #45369
    Odair Teixeira
    Odair Teixeira
    Participante

    Hallo Folks! Vamos ao relato de mais uma viagem a Porto Seguro, desta vez por outro trajeto: Plano de viagem: Trajeto Vinhedo – Porto Seguro (distancia 1660km) medidos no odômetro. Destino Camping Mundaí Saída – 26 Dezembro 2013 Volta – 12 de Janeiro 2014 Voltando algumas páginas, os dias que antecederam a viajem foram uma canseira só. Eu estava na 3a semana de Dezembro, visitando clientes em SP com um alemão de uma empresa que represento, com um transito infernal todos os dias e preocupado com os trabalhos que tinha pra fazer. Pra complicar ainda mais, eu havia contratado os serviços de um cara para tirar a infiltração da parede traseira esquerda, substituir o papel de parede e trocar a madeira do piso do banheiro, pintar o teto e remover e refazer a calafetação completa. O problema é que ele atrasou alguns dias a entrega. Havia algumas outras manutenções simples, mas que tomariam tempo e ele não poderia fazer. Resolvi fazer alguns serviços eu mesmo, já que havia tirado 3 dias de folga e pensei haver tempo suficiente, somando o final de semana. Teria que lubrificar e trocar os rolamentos, usinar os cubos de roda (percebi que estavam ovalizados) e substituir as lonas de freio por novas. Já conto a confusão que arrumei com os freios por causa disto. Como se já não bastasse o trabalho que tinha pela frente com a própria preparação da viagem, inventei ainda de fazer um circuito elétrico novo para acomodar o novo inversor 12V , remover e pintar a tulha (caixa de gás), aplicar bate pedra nas caixas de rodas e fabricar o suporte para o amortecedor auxiliar… Faltava ainda construir uma caixa de água servida decente feita com estrutura em alumínio, revestido com tecido de fibra de vidro e resina poliéster orto-oftálica . A idéia era ter uma caixa de 250 litros, leve e resistente. Comecei a construção da caixa de água servida e entre uma laminada e outra, dava um gás em outro serviço.. Faltava menos de uma semana pra viagem..


    A primeira camada com tecido bidirecional de fibra de vidro. Foram três camadas, sendo a primeira com um tecido com gramatura menor e mais fechado e os dois restantes com gramatura alta e trama mais aberta. Elevada resistência mecânica e baixo peso…. 1_90.jpg Os burrinhos de freio que coloquei antes da viagem de Campos do Jordão em Ago/2013 e já estavam detonados 2_83.jpg Unidade de medida para altura de caixa de água instalada – 1 Chinelo 41.. Falta converter em centímetros 3_62.jpg O segundo amortecedor instalado 4_47.jpg

    Santo Inácio 728×90

    #48706

    Olá Odair. Gostei desta nova unidade de medida de comprimento! (rsrsrsrs). Pensei que iria te encontrar em Porto Seguro. Cheguei no Camping Mundaí no dia 11/01 e fiquei até o dia 13/01. Foi um pena não poder te conhecer pessoalmente. Algo deve ter ocorrido no seu planejamento. Bom, fica para a próxima. Um abraço. Tom P.S.: Vou postar as fotos do Transformer em Porto Seguro no tópico carreta trailer.

    #48707
    Odair Teixeira
    Odair Teixeira
    Participante

    Washington Eu estava lá até o dia 12. Acho q eu vi vc por lá sim….


    Continuando…. Consegui terminar a caixa de agua servida e lembrei que sozinha ela não iria se segurar embaixo do trailer. Tive que ir até o serralheiro comprar barras chatas de 2 polegadas, cortar e furar e fazer os ganchos com rosca para fixar nas longarinas do trailer. Optei por colocar o registro de saída no fundo da caixa e não no lado, para garantir o escoamento e que não restaria muito líquido qdo esvaziasse a caixa. Comprei uma flange com registro e considerei pequena, porem qdo montei na caixa e encaixei no trailer, vi que ficou bem baixo. Daí eu colocar o chinelo e ver a altura, pq as lombadas tem em média 15 cm de altura, exceto as do norte de Minas e do sul da Bahia, que dependem da quantidade dos parentes do prefeito que enterrou a família ali embaixo. Fui e voltei e não raspou em nenhuma lombada.

    #48713

    leandrovaranda
    Participante

    Esse segundo amortecedor é para diminuir a força de frenagem? Com relação a caixa, sempre me pergunto pq as pessoas colocam a saída de lado, sempre vai sobrar água desse jeito. Já do jeito que fez basta colocar o trailer em rampa que sai tudo.

    #48724
    Odair Teixeira
    Odair Teixeira
    Participante

    Leandro O segundo amortecedor é para alcançar a força de amortecimento necessária. Já que no tubo da bequilha não cabe um amortecedor mais parrudo, tive que colocar outro. Não sei ao certo, mas acho que o amortecedor usado nos trailers da Turiscar era o mesmo para quase todos os modelos. Só que uns trailers são mais pesados que outros. Agora pode frear e acelerar sem se preocupar pq não dá tranco nenhum. Não sente nenhuma pancada. Antes com o amortecedor original, parecia que alguém batia de leve na traseira da caminhonete. Qdo alterei o primeiro amortecedor, ficou um pouco melhor. Agora zerou.. A válvula original das caixas da Turiscar era uma válvula de gaveta. Mas a que eu tinha na caixa de detritos não era muito estanque.. 1_91.jpg Pedi para o ultimo instalador colocar uma válvula de esfera de 75mm. Ele colocou de lado, e sempre fica uns 10% do volume. Tem que inclinar o trailer pro lado para esvaziar totalmente..


    Continuando… No dia 23 de Dezembro, comecei a instalação dos rolamentos e burrinhos novos, já que o kit de freios a disco que tinha encomendado não serviriam pq eram para rodas aro 15 e as do trailer eram 14. A pinça encostava na parte de dentro da roda. Vamos de freio a lona mesmo. Percebi medindo com o paquímetro que havia uma ovalização no cubo e decidi levar os cubos de roda para retífica e zerar a ovalização. O torneiro tirou um pouco de material e me recomendou comprar lonas 2x. (dupla altura, para tambores mais gastos). Já era quase final da tarde do dia 23 qdo cheguei em casa com os cubos retificados e com as novas lonas instaladas nos patins . Fui montar e a surpresa : Os cubos não entravam…. E agora? Já era noite de 23 e no dia 24 sem chance de conseguir torneiro e nem lonas menores. Além do mais, teria que rebitar novamente e isso dá uma baita trabalheira, já que os rebites tem que ser rebatidos na marreta. ….

    #48728

    Jairo
    Participante

    Odair, boa noite, fizeram boa viagem? Conte mais da parte mecânica do trailer, do caminho e mande fotos tb. Abraços!

    #48743

    leandrovaranda
    Participante
    Odair Teixeira wrote:
    Agora pode frear e acelerar sem se preocupar pq não dá tranco nenhum. Não sente nenhuma pancada. Antes com o amortecedor original, parecia que alguém batia de leve na traseira da caminhonete. Qdo alterei o primeiro amortecedor, ficou um pouco melhor. Agora zerou..

    Entendi, quando reboquei um carro com a caminhonete (usando cambão) tive essa mesma impressão.

    Odair Teixeira wrote:
    A válvula original das caixas da Turiscar era uma válvula de gaveta. Mas a que eu tinha na caixa de detritos não era muito estanque.. DSC00406-74x74.jpg Pedi para o ultimo instalador colocar uma válvula de esfera de 75mm. Ele colocou de lado, e sempre fica uns 10% do volume. Tem que inclinar o trailer pro lado para esvaziar totalmente..

    Essa da foto parece que era a melhor opção mesmo, mas se não segura, não adianta, esse que você fez ficou ótima, sempre vai conseguir esvaziar tudo sem ter que fazer malabarismo :)

    Odair Teixeira wrote:
    No dia 23 de Dezembro, comecei a instalação dos rolamentos e burrinhos novos, já que o kit de freios a disco que tinha encomendado não serviriam pq eram para rodas aro 15 e as do trailer eram 14. A pinça encostava na parte de dentro da roda. Vamos de freio a lona mesmo. Percebi medindo com o paquímetro que havia uma ovalização no cubo e decidi levar os cubos de roda para retífica e zerar a ovalização. O torneiro tirou um pouco de material e me recomendou comprar lonas 2x. (dupla altura, para tambores mais gastos). Já era quase final da tarde do dia 23 qdo cheguei em casa com os cubos retificados e com as novas lonas instaladas nos patins . Fui montar e a surpresa : Os cubos não entravam…. E agora? Já era noite de 23 e no dia 24 sem chance de conseguir torneiro e nem lonas menores. Além do mais, teria que rebitar novamente e isso dá uma baita trabalheira, já que os rebites tem que ser rebatidos na marreta.

    Agora fiquei curioso para saber como conseguiu montar tudo a tempo de viajar :P

    #48757

    Opa estou acompanhando de perto a viagem Odair!!

    #48763
    Odair Teixeira
    Odair Teixeira
    Participante

    Continuando Dia 24 de Dez, 7h da manhã eu fui bater na casa do torneiro mecânico para darmos mais um passe nos cubos. E o Sr. Murphy que é um sem coração, me fez chegar 1 minuto após a saída do Sr. Germano, uma figura de 75 anos que voa de Trike e tem horas de historia pra contar. Saí atordoado e qdo minha esposa viu uma Kombi parecida com a do Sr. Germano parada numa avenida, retornei e fui perguntar se ele estava ali. De fato estava. Era a casa da cunhada dele que ele estava resolvendo um problema de falta de água. Voltamos para a oficina, demos mais uns belos passes nos cubos, aproveitando para deixa-los com as mesmas medidas. Voltei para casa ao meio dia. Almocei correndo e fui montar os cubos. Troquei os rolamentos, coloquei graxa nova e encaixei os cubos no lugar. Ainda estava travando. Tirei as sapatas de freio e fui pra oficina lixar e tirar de pouquinho e montando para ver. Acabou dando certo. Era 4 da tarde e estava com as rodas no lugar e com os freios montados. Ufa…Coloquei a tulha no lugar, liguei a instalação elétrica com o novo inversor e testei tudo. Estava ok! Acabei de reapertar e testar os amortecedores da munheca eram 20 hs. Cansado pra caramba e ainda tinha que sair em 1h para o jantar de natal na casa de amigos. No dia 25 ainda trabalhei em algumas coisas pequenas que estavam pendentes e dia 25 a tarde estava tudo pronto. Fui no aeroporto de Viracopos pegar minha cunhada que iria junto na viagem comigo e com minha esposa. Minha filha e o namorado nos encontrariam no dia 28 em Porto Seguro. Dia 26 – 06:00 Saída de Vinhedo Nos primeiros 10 minutos de viagem, já tive que fazer a primeira parada. Esqueci o receptor da Sky. Liguei pra minha filha que o trouxe . Durante a viagem iria lembrar de outros itens que deveriam estar a bordo e acabei esquecendo, inclusive o próprio check list. Mas nada que atrapalhasse ou fosse relevante. Segui viagem, passando por Louveira, Itatiba e alcançando a Rod. D. Pedro rumo a Jacareí e aí apontar a proa para o RJ. Biobreak (parada biológica) as 10:00 em Caçapava. As 13:00 já estava na baixada fluminense e ligando para o Giba Quadros em Vitória, perguntando do estado da BR 101, já que o plano de viagem era seguir pela ponte Rio-Niterói e pegar a BR 101 parando para descansar em Marataízes. Já estava na Av. Brasil qdo consegui falar com o Giba e soube que a 101 ainda estava com trechos alagados e com filas enormes. Peguei umas 3 horas de transito na Av. Brasil. Então o plano B era subir a BR 040 até Três Rios e depois pegar a BR 116. Nem falei nada para a pobre da Hilux, pq a subida é bem íngreme, cheias de curvas, sem acostamento e cheia de buracos. Fui com cuidado e mantendo 50 a 60km/h. O trailer ia pulando e ouvia as pancadas na suspensão, mas segui sem olhar . Parei no posto policial no final da serra e chequei dentro do trailer e estava tudo ok, apesar de alguns objetos terem caído e duas lâmpadas terem desrosqueado e caído, sem quebrarem. Segui em direção a Petrópolis, Tres Rios, Itaipava, Além Paraíba e parei as 21:00hs em Muriaé (MG). Foram 16h e 670km rodados. Parei num posto 24h na saída de Muriaé para pernoitar e fazer uma avaliação nos freios do trailer, pq percebi que estava demorando um pouco mais para parar nas lombadas. Abasteci, enchi a caixa de água e pedi para o chefe dos frentistas um lugar para pernoitar. Ele me ofereceu um lugar seguro, com tomada 110V . Jantamos, tomamos um banho e fomos dormir. No dia 27 de dezembro, acordei as 06:00 e tomamos um café da manhã. Peguei a caixa de ferramentas e abri a tulha para verificar o nível do fluido de freios e levei um susto. Não havia uma gota de fluido no reservatório.

    #48765

    Po…. o Odair tá pior que o Fantástico na hora de passar a notícia mais anunciada da semana….. ele pára o relato bem no momento do fluido vazio….rsrsrsrs De qualquer forma admiro sua coragem de fazer estes serviços um dia antes de uma viagem dessas….. meus TOCs e estresses não me permitem umas aventuras desse tipo…… Manda lá Odair…. estamos curtindo seu post por aqui.

    Marcos Pivari - CEO e Editor do MaCamp

BodeCar 728×90

PARTICIPE DO FORUM PELO FORMULÁRIO ABAIXO. SE NÃO FOR CADASTRADO, CADASTRE-SE CADASTRE-SE AQUI

Visualizando 10 posts - 1 até 10 (de 60 do total)

Você deve fazer login para responder a este tópico.

CLASSIFICADOS: